Péssimo dos péssimos

Tostão (O Tempo)

O que fazem os membros do comitê da Copa? Marín troca favores, Ronaldo viaja para Londres, para fazer curso de publicidade relacionado às suas atividades empresariais, e o deputado estadual Bebeto sorri.

E Bebeto sorri…

Marín e vários políticos brasileiros acharam que a Bolívia era uma republiqueta, que a Justiça do país não tinha independência e que, para soltar os 12 corintianos, bastaria apelar ao presidente da Bolívia, Evo Morales, além de tentar comprar a dor da família do adolescente Kevin. Quebraram a cara.

A pelada entre Brasil e Bolívia não serviu para avançar na parte tática nem para selecionar jogadores para a Copa das Confederações. Na transmissão da TV Globo, tiraram várias conclusões. Há dois tipos de futebol quando joga a seleção. Um, distante da realidade, é o dito na transmissão das partidas pela TV Globo e repetido pela maioria. Outro, próximo dos fatos, é falado e discutido pela minoria.

Contra a Rússia, Kaká, Neymar e Oscar tiveram más atuações. Kaká não foi pior que os outros dois. Depois do jogo, parte da imprensa e, provavelmente, Felipão, concluíram que não há lugar para Kaká, que o lugar é de Ronaldinho, que tinha perdido o lugar, após o jogo contra a Inglaterra.

Hoje é dia de bons e decisivos jogos. Real Madri e Borussia Dortmund já estão na semifinal. Muito do que acontece em um jogo ocorre sem ser planejado, e não porque o técnico mudou um jogador três metros para a direita ou para a esquerda, como muitos acham.

O Barcelona é favorito, joga em casa, pode empatar por 1 a 1 ou por 0 a 0, mas corre muitos riscos, ainda mais se Messi não jogar. Quando a bola é lançada na área do Barcelona, para o grandalhão, forte e excepcional Ibrahimovic, é um grande perigo. No primeiro jogo, Beckham só entrou para bater escanteios, faltas e para jogar a bola na área.

O Bayern tem dois gols de vantagem sobre a Juventus. Mesmo assim, o bom time italiano tem razoáveis chances de se classificar. A Juventus é a única das grandes equipes da Europa que atua com três zagueiros. Os dois alas jogam muito à frente, e os volantes avançam, especialmente Pirlo, o organizador da equipe.

A seleção brasileira só terá um grande time quando tiver um volante como Pirlo, que, além de marcar, se torna o armador da equipe, já que é menos marcado. Isso ocorre em todas as melhores equipes do mundo.

LEMBRANÇAS

Encontrei-me, em uma de minhas caminhadas pela cidade, com Procópio, excepcional zagueiro do Cruzeiro nos anos 1960. Procópio, como Thiago Silva, Luizinho e outros ótimos zagueiros, percebiam o passe, se antecipavam aos atacantes e, com um bom passe, iniciavam o contra-ataque. A seu lado, jogava Willian, bom zagueiro, mais no estilo xerifão.

Do passado, mudo para o presente. Segundo matéria do jornal O Tempo, Atlético e Cruzeiro são as equipes do Brasil com melhor aproveitamento no Estadual. Isso é porque os dois estão muito bem ou porque o América e os pequenos de Minas são piores que os pequenos de outros Estados? O Atlético, indiscutivelmente, é um dos melhores do Brasil. Ainda é cedo para dizer o mesmo do Cruzeiro, pois o Estadual não é um bom parâmetro.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *