Polícia Federal inicia a busca das provas materiais para justificar as denúncias

Resultado de imagem para envolvidos na lava jato charges

Charge do Tacho, reproduzida do Jornal NH

Camila Mattoso e Bela Megale
Folha

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal já têm a primeira etapa de investigação traçada para tentar comprovar os relatos de delatores da Odebrecht de que houve pagamentos de caixa dois e propina em dinheiro vivo a políticos. Os investigadores querem mapear onde, quando e como ocorreram as entregas de dinheiro em espécie informadas pelos executivos. Um dos maiores desafios agora será comprovar os pagamentos realizados em moeda.

A PF vai solicitar, por exemplo, o registro de controle de entrada no dia 28 de maio de 2014 no Palácio do Jaburu, residência oficial da vice-presidência da República, onde vive o hoje presidente Michel Temer. O pedido faz parte de diligências autorizadas pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, na investigação sobre os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral), acusados de receber propina.

Naquele data de maio de 2014, ocorreu jantar em que Temer e Padilha teriam discutido com Marcelo Odebrecht doação ao PMDB em 2014 – o valor entregue teria sido de R$ 10 milhões, em espécie.

LOBÃO, RENAN ETC. – A Polícia Federal, a pedido da Procuradoria-Geral da República, vai atrás de informações sobre possíveis encontros do ex-executivo da Odebrecht Henrique Valladares com Edison Lobão (PMDB-MA), senador e ex-ministro de Minas e Energia, outro apontado como destinatário de propina em dinheiro vivo. A PF vai pedir registros dos acessos ao ministério e ao Senado.

Também receberam recursos desta maneira, por meio de intermediários, segundo os delatores, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), o ministro de Relações Exteriores, Aloysio Nunes (PSDB), o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (PMDB), entre outros.

Ao menos 166 citados nos depoimentos serão intimados a depor a partir da próxima semana. A lista inclui políticos alvo de inquéritos, autoridades não investigadas, além de empresários, operadores, entre outros que vão falar como testemunhas. O advogado José Yunes, ex-assessor de Temer e personagem do episódio dos R$ 10 milhões da Odebrecht ao PMDB, será chamado a depor.

MUITAS PROVIDÊNCIAS – Levantamento da Folha aponta que a PF terá de cumprir mais de 240 medidas neste primeiro momento, excluindo as que se referem a dados telefônicos, fiscais e bancários, mantidos sob sigilo.

A polícia tem reforçado seu efetivo em Brasília, sobretudo em razão da possibilidade de novas operações decorrentes desses inquéritos.

A polícia vai rastrear ações parlamentares em tramitações de medidas provisórias que interessavam à empreiteira –nas delações, os executivos apontam esquema de contrapartidas em troca da aprovação de projetos de interesse do grupo.

Os investigadores querem ainda obter informações sobre voos, hospedagens e registros de entradas e saídas em órgãos públicos, como Congresso, Ministério da Integração Nacional e Secretaria de Aviação Civil.

EM MINAS GERAIS – Outra medida autorizada por Fachin trata da obtenção de registros de presença do ex-diretor da Odebrecht Sérgio Neves, hoje delator, e de outros funcionários da empreiteira na concessionária Minas Máquinas, em Belo Horizonte, ligada a Oswaldo Borges. Ele é apontado como operador financeiro do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em obras da Cidade Administrativa, que abriga a sede do governo mineiro.

Na lista de políticos investigados no Supremo, há 8 ministros, 3 governadores, 24 senadores e 39 deputados. Do total de pessoas que serão intimadas pela PF, cerca de 100 são políticos.

Ex-funcionários da Odebrecht também serão chamados para novos depoimentos em que detalharão os casos delatados por eles. O patriarca do grupo, Emílio Odebrecht, e seu filho Marcelo estão na lista.

###
nota da redação do blog
Esta é fase principal da investigação, a busca de provas materiais. A Odebrecht operava em dinheiro vivo e em depósitos no exterior. No caso de dinheiro vivo, muitas acusações cairão por terra, mas há os registros contábeis do “Departamento de Propina”. Quanto aos depósitos lá fora, que pegam os peixes maiores, todos serão comprovados e salve-se quem puder.  (C.N.)

12 thoughts on “Polícia Federal inicia a busca das provas materiais para justificar as denúncias

  1. Gostaria muito que os editores deste blog fizessem um levantamento das grandes obras que estão sendo levadas à frente no Brasil e que poderão gerar milhares de empregos nos próximos. Acredito que se um grande centro comercial ou uma grande obra pública estiver sendo construída, não está sendo divulgada pela mídia, que somente dá dimensão à corrupção. O noticiário em geral no âmbito econômico não divulga essas obras e a sociedade em geral tem uma sensação de total paralisia. Uma ou outra obra na construção civil ainda se vê, mas é preocupante o futuro dos shopping centers que estão, em muitos casos, com metade de suas áreas locáveis desocupadas. Lembre-se em em 2016 mais de 100.000 lojas fecharam no Brasil e uma parte delas foi em shoppings e outlets. Concluindo, senhores editores, se esta Tribuna tiver conhecimento sobre assunto seria interessante divulgar para os leitores, pois há um clima muito negativo predominando em tudo que é notícia que sai sobre o cotidiano. Obrigado.

    • Impressionante… Onde fica esse ‘Brazzil’ que o Sr menciona??

      Muito diferente do Brasil que a PF esta tentando salvar…

      Sociedade em geral, 200 Milhões de Brasileiros…
      Será que 10% dos brasileiros conhece esse Brrazil, que perdeu 100.000 lojas?

      Ainda bem que no Brasil de hoje, com 14 milhões de desempregados, ainda assim, a negatividade não predomina, ou estaríamos esfolando cadáveres em uma praça publica, logo ali, ao lado de um shopping ou maquidonaldes ….

      Arroz, feijão, cara! macarrão, cara!
      já dizia um ser humano normal…

  2. Fundamental que Lula seja preso já!

    Fundamental que o Governo Temer seja impedido já! Para tanto, que o bagrão Gilmar vá para a Alemanha e “solte a toga” por la e por la fique para sempre…
    E “Carmen só-love” arregace as mangas, coloque os ministros e os processos em ordem, em seus devidos lugares…

    Que a limpeza entre em marcha ou marcharemos pra cima do espúrio e imundo mundeco que tomou conta dos poderes desta Nação…

    Alô Renan, Jucá, Padilha, cambada geral!
    Acabou o tá tudo dominado… Aguardem.

  3. A melhor coisa pra pegar dinheiro sujo é analisar a variação patrimonial de toda essa cambada.
    Ninguém esconde milhões em casa.
    O cara procura depositar no exterior ou adquirir imóveis, nem que seja através de laranjas.
    Verifiquem pagamentos em espécie, cartórios, aquisição de apartamentos e carros de todos os políticos, parentes, empregados, amiguinhos e similares.
    Pode perder alguns, mas peixe grande vem nessa rede.

  4. Parabens ao policiais federais que estao fazendo o seu trabalho, fico orgulhoso de ver que estao indignados como EU com tanta corrupção e roubo , nao esperem o BRASIL ser destruido por essa corja maldita de politicos , continuem prendendo TODOS que roubaram o dinheiro da nossa patria amada BRASIL.

  5. Existe alguma lei que impeça os parlamentares de se beneficiarem diretamente, estando os mesmos sob suspeição, de alguma lei que venham a aprovar? Se não existe, deveria existir.

  6. …”Ao menos 166 citados nos depoimentos serão intimados a depor a partir da próxima semana….”> ad secolum seculorum> os dias serão corridos ou interrompidos por sábados, domingos e feriados? essa lavajato é mais infinita do que o universo….riiiinnnncccch

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *