Piada do Ano: Mantega (o “Pós-Itália) diz que as delações são “peça de ficção”

Ex-ministro Guido Mantega presta depoimento ao TSE, em ação que pede a cassação chapa Dilma-Temer

Mantega imita Lula e diz que não sabia de nada

Angela Boldrini
Folha

O ex-ministro da Fazenda Guido Mantega afirmou em depoimento nesta quinta-feira (6) que declarações de Marcelo Odebrecht à Justiça Eleitoral são uma “peça de ficção”, segundo o advogado da ex-presidente Dilma Rousseff, Flávio Caetano. Mantega falou na sede do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo durante cerca de uma hora e 15 minutos. O depoimento faz parte da nova fase de instrução do processo no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que pede a cassação da chapa Dilma-Temer e foi solicitado pela defesa da petista.

Segundo Caetano, o ex-ministro negou que tenha negociado repasses para o PT e as campanhas eleitorais de Dilma e também que seria o “Pós-Italia” das planilhas de propina da Odebrecht. “Guido Mantega foi bastante enfático dizendo que as afirmações de Marcelo Odebrecht são todas mentirosas”, disse Caetano.

COM BATOCHIO – Mantega entrou e saiu do depoimento sem falar com a imprensa. Ele chegou acompanhado de seu advogado, José Roberto Batochio.

Também serão ouvidos, a pedido do Ministério Público, o marqueteiro da campanha de 2014, João Santana, sua mulher, Mônica Moura, e André Santana, apontado como emissário de João.

O advogado de Dilma afirmou que Mantega confirmou ter se encontrado com Mônica Moura enquanto era ministro, mas não para discutir repasses. Segundo ele, as reuniões tratavam apenas de “preparação de debates” e conteúdo das propagandas eleitorais.

As datas dos próximos depoimentos ainda não foram anunciadas. Somente após as oitivas o relator do processo, ministro Herman Benjamin, abrirá o prazo de cinco dias para as alegações de defesa.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Se foi para isso que o TSE adiou o julgamento da chapa Dilma/Temer, o resultado é o desrespeito ao princípio da economia processual. O poder público manteve o TRE aberto à noite, gastando recursos inutilmente. Depois, põem a culpa nos aposentados e pensionistas... (C.N.)

7 thoughts on “Piada do Ano: Mantega (o “Pós-Itália) diz que as delações são “peça de ficção”

  1. O mantra dos petistas: Não sei de nada, tudo é mentira. Talvez, por possuírem poucos neurônios repetem sempre este mantra. Daqui há algumas décadas toda esta cambada de petistas serão beatificados. Pois, segundo a sua crença todos são honestos e estão sendo perseguidos iguais aos cristãos antigamente.

  2. Hoje é um dia muito importante para toda a população mundial e, particularmente, para aqueles que lutam por uma sociedade mais justa, mais transparente, mais informada: é o Dia do Jornalista.
    Parabéns a todos os profissionais da mídia.

    Parabéns ao nosso amigo, Jornalista Carlos Newton, que faz, aqui, um trabalho muito nobre nesta TI, tão relevante que é quase impossível viver sem ele.

  3. O homem precisa de tempo e ambiente para refletir. O juiz Moro poderia ser mais condescendente com o ex-ministro e arranjar um cantinho em Curitiba para o digníssimo excelentíssimo ficar uma temporada. Fica aqui o pedido.

  4. Esse doutor Mantega anda muito esquecido… Isto, meu caro SAPO, uns tempos para reflexão, colocar as ideias em ordem, não é mesmo?!

  5. O sonho de toda “socialite” enrolada em trambique, é ser julgada pela ministra que liberou a mulher do Cabral.
    Porque liberou uma, liberou todas, assim esta a fraternidade do salto alto.

  6. É a figura de retórica, todos dizem que é ficção, meentira, invenção, delírio, mas será que todos os delatores inventariam com tantos detalhes a propina, pensa que o povo ´idiota, o Brasil só vai começar a mudar quando todos devolverem tudo que roubou e forem em cana, doa a quem doer, seja quem for, dinheiro do povo é sagrado,foram colocados lá para administrarem com honestidade e transparência, não é para comprar apartamentos, mansões, viagens, jóias, restaurantes internacionais e o povo comendo o páo que o diabo amassou.

  7. Infelizmente, os instrumentos que poderiam ou deveriam colocar atrás das grades todos os envolvidos na maior roubalheira da história do Brasil, estão nas mãos do poder que julga tais crimes, mas igualmente se mostrado cúmplice da gangue nascida do Partido dos Trabalhadores.

    PT…partido político transformado em carro chefe do crime organizado, aparelhado para se perpetuar por mais de 20 anos, tal qual a Venezuela, destroçando o Brasil em nome de um pretenso regime – ensaiado pelo Foro de São Paulo – que se estagnou, por conta de tantos escândalos em série visando o dinheiro público para bancar tanta megalomania.

    Como quadrilha imaginada para ter suporte financeiro por muito tempo, a nação passou a ser tratada como fundo de quintal desses salafrários, corruptos, que detém o poder em suas mãos.
    Que ninguém se iluda. Vão ser necessárias décadas, para o Brasil sair da UTI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *