Podemos articula um bloco de nove partidos para apoiar Alvaro Dias

Resultado de imagem para alvaro dias

Alvaro Dias mostra que tem chances de se eleger

Rodrigo Zuquim
Poder360

Nove partidos negociam a formação de uma coligação em torno da candidatura de Alvaro Dias (Podemos) à Presidência. A articulação é capitaneada pela presidente da sigla, deputada Renata Abreu (SP). Participam das tratativas, além do Podemos, os partidos Avante, DC, Patriota, PSC, Pros, PRP, PRTB e PTC. Juntas, as legendas são representadas por 46 deputados na Câmara e 7 senadores.

Segundo a assessoria do Podemos, as conversas para a formação do bloco não envolvem a negociação da vaga de vice na chapa presidencial. O objetivo é ter uma coligação de partidos que queiram aderir ao “projeto de refundação da República”.

ENCONTRO – Alvaro Dias reuniu-se na manhã deste domingo (dia 22) com o presidente do PRTB, Levy Fidelix, em Moema, na capital paulista. Depois, Fidelix esteve na convenção estadual do Podemos. A assessoria de Fidelix chegou a enviar nota à imprensa anunciando a criação do que chamou de “Aliança Patriótica Democrática Cristã”.

Segundo a nota, os nomes de Alvaro Dias, Paulo Rabello de Castro, candidato a presidente pelo PSC, Eymael (DC) e Hamilton Mourão ou o próprio Levy Fidelix, pré-candidatos do PRTB, são considerados para encabeçar a chapa presidencial.

O PRTB encomendou uma pesquisa para testar nacionalmente o nome de Hamilton Mourão, general da reserva que já se manifestou favoravelmente a uma intervenção militar. Os resultados devem ficar prontos nesta quarta-feira (dia 25).

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A reportagem foi enviada por Mário Assis Causanilhas, sempre atento ao lance. Mostra que Alvaro Dias pode surgir como alternativa concreta à Presidência da República, neste deserto de homens e ideias celebrizado por Oswaldo Aranha. (C.N.)

26 thoughts on “Podemos articula um bloco de nove partidos para apoiar Alvaro Dias

  1. Concordo com o Carlos Newton, pois quando for iniciada a campanha eleitoral, o Álvaro Dias vai ser o candidato dos eleitores que querem votar em alguém novo, mas repudia os candidatos atuais.

    Acredito que o número de partidos que estão ao redor de sua candidatura já indica uma tendência de crescimento.

    Mesmo que não vá para o segundo turno, terá o apoio muito disputado pelas candidaturas que concorrerão à Presidência.

    • É verdade. Se não se abrir este país para o mundo, como qualquer país capitalista sério o faz e com isso emprega milhões de seus cidadãos, continuaremos a piorar como a história o comprova, com este sistema social-fascista, criado por Getúlio em 35.
      Enfim, ou entremos saímos da contra-mão do mundo, mudando o nosso estado de socialista para capitalista ou continuaremos no buraco que cada vez aumenta mais.

  2. Um outsider teria mais chances porém os donos dos partidos não deixam que intrusos adentrem seu territorio. O povo está de saco cheio dos políticos isso inclui Alváro Dias porém, ao menos, nunca esteve envolvido em escândalos de corrupção. Tem meu voto mas não tem penetração no NE então fica praticamente impossível a não ser que consiga uma quase unanimidade nas regiões sul, sudeste e centro oeste. Tem chances pois a metade dos votos está “solta” na mão dos indecisos.

    • Se conseguir penetração no NE Alváro tem chances mas sem os votos do NE será muito difícil, quase impossível já que no sudeste (maior colégio eleitoral) muitos votos irão para o Geraldo Alckmin

      • O Álvaro Dias tem se notabilizado por faltar nas votações importantes e isto vai ser jogado no colo dele. É melhor que o Ciro, Alckmin e outros candidatos mas não é diferente do Bolsonaro. Tem a palavra suave mas vai depender das alianças feitas.

  3. Prezado Hipólito Borges,

    BOM DIA!

    Não contestarei a tua opinião sobre Álvaro Dias, longe disso, mas penso diferente, portanto não se trata de quem tem ou não razão, apenas palpite.

    Não considero o parlamentar “alguém novo”, porém muito conhecido na praça política, pois foi vereador, deputado estadual, federal, governador do Paraná e senador.

    Falta ao Álvaro explosão, dinamismo, vibração.
    O seu modo de ser estilo água morna não anima, não contagia, e precisamos de um presidente que seja ativo, desenvolto, condições que sobram em Bolsonaro e Ciro.

    Indiscutivelmente o Primeiro Turno será uma salada de votos em todos os candidatos.
    Álvaro tiraria votos de quem?
    Alckmin?
    Marina?
    Ciro?
    A meu ver, o senador está nesse meio acima, pois se desconhece o candidato do PT, e Boulos não irá para o Segundo Turno e nem a Manuela.

    Curiosamente, Bolsonaro disputa sozinho um tipo de eleitor que não quer mais saber da esquerda, enquanto os demais irão se digladiar em busca de cada voto dos indecisos ou dos que querem votar em branco ou nulo ou daqueles que já decidiram sequer ir votar.

    Abraços.

    • Bom Dia Bendl,

      Quando concordei com o Carlos Newton sobre o Álvaro Dias, foi no sentido dele poder representar uma alternativa a quem rejeita os outros candidatos.

      Concordo plenamente com você sobre o fato de que teremos uma eleição radicalizada e profundamente polarizada e que nesse contexto não existe espaço para candidatos que não empolguem o eleitorado.

      Mas é preciso termos cuidado para não antecipar certos acontecimentos.

      Nesse momento quem polariza de verdade é Ciro e Bolsonaro. Como Lula não será candidato, não se sabe quantos votos poderá transferir para o candidato do PT, que não tem sequer garantia de vaga no segundo turno.

      Mas o início da campanha eleitoral pode mudar muito o quadro atual. Bolsonaro, por exemplo, está com problemas para composições políticas e veja as complicações com sua candidata a vice.

      Bolsonaro não tem tempo de tv e não conseguiu atrair o centro político.

      Ciro Gomes é mais bem articulado, mas será muito atacado por suas ligações com o PT.

      Geraldo Alckmin tem tempo de tv mas é um candidato que não empolga.

      Veja que a entrevista do Carlos Augusto Montenegro, Presidente do Ibope, neste domingo ao jornal O Globo, mostra alguém totalmente perdido. Ele foi muito criticado aqui ontem pelos comentaristas.

      Portanto, somente com a finalização das convenções e o início da campanha eleitoral é que poderemos ter uma idéia do que vai acontecer.

      Leve em conta em suas anaálises uma coisa que é imprevisível nessas eleições. São os não-votos (abstenções, nulos e brancos).

      Como é imprevisível e sabe-se que o número será gigantesco por causa do desencanto dos eleitores com a política e a situação econômica, é algo que pode trazer grandes surpresas nos resultados do primeiro turno.

      Eu sequer especulo sobre isso, porque é algo que só vai se saber quando houver eleição. Muita gente pode declarar uma intenção de voto nas pesquisas, mas não vai votar no dia da eleição. As pesquisas atuais apenas indicam tendências.

      Saudações.

    • Bolsonaro é o único candidato de direita, anti comunista, que combate a agenda da esquerda e que representa as pessoas conservadoras; os outros são comunistas/socialistas/isentões ou bandidos.

  4. Sem sombra de dúvida é o melhor candidato, é um dos poucos ficha limpa, tem experiência administrativa (ex-governador do Paraná), tem experiência parlamentar, não é radical, colocando na balança tem mais acertos que erros, tem tido coragem de expor seus pontos de vista, ao contrário de todos os demais.

  5. Alvaro Dias, alguem novo?

    Empresário diz ter pago R$ 5 milhões em propina para Álvaro Dias

    Candidato a presidente, Álvaro Dias sempre combateu a corrupção. Mas o inquérito da PF nº 186/2016 pode arranhar essa imagem.

  6. Para podermos entender e prever os acontecimentos, temos que saber como milhões de pessoas percebem a sociedade em que vivem.

    E é muito difícil antecipar acontecimentos se não entendermos o contexto geral em que eles estão inseridos e os interesses envolvidos.

    Para dar um exemplo prático nesse momento político conturbado em que o Brasil se encontra, vamos falar sobre a rejeição ao Governo Temer. É um número que ultrapassou 90% nas últimas pesquisas. É um governo que acabou e não tem mais recuperação.

    Teremos eleições em outubro que definirão o próximo governante. Em 7 de outubro, será conhecido os novos eleitos para senadores e deputados e os candidatos a Presidente e Governadores que disputarão o segundo turno em 28 de outubro.

    Grande parcela da sociedade já percebeu que essas eleições acontecerão apenas para legitimar um governante que dará continuidade às reformas desse governo e essas reformas são profundamente impopulares. Inclusive o aprofundamento das privatizações. Como conseguirá dar continuidade, suas relações com o Congresso e a sociedade, não sabemos e o só o tempo revelará.

    Mas outra parte da sociedade ainda não percebeu isso. E acredita sinceramente que as eleições trarão uma ruptura com o modelo atual de governança. Até mesmo uma grande renovação do Congresso Nacional.

    Não se governa contra o mercado. E todos querem ser candidatos preferenciais do mercado. Os assessores econômicos de todos os candidatos já deram declarações sobre esse assunto, tentando se ajustar às expectativas do mercado.

    O problema é que durante a campanha eleitoral o assunto central e predominante será a economia, porque a economia é o centro de tudo. Se outros temas serão discutidos, terão importância menor perante o eleitorado.

    O que o eleitorado deseja saber é quais medidas o candidato tomará para reverter o quadro dramático que se anuncia diariamente e medidas urgentes que possam amenizar esta crise.

    Esta campanha precisa ser profundamente diferente das anteriores. Não existe mais discurso que engane as pessoas. Não adianta dizer que vai fazer, sem dizer como e de onde virão os recursos.

    Quando um candidato fala uma mentira, é imediatamente desmentido pelos comentaristas da internet, seja sites corporativos, alternativos, Youtubers, Facebook, Twitter e isso repercute imediatamente para milhões de pessoas.

    Tudo isso precisa ser levado em conta pelos marqueteiros e pelos candidatos.

    Uma falha na comunicação do candidato com o eleitor, pode fazer com ele pareça totalmente desconhecedor daquele assunto.

    Nesse momento, é preciso que os assessores dos candidatos tenham conhecimento profundo do eleitorado, porque é isso que norteará o seu discurso durante a campanha.

  7. Um famoso vidente, que previu que a Alemanha levaria o Mundial da Rússia, previu também que Álvaro Dias seria o nosso próximo presidente, será que “Podemos” confiar nesse vidente.

  8. Bom Dia Bendl,

    Eu só apoei o Carlos Newton quando disse que o Alvaro Gomes seria uma opção para quem rejeita os outros candidatos.

    Sabemos que ele não tem chance nunca eleição polarizada.

    A tendência hoje é Bolsonaro x Ciro, já que não é certeza que haverá candidato do PT no segundo turno.

    O que precisa ser considerado e pode alterar os resultados das eleições são as abstenções, nulos e brancos e a campanha eleitoral no rádio e tv.

    O fato concreto é que o centro político e o mercado tem um candidato e toda a mídia estará com ele, além do maior tempo na propaganda eleitoral.

    Saudações.

  9. Álvaro Dias é um bom candidato por ser capaz, experiente e de boa reputação. Voto nele sem dúvida. Como segunda opção voto em Bolsonaro que não é tão experiente quanto AD mas teria garra para livrar o país de lulistas e psdbustas. E enfrentar os criminosis e traficantes com bala e vala.

  10. Prezado Cidadão Brasileiro

    Muito importante o que você apontou acima:

    “Esta campanha precisa ser profundamente diferente das anteriores. Não existe mais discurso que engane as pessoas. Não adianta dizer que vai fazer, sem dizer como e de onde virão os recursos.

    Quando um candidato fala uma mentira, é imediatamente desmentido pelos comentaristas da internet, seja sites corporativos, alternativos, Youtubers, Facebook, Twitter e isso repercute imediatamente para milhões de pessoas.

    Tudo isso precisa ser levado em conta pelos marqueteiros e pelos candidatos “.

    Uma falha na comunicação do candidato com o eleitor, pode fazer com ele pareça totalmente desconhecedor daquele assunto. ”

    O avanço da internet, mídias sociais, manifestações diretas, aumenta a cada dia.
    Da ultima eleição presidencial decorreram 04 anos e neste tempo o mundo e o Brasil mudaram muito.

    Como será uma eleição em que a possibilidade de mentir livremente e propor soluções mágicas é muito mais perigosa pois pode ser imediatamente contestada?

    Como irão atuar os “mágicos” marketeiros tão incensados?

    A Internet realmente vai influenciar? Em que medida ? em quais temas?

    Eu acho que devemos prestar atenção nisso…

  11. QUAL DOS CANDIDATOS A PRESIDENTE SE PROPÕE A EXTIRPAR ESTA OUTRA FORMA DE DITADURA?

    Contas públicas
    Arrecadação de impostos sobe 2% em junho e chega a R$ 110 bilhões
    Resultado é o melhor para o mês desde 2015, segundo a Receita Federal. Valor inclui contribuições e demais receitas.

    https://g1.globo.com/

  12. Votar Alvaro Dias e entregar o Brasil a Máfia Italiana.
    Quem sera o candidato que representa o Experia-Serasa e interesses anglo saxões no Brasil? o picolé de chuchu?
    Os oligarcas, certamente o Meirelles.
    PT, a gang vermelha do Foro de São Paulo.
    Ciro Gomes representa o que? E Marina?

    Tinha aquele patrão, chefe da TFP – tradição família e propriedade, que foi pego na mansão em Higienópolis em frente a um espelho, vestido de branca de neve. É o que ficou de imagem da direita brasileira, realmente a direita mais bocal e mentecapta que conheço. Bolsonaldo representa esse grupo?

    Não importa. São TODOS um bando de bandido que vai espremer mais a fruta e deixar o Brasil ainda mais bagaço…

    Para tudo – fecha o congresso – tranca os 4 do STF – leva o Temer pra praça publica- prende tudo que for político que ta devendo do Sarney pra baixo.
    PRENDE todos os grandes devedores do Brasil.
    Prende todos os oderbrechts e similares…

    Junta-se um grupo de juristas e vamos escrever um novo capitulo, uma nova constituição.
    Quando a folha orçamentaria do governo for menos que 5% do que se paga de impostos poderemos convocar eleições

  13. Álvaro Dias já foi um tucanalha de alta plumagem. Não me engana, apesar de todos merecerem uma segunda chance. Mas, o sangue tucanalha sempre vai aparecer. É o mesmo que Temer e Geraldinho Merendão. Deveriam dar a mão os três junto com o Botafogo. Todos farinha do mesmo saco, todos socialistas que gostam do dinheiro público, todos devem aprovar o tal Fórum de SP. Deveriam ir para Venezuela conviver com 1.000% de inflação e o país voltando a Idade Média. Dilmanta junto com o Vampirão conseguiram fazer o país voltar 8 anos no PIB. O Vampirão foi citado porque é vice e foi cúmplice das manobras da ANTA via BNDES com aumento insustentável das despesas e desonerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *