Platini contra o preconceito

Grande jogador, agora presidente da UEFA, mantém sua aura, convicções e dignidade. Determinou: “Jogos da UEFA serão interrompidos se houver manifestação de racismo, dentro ou fora do campo”. Nota mil.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *