Pimentel, o ministro ‘consultor’, prepara-se para disputar o governo de Minas

Lucas Pavanelli

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel (PT), parece não ter mais obstáculos internos para se candidatar ao governo de Minas em 2014. O desafio do partido, agora, é chegar a um consenso para a disputa pela presidência estadual da sigla, em novembro.

Pimentel é do tipo Palocci

Em reunião no último sábado, a ala Resistência Socialista, que começou a articular o lançamento de Chico Simões, ex-prefeito de Coronel Fabriciano, ao governo, recuou.

“Existe a possibilidade (de lançar Chico Simões), que fica condicionada a uma não efetivação do nome de Pimentel, que é a melhor opção eleitoral”, disse o deputado Paulo Lamac (PT), integrante da corrente.

Já o embate pela presidência do PT mineiro ainda não está delineado. Ontem, a Resistência Socialista aprovou o nome do deputado estadual Rogério Correia. A corrente Articulação, ligada ao ex-ministro Patrus Ananias, vai definir, até 8 de abril, entre a secretária de finanças da sigla, Gleide Andrade, e o deputado federal Odair Cunha.

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – A presença de Pimentel no Ministério depõe contra a seriedade da presidente Dilma Rousseff. Ele não tem credibilidade para ser político, fez tráfico de influência como “consultor”, estilo Palocci, e tomou mais de R$ 1 milhão da Federação das Indústrias de Minas Gerais, isso é um fato incontestável, todos sabem. E ainda quer ser governador de Minas… Ah, Brasil! (C.N.)

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *