Piada do ano: senador McCain ‘responde’ a Putin pelo Pravda, um jornal russo não tem mais a menor importância

Sergio Caldieri

Em artigo publicado no jornal russo Pravda, ex-publicação oficial do governo soviético, como resposta a um artigo publicado pelo presidente russo Vladimir Putin no The New York Times na semana passada, o senador republicano John McCain, dos Estados Unidos, acusou o governante da Rússia de corrupção, repressão e de usar o cargo em benefício próprio.

Sobre o caso, o jornal britânico Guardian publicou o seguinte: “O secretário de imprensa de Putin, Dmitry Peskov, disse que o presidente russo lerá, logo que possa, mas que não responderá”.

“Claro que leremos” – disse Peskov à imprensa russa. – “O senador McCain tem fama de não gostar muito do presidente Putin. Mas não haverá polêmica, é claro, em torno da opinião de uma única pessoa, que vive do outro lado do mundo.”

A escolha de McCain pelo portal Pravda tem ressonância histórica. O Pravda foi o jornal oficial da União Sovética, mas o portal de notícias Pravda.ru na Internet só foi criado depois de o famoso jornal russo já não existir, vendido que foi nos primeiros anos do colapso da URSS. 

Há hoje na Rússia feroz disputa sobre qual seria o Pravda “real”, porque o Pravda impresso é hoje o jornal oficial do Partido Comunista da Rússia. 

Nem o Pravda impresso nem o portal Pravda têm grande número de leitores, e analistas russos observaram que há inúmeras outras páginas de internet e jornais impressos na Rússia, hoje, que teriam publicado a coluna de McCain.  

“McCain ‘respondeu’ a Putin pelo Pravda?! Morreu nos anos 1980s e nem sabe” – escreveu Dmitry Trenin, Diretor do Centro Carnegie de Moscou, pelo Twitter. “Só descobri que ainda existe Pravda, quando aceitaram a coluna que McCain ofereceu.” [pano rápido]

 

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “Piada do ano: senador McCain ‘responde’ a Putin pelo Pravda, um jornal russo não tem mais a menor importância

  1. Enganou-se sr. Sergio, pois é minha leitura diaria. E tem leitores no mundo inteiro, podes ter certeza. Em dezembro passado comprei uma versao impressa em Brasilia. Mesmo se fosse verdade o que afirmas no texto. O fato de nao ter versao impressa nao significaria muita coisa. Em pouco tempo, teremos apenas versoes online. Esta propria TI, tambem nao tem versao impressa. O nosso grande Jornal do Brasil, tambem nao tem. O nosso Gazeta Mercantil, tambem nao existe mais e aqui nao houve nenhuma catastrofe, mudança de regime ou sistema. O texto parece tendencioso. Minimizar a importancia de um orgao de imprensa. Podes ter certeza, que ja li o, post resposta. Mas, se tivesse publicado, no oglobo, fsp, estadao, o dia, veja, istoé, epoca, the washington post, the economist, the guardian ou congeneres, nao teria lido. Nestes veiculos a tendenciosidade é gritante e a TIon, corre seriorisco ao publicar posts como este.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *