Piada do Ano! Bolsonaro acha que investigações contra o filho Flávio foram encerradas

Resultado de imagem para bolsonaro e flavio

Jair Bolsonaro pensa (?) que agora “só falta ouvir o assessor Queiroz”

Bruno Moura e Rebeca Ramos
Estadão

O presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta segunda-feira, 22, o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), seu filho mais velho, e disse que todas as suspeitas contra ele já foram “esclarecidas”. “Está faltando apenas ouvir o Queiroz”, afirmou o presidente, em referência ao ex-assessor do gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro Fabrício Queiroz.

Flávio é alvo de investigações em ao menos três órgãos. Na principal delas, o Ministério Público do Rio investiga saques e depósitos suspeitos nas contas do ex-assessor Queiroz.

“RACHADINHA” – Conforme revelou o Estado em dezembro, Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017. A suspeita é de que havia um esquema de repasse de parte do salário de funcionários do gabinete, prática conhecida como “rachadinha”.

Relatórios do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) também mostraram que Flávio recebeu em sua conta 48 depósitos, num intervalo de cinco dias, sempre no mesmo valor: R$ 2 mil.

“Esse depósito, feito por envelope, o limite é de R$ 2 mil. Não sei quantos, talvez milhões de depósitos são feitos por semana neste sentido”, disse Bolsonaro ao justificar os repasses.

COMPRA DE IMÓVEL – Em janeiro, entrevistado pela TV Record, Flávio afirmou que as movimentações suspeitas identificadas pelo Coaf em sua conta bancária se referem à compra e venda de um imóvel na zona sul do Rio.

O presidente também disse que outra acusação contra Flávio, na esfera eleitoral, já foi esclarecida. A investigação tramitava desde março de 2018 na Procuradoria Regional Eleitoral do Rio (PRE-RJ) e apurava possível crime eleitoral praticado pelo senador ao declarar ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) imóveis comprados por meio de negociações relâmpago com valores supostamente abaixo do real.

No inquérito, há a citação de que as negociações teriam resultado em aumento do patrimônio de Flávio e aponta possível lavagem de dinheiro. O caso também é investigado na esfera criminal pelo Ministério Público Federal.

EXPLICAÇÃO – “Disseram que ele teria pego R$ 1 milhão e pago uma dívida com a construtora. Está constatado, comprovado, que quem pagou essa dívida foi a Caixa. Então o primeiro escândalo está afastado”, afirmou Bolsonaro.

“Alguns imóveis ele comprou na planta e estava pagando mensalidade, um tempo depois vendeu. O Ministério Público do Rio disse que levou em conta que o valor total do preço estimado fosse dele. Não é verdade isso aí”, acrescentou Bolsonaro.

A mesma explicação já havia sido dada por Flávio em janeiro.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Jô Soares tinha um personagem muito engraçado, que tinha um bordão – “Tem pai que é cego”. A situação se encaixa bem no caso de Bolsonaro. Acha que o filho Flávio já se livrou das acusações e só falta ouvir o Queiroz, para encerrar o caso. É, realmente tem pai que é cego. Depois a gente volta ao assunto, escrevendo em braile para Bolsonaro paí entender. (C.N.)

5 thoughts on “Piada do Ano! Bolsonaro acha que investigações contra o filho Flávio foram encerradas

    • Lamentável!
      Bolsonaro só não consegue ser pior que lula ou dilma. Esses dois são imbatíveis em tudo que há de ruim.
      Bolsonaro ainda pode escapar, mas tem que se afastar dos filhos por que vuda pública não é para qualquer um, ainda mais para pai que se faz de cego.

  1. E quando é que vão responsabilizar o PT pelo roubo feito pelo cachaça e seus comparsas. Muito do dinheiro foi para reeleição de petistas corruptos.
    Ja esqueceram? O PT deveria ser extinto se houvesse justiça por essas bandas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *