PF investe contra a quadrilha de Helder Barbalho e faz uma macrooperação em vários outros Estados

Descoberta de agentes federais de execução levou PF à fortuna de traficante de MS - Jornal Midiamax

Já foram presos dois secretários e um assessor de Barbalho

Dmitrius Dantas e Victor Farias
O Globo

A Polícia Federal realiza, na manhã desta terça-feira, a operação S.O.S, com o objetivo de desarticular um esquema de corrupção envolvendo a contratação de organizações sociais (OSs) no sistema de saúde do estado do Pará. Ao todo, serão cumpridos 76 mandados de prisão e 278 de busca e apreensão, um deles no gabinete do governador Helder Barbalho (MDB). Entre os presos estão dois secretários de estado e um assessor do governador.

Segundo a Controladoria-Geral da União (CGU), as apurações revelaram que um grupo de quatro OSS firmou, ao menos, 12 contratos ou termos aditivos com o Governo do Pará entre agosto de 2019 e maio de 2020, em um valor de aproximadamente R$ 1,2 bilhão. Desse montante, já foram pagos R$ 310 milhões.

EM VÁRIOS ESTADOS – Foram presos o secretário de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia do Pará, Parsifal de Jesus Pontes, o Secretário de Transportes do estado, Antonio de Padua, e o assessor de gabinete do Helder Barbalho, Leonardo Maia Nascimento.

No Pará, os agentes estão nas cidades de Belém, Capanema, Salinópolis, Peixe-Boi e Benevides. Também  há mandados para Goiás,  Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e São Paulo, onde a operação foi batizada de Raio-X.

Segundo o Ministério Público, a investigação durou dois anos e indicam a existência de um sofisticado esquema de corrupção envolvendo agentes públicos, empresários e profissionais liberais.

CÂMARA E SECRETARIA – Há mandados sendo cumpridos na Câmara Municipal e na secretaria estadual de Saúde. A operação é realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público e pela Polícia Civil. Em São Paulo, foram expedidos 64 mandados de prisão temporária e 237 mandados de busca.

As prisões e as buscas se deram em dezenas de municípios do Estado de São Paulo, dentre eles Penápolis, Araçatuba, Birigui, Osasco, Carapicuíba, Ribeirão Pires, Lençóis Paulista, Agudos, Barueri, Guapiara, Vargem Grande Paulista, Santos, Sorocaba.

GRANDE APARATO – Para o cumprimento dos mandados foram empregados 816 policiais civis, 204 viaturas e dois helicópteros. Outros 30 promotores do MP também participam da operação.

De acordo com a investigação, houve a aquisição de grande quantidade de bens móveis e imóveis, sendo que parte da evolução patrimonial do grupo se deu justamente no período da pandemia.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A macrooperação mostra que o Rio de Janeiro não difere dos outros Estados em matéria de nova política… A corrupção viceja pelo Brasil inteiro, onde em se plantando tudo dá… (C.N.)

9 thoughts on “PF investe contra a quadrilha de Helder Barbalho e faz uma macrooperação em vários outros Estados

  1. Quem diria até no estado desgovernado pela Quadrilha do fhc está na lista das operações.
    “Nosso partido é diferente de todos que estão aí”

    E tome corrupção

  2. Que fiquem tranquilos pois ninguém será preso após o hc liberando-os da prisão preventiva.
    Se o $ desviado for suficiente para pagar uma boa banca de advogados, nem dois meses de “xilindró” pegarão; depois só terão seus casos analisados pelo stf quando estiverem usando “fraldões” o que lhes garantirá “prisão” domiciliar.
    Nós sociedade brasileira temos como representantes realmente a nossa essência; o resto é inveja.
    Mais; necessitamos de muito mais ainda.

  3. O Pai , o inescrupuloso e desprezível Jader Barbalho, que não gosto nem de citar o nome para não vomitar, foi um dos maiores corruptos da história brasileira…
    Chegou a ganhar o Prêmio Corrupção do Pasquim já, há muitos anos atrás…
    Que esperar de um crápula deste batizado Hélder Barbalho?
    Se identificam e agem tão porcamente e criminalmente como os Sarneys, Calheiros, Gomes, Bolsonaros e tantos outros que se esforçam tanto para emporcalhar cada vez mais esta infame rede de corrupção que chamamos de política.
    Estes demônios são insaciáveis…
    Credo !

  4. Até mais do que comprovação via DNA: nada melhor para um pai, do que ajudar a gerar um filho, e nele ver reproduzidas todas as virtudes e vicissitudes do papi.
    Parabéns, Jader Barbalho, o Eldinho vai cumprir a proliferação do fideicomisso legado a ele, “per omnia saecula saeculorum amen!

  5. Como disse o vice-presidente Mourão alguns meses atrás, o Estado do Pará tinha que ser dividido em 4 pois é um dos mais problemáticos do país.

Deixe uma resposta para Ronaldo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *