PF interroga Eduardo Bolsonaro sobre Allan dos Santos, compra de rádio e redes sociais

Crise com a China provocada por Eduardo Bolsonaro piora o que já está ruim  | A Gazeta

Eduardo Bolsonaro foi interrogado por mais de seis horas 

Bela Megale
O Globo

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) prestou nesta terça-feira (dia 22) um depoimento de mais seis horas à Polícia Federal no inquérito dos atos antidemocráticos. A oitiva foi feita no gabinete de Eduardo na Câmara dos Deputados, em Brasília, e foi conduzida pela delegada da Polícia Federal Denisse Dias Ribeiro, que está à frente do inquérito. O parlamentar falou como testemunha.

A coluna apurou que o depoimento seguiu o script dos demais interrogatórios e que Eduardo respondeu todas as perguntas.

PRINCIPAIS QUESTÕES – Entre os temas questionados ao parlamentar, estão: a relação com blogueiros investigados no caso, como Allan dos Santos, se ele atuou na intermediação de aquisição de algum canal de TV ou estação de rádio, se já se utilizou de tecnologia para impulsionar suas redes e se participou ou incentivou a realização de atos antidemocráticos.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Conforme revelamos nesta terça-feira (dia 22) aqui na Tribuna da Internet, a Polícia Federal já tem provas do envolvimento dos filhos de Bolsonaro e da própria assessoria presidencial na preparação e financiamento da campanha antidemocrática que visava a um golpe militar. Os depoimentos dos filhos apenas complementam as importantíssimas informações já conseguidas. O relator do inquérito é o ministro Alexandre de Moraes que está sendo ridicularizado nas redes sociais, chamado de “advogado do PCC”, e vai responder à altura. É só questão de tempo. (C.N.)

15 thoughts on “PF interroga Eduardo Bolsonaro sobre Allan dos Santos, compra de rádio e redes sociais

  1. Que família !!!
    O Pateta e seus descendentes abobalhados mamando nas tetas do governo e proporcionando á cada dia, um novo problema para a vergonha da nossa esculhambada Nação.
    Inacreditável onde chegamos…
    Estes cafajestes não tem limites e nem vergonha na cara…
    Cínicos…
    Credo !

  2. A primeira investida de políticos e líderes religiosos, com pretensões de se universalizarem, é comprar meios de comunicação de massa. Sabem eles: são máquinas de manipulação massificantes, cuja doutrinação bate na cabeça da nossa gente, qual uma biruta pendulando ao sabor do vento!

  3. Senhores,

    Que ninguém perca de vista, que tanto o sr. bolsonaro como seus filhos, além de supostamente e alegadamente segundo nos chega através da Imprensa, terem ao longo dos últimos anos amealhado os frutos das “rachadinhas” que somam milhões de reais, conquistaram para si próprios uma belíssima aposentadoria pública até o último dia de suas vidas, claro tudo dentro das Leis da República (que república, heim?) graças entre outras razões aos seus eleitores.

    Que estes eleitores ao menos, quando estiverem na filas do SINE e do INSS, não se esqueçam disso.

    PS: Ainda falta resolver a aposentadoria de dois filhos, se não me engano.

    • Vamos supor que o desfalque da familia bozo nos ultimos trinta anos chegasse a 500 milhoes de reais, uma quantia razoavel de por muito ladrão no bolso não é mesmo, mas vamos as comparaçoes que são impossiveis de não se faze.
      Só o aecim foi pego pedindo 2 milhoes em uma unica conversinha.
      o baiano gordinho tinha 50 milhoes em um ap de frente pra praia e o bobo do lula com o triplex de pobre e mal gosto.
      O primeiro a delatar no petrolão devolvel 300 milhoe
      o paulo não sei das quantas la do nordeste junto com suas crias da inglaterra devolveram uma baba tambem em torno de 200 mi,
      a lista é grande querer elevar o bozo a essa categoria é muita pretenção

      • Carlos Marchi (via Facebook)

        A FASCINAÇÃO POR DINHEIRO SONANTE

        A última é que o deputado Eduardo Bolsonaro usou R$ 150 mil em dinheiro vivo para pagar dois apartamentos na zona sul do Rio.
        Os apartamento foram comprados em 2011 e 2016, segundo o jornal O Globo.
        O que salta à vista, além da fascinação da família por dinheiro vivo, é a repetida aplicação da grana em imóveis.
        E salta mais ainda a comprovação de que a criação da nota de R$ 200,00 é pra ajudar a movimentação financeira da família.
        Cabe urgentemente que seja informado à sociedade brasileira quantos imóveis cada membro da família tem em seu nome.
        Os que estão em nome de cada um e os que estão em nome do laranjal.

        https://www.facebook.com/carlos.marchi.3/posts/5230004657016980

  4. Nota da redação, é tão boa quanto a historia do interfone da casa do presidente que era certo de ele ter atendido?

    Alguém aqui sabe a hora exata que o funcionário da Câmara deu entrada no nome do adelio bispo na câmara????/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *