Pingueli Rosa: “A falta de RELIGAMENTO, PIOR QUE O APAGÃO”

A partir das 22 horas de terça-feira, as casas ficaram completamente às escuras. Como isso acontece muito, (afinal, a Light é a Light) se esperava que a energia voltasse rapidamente. Só que até a 1 hora da madrugada desta quarta-feira, nada se modificou.

E o pior: sem telefone, televisão, rádio, internet, não se sabia de nada. 16 milhões de pessoas do Estado do Rio, (toda a população) foram atingidas diretamente. Com todos os prejuízos, diretos e indiretos, imediatos ou a serem verificados a seguir.

Pela manhã, o professor, ex-presidente da Eletrobrás e grande autoridade, Pingueli Rosa, aprofundou as coisas, colocando-as como estão no título destas notas.

Fatos importantes

1 – O próprio Pingueli Rosa, quando foi presidente da Eletrobrás, (Dona Dilma era a ministra de Minas e Energia) não estabeleceu formas de resistir a acidentes.

2 – O que houve ontem até a madrugada de hoje, foi um acidente? Estes não podem ser contidos?

3 – Textual do professor altamente competente: “O APAGÃO durou 1 hora, o religamento levou duas horas”. Inacreditável.

4 – São Paulo, que consome 30 por cento da energia, não produz nada nem tem esquema para religamento?

5 – o “acidente” pode se reproduzir imediatamente.

6 – Atingiu 10 estados, mas em muitos outros não ESCURECEU completamente, mas houve prejuízos ocasionais.

7 – Pelo menos no Estado do Rio, (com ênfase maior no Rio capital), faltará água, no mínimo por 48 horas.

8 – O que fazer? Economizar, embora a conta no fim do mês venha maior.

9 – O presidente da Cedae fala e repete, “temos 17 ELEVATÓRIAS”, o que significa isso?

10 – E os prejuízos serão pagos? Por quem? Para variar, Sérgio Cabral nem estava no Rio. Disse para os amestrados: “Mandei reforçar o policiamento”. Ué, o secretário Beltrame não disse que no Rio não há violência?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *