Pesquisa: Moro vence no segundo turno e sobe para 40% quem acha Bolsonaro ‘ruim ou péssimo’

Bolsonaro x Moro - Renato Aroeira - Brasil 247Marlla Sabino Estadão  / Charge do Aroeira (site 247)

A parcela da população que reprova o governo de Jair Bolsonaro aumentou pela primeira vez desde março de 2020, segundo pesquisa divulgada nesta segunda-feira (18) pela XP Investimentos em parceria com o Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe).

O levantamento de janeiro aponta que subiu de 35% para 40% a fatia que considera a gestão como ‘ruim ou péssima’. O porcentual é semelhante ao do início da pandemia do novo coronavírus no País, em abril de 2020.

AVALIAÇÃO NEGATIVA – Já a parcela que avalia a administração do governo como ‘ótima ou boa’ caiu de 38% para 32%. É a primeira vez desde julho em que a avaliação negativa supera a positiva. De acordo com a pesquisa da XP Investimentos, o movimento coincide com uma piora na percepção da atuação do presidente para enfrentar a covid-19. São 52% os que consideram ‘ruim ou péssima’, 4 pontos percentuais a mais que em dezembro de 2020.

A pesquisa também aponta que 50% dos entrevistados defendem que o governo recrie um benefício semelhante ao auxílio emergencial por mais alguns meses. Contudo, apenas 27% dizem acreditar que o governo tomará essa decisão.

O benefício foi adotado pelo governo federal ao longo de 2020 para mitigar os efeitos econômicos causados pela pandemia. Bolsonaro, no entanto, vem descartando uma nova rodada de pagamentos.

IMUNIZAÇÃO – Questionados sobre a disposição de tomar uma vacina contra o coronavírus, 69% dizem que com certeza irão se imunizar. Entre os eleitores declarados que votaram em Bolsonaro nas últimas eleições, 58% afirmaram que irão se vacinar com certeza, enquanto 78% dos demais eleitores afirmaram tal intenção.

Os dados apontam que Bolsonaro segue à frente na disputa presidencial de 2022, tanto na pesquisa espontânea como na estimulada, quando são mencionados nomes dos candidatos. O presidente atinge 28% das intenções de voto, à frente de Sergio Moro, seu ex-ministro da Justiça e Segurança (12%), Ciro Gomes (11%) e Fernando Haddad (11%).

Já na pesquisa espontânea, quando não há apresentação de candidatos, Bolsonaro se mantém na liderança com 22% – abaixo do registrado em dezembro, quando tinha 24% das intenções de voto.

PERDE PARA MORO – A pesquisa de janeiro indica que Bolsonaro perderia para Moro no segundo turno, que bateria o atual presidente por 36% a 33%. No último levantamento, os dados apontavam que o presidente derrotaria seu ex-ministro. Bolsonaro, no entanto, ganha numericamente de todos os outros cenários de segundo turno em que é testado.

Foram realizadas 1.000 entrevistas com abrangência nacional, no período de 11 a 14 de janeiro. A margem de erro é de 3,2 pontos porcentuais.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Delirante, Bolsonaro continua tentando desmentir a mais célebre afirmação de Abraham Lincoln, que até hoje se manteve imbatível: “Você pode enganar uma pessoa por muito tempo; algumas por algum tempo; mas não consegue enganar todas por todo o tempo”. E como diz Roberto Carlos, “daqui pra frente, tudo será diferente, o seu orgulho não vale nada, nada!”. (C.N.)

11 thoughts on “Pesquisa: Moro vence no segundo turno e sobe para 40% quem acha Bolsonaro ‘ruim ou péssimo’

  1. FUÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓ!!

    Atenção, jumentinhos borxonaristas!

    O jumento-mor da presidência tocou o berrante conclamando sua manada de quadrúpedes!!!!!!!!

    Olha o capim aí, Gadooooooo!!!!

    É pra relinchar bem alto:

    “Ainnnnnnnnnnnnnnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnnnnnnnnnnnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnnnnnnnnnnnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnnnnnnnnnnnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnnnnnnnnnnnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnnnnnnnnnnnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnnnnnnnnnnnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!!”

    “Ainnnnnnnnnnnnnnnnn, eu odeio o Moro Traidor!!!!!!!!!!!!!!!!”

  2. O foco de convergência duma contemporização desfavorável a Bolsonaro, começa a reunir os pontos cruciais, para um impeachment bem fulminante: baixa na popularidade, ascenção do seu maior adversário, cresce o números de parlamentares pró-cassação, as redes sociais estão efervescentes como ruas virtuais.
    Agora dá até para entender por que Bolsonaro sabotou tanto a vacina: é que quanto mais rápido ela for aplicada, mais cedo o povão vai-se sentir autoconfiante, para quebrar o pau nas ruas! Aguenta mixaria!

    • Nunca vi ou soube de algum presidente ou governo que tomou tanta porrada mesmo desde antes de assumir e assim continua dia após dia, “se faz apanha por fazer, se não faz apanha do mesmo jeito. É por tudo e o tempo inteiro.
      Mas os que aqui chamam de boiada os que acreditam, não enxergam o domínio maldito em que estão.
      Muitas notícias claramente manipuladas são bombardeadas massivamente a todo instante pela mídia corrupta e coercitiva, mas estes já nem percebem mais e se deixam conduzir por este domínio.
      Sendo que as porradas que leva também vêm com força dos demais poderes da República que se incomodam demais com o que representa. Então com tamanhas forças batendo de todas as formas e por todos os lados, deveriam se fazer uma pergunta, porque tantos poderosos se incomodam assim com ele?
      Ora todos esses que são contra ele, representam pra mim o que há de mais nojento e asqueroso neste país, e como são justos esses que querem se livrar dele pra poderem voltar a ter liberdade de acesso ao que lhes foi cortado, mais ainda sou motivado fortemente a manter meu apoio a ele.
      Apenas duas coisas acho que deveria corrigir, poderia falar um pouco menos pra não se expor tanto e tinha que revidar com muita, muita força sobre todos que o atacam desproporcionalmente como se vê desde sua campanha, inclusive com uma facada.
      Isso não é normal nem natural!

Deixe uma resposta para Paulo III Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *