Pesquisa do Estadão mostra que Dilma perderá de 369 a 144

Charge do Amarildo (amarildocharge.wordpress.com)

Wagner Pires

O ‘Estadão’ publica diariamente as intenções declaradas de voto dos deputados federais no processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O placar divulgado às 19 horas desta terça-feira foi de 300 deputados já publicamente declarados a favor do afastamento, 125 contrários e 88 ainda não decididos. Ou seja, faltam 42 votos para aceitar o impeachment na Câmara ou 47 votos para rejeitá-lo. A possibilidade de Dilma permanecer no poder é, praticamente, nula. Mesmo levando-se em consideração o chamado desvio-padrão, que indica a variação possível da média que vem sendo mantida, a presidente tem menos de um por cento de chance de permanecer no poder.

Calculando o desvio-padrão numa distribuição binomial: [n x p x (1-p)]^1/2, onde (n) é igual ao número de deputados da amostra, (p) é igual à probabilidade de sucesso.

O número de deputados da nossa amostra atual é de 425, e a probabilidade de sucesso , que aqui chamamos de favoráveis ao impeachment, é de 71%.

Logo o desvio-padrão = [425 x 0,71 x (0,29)]^1/2 = 9. Portanto o nosso desvio-padrão amostral é de nove deputados.

MÉDIA PROJETADA

Projetando a média amostral dos favoráveis para toda a Câmara, passamos a ter 72% de 513 = 0,72 X 513 = 369 deputados favoráveis ao impeachment.

Logo, se tirarmos três desvios-padrão dessa média, teremos a contagem estatística mínima em favor do impeachment. Vamos lá: 369 menos três desvios-padrão = 369 – (3 X 9) = 369 – 27 = 342 deputados, que é exatamente o número mínimo necessário para o impedimento de Dilma.

Lembro aos leitores e amigos da Tribuna da Internet que três desvios-padrão correspondem a 99,9% da possibilidade de ocorrência de um número dentro de uma distribuição aproximadamente normal.

Portanto, estamos achando aqui o número mínimo de deputados que irão votar a favor do impeachment com 99,9% de chances de acerto. E esse número é exatamente de 342 deputados necessários para expulsar Dilma do Planalto.

Acabou para Dilma!

 

7 thoughts on “Pesquisa do Estadão mostra que Dilma perderá de 369 a 144

  1. MAIS UM FORTE MOTIVO PARA O BRASILEIRO DE BEM VESTIR-SE DE VERDE E AMARELO E INVADIR BRASÍLIA NA VOTAÇÃO MAIS RELEVANTE DA HISTÓRIA RECENTE DO PAÍS. O EVENTO “INVASÃO À BRASÍLIA” JÁ TEM RECORDE DE CONFIRMAÇÕES E VAI BOMBAR !!! Compareçam !!!

  2. Vale a pena replicar aqui o velho provérbio inglês que diz:

    “Figures never lie”, ou seja, “Os números não mentem jamais”.

    IMPEACHMENT JÁ !!!!

    FORA DILMA !!!

    FORA PT !!!

    LULA NA CADEIA !!!

  3. Caro Wagner,
    Estamos TODOS torcendo que os cálculos estatísticos-probabilísticos que apresentou se confirmem!

    O país não apresenta qualquer outra opção de “sobrevida” decente como nação, se os prognósticos não vierem a se materializar, . . .

    A única questão que se apresenta temerária sob minha ótica, é aplicar tratamento matemático (probabilístico) para uma “ciência” como a “Política” reconhecidamente pautada e fundamentada em imponderáveis e imprevisíveis variáveis, . . .

    Torço para que o resultado se CONFIRME ! ! !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *