Piada do Ano: Gilmar Mendes quer apoio do Exército contra crimes eleitorais

Resultado de imagem para gilmar e jungmann

Jungmann e Gilmar se dizem unidos contra o crime

Laís Lis
 G1, Brasília

O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou nesta terça-feira (10) que o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, solicitou o apoio do Centro de Informática do Exército para combater crimes eleitorais no pleito do ano que vem. “O ministro manifestou interesse em fazer um convênio com o Exército Brasileiro, que tem o melhor centro de defesa cibernética do Brasil, que atuou nas Olimpíadas”, afirmou.

Em reunião com o ministro da Defesa para tratar sobre segurança nas eleições, Mendes manifestou preocupação com o financiamento de candidatos pelo crime organizado.

DOAÇÕES – Segundo ele, nas eleições municipais de 2016 já foi verificado algum tipo de problema em 300 mil CPFs que fizeram doações para candidatos e que as eleições de 2018 serão maiores. “Vamos ter uma corrida de elefantes. Vamos ter que ter maiores cuidados e estamos discutindo isso”, afirmou.

Mendes marcou para a próxima semana uma nova reunião para tratar do assunto. A ideia, afirmou o ministro, é montar um comitê imediatamente para atuar na prevenção e no combate ao crime organizado nas eleições de 2018.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Realmente, uma Piada do Ano fora de série. Todo mundo sabe que o maior problema eleitoral do país é a corrupção dos políticos, atingindo frontalmente e a chapa Dilma/Temer, vencedora em 2014 e que o próprio Gilmar Mendes evitou que fosse cassada no TSE, através de um contorcionismo jurídico invulgar. Agora o ilustre ministro vem botar a culpa dos crimes eleitores em chefes de facções criminosas que por enquanto só se preocupam em corromper os presídios e as polícias, para atuar mais à vontade. Fernandinho Beira-Mar, Nem, Marcinho VP e outros chefes de facções não manipulam urnas eletrônicas. Em matéria de crimes eleitorais,  não chegam aos pés de nossos governantes, e o Exército está cansado de saber disso. (C.N.)

 

11 thoughts on “Piada do Ano: Gilmar Mendes quer apoio do Exército contra crimes eleitorais

  1. Colocando a impressora na urna eletrônica para imprimir o voto e depois colocado numa outra urna, para posterior averiguação, se for necessário, vai diminuir parte da corrupção eleitoral, impossível de ser comprovada, se houve manipulação da votação

  2. “comnovonome disse:
    10 de outubro de 2017 às 15:27

    Tem mato nesse coelho…
    Todas as ações que partam dos governantes, são pro quadrilha e anti brasileiro.”

    sanconiaton

  3. Ótimo, sugiro que as FFAA comecem suas ações no plenário daquele local que comanda eleições nesse imenso prostíbulo que virou o Brasil !! Estão brincando com o Brasil, eles tratam o povo como idiotas que merecem serem roubados e os ladrões fiquem livres e soltos para continuarem os delitos!

  4. Boa tarde ,leitores(as):

    O ministro – juiz POSTIÇO do STF Gilmar Mendes ,quer envolver as forças armadas no seu mundo de CORRUPÇÃO ” POLITICO INSTITUCIONAL” .

  5. Querem na verdade colocar as FA como testemunha de mais um assassinato de votos durante os pleitos. E depois saírem de bons mocinhos alardeando que as Votações foram honestas inclusive com a participação das FA.
    Cuidado Generais olha a cama de gato ai pros Senhores !!!

  6. Gilmar pensa que os membos das Forças Armadas são burros, ou ficam vidrados em passarinho de fotógrafo? Essa política de boa vizinhança pode ser uma manobra para desfocar os militares da alça de mira. Trabalhando juntos pelo processo democráticos, isso levaria os militares a sentirem-se também cúmplice de um regime que, no Brasil, só tem servido para garantir aos bandidos graúdos a cometrem seus crimes impunemente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *