Polcia Federal resiste e mantm a indicao de delegado que Bolsonaro no aceitou

Superintendente da Polcia Federal Carlos Henrique Oliveira de Souza Foto: Divulgao

Delegado Carlos de Souza dever ser o novo superintendente no Rio

Jailton de Carvalho
O Globo

Dois meses depois da confuso que quase resultou na demisso do diretor-geral Maurcio Valeixo, a cpula da Polcia Federal decidiu manter a indicao do delegado Carlos Henrique Oliveira de Sousa para comandar a superintendncia da instituio no Rio. Atual superintendente da PF em Pernambuco, o nome de Sousa chegou a ser anunciado em setembro como futuro chefe no Rio. Mas a nomeao foi suspensa porque o presidente Jair Bolsonaro queria emplacar outro delegado, Alexandre Silva Saraiva, superintendente no Amazonas.

Em meio s divergncias, Bolsonaro chegou a ameaar trocar o diretor-geral Valeixo revelia do ministro Sergio Moro, com o argumento de que ele, como presidente da Repblica, quem manda.

UMA CERTEZA – O nome de Sousa deve ser anunciado formalmente pela segunda vez nos prximos 15 dias, segundo disse ao Globo um integrante da equipe de Valeixo. H duas semanas, outro interlocutor do diretor-geral chegou a dizer que s havia uma certeza: O futuro superintendente do Rio no seria, de modo algum, Saraiva, at o ms passado o preferido de Bolsonaro.

A crise comeou com uma reao do presidente vinculao do deputado Hlio Nego (PSL-RJ), amigo de Bolsonaro, a um inqurito sobre fraudes no INSS do Rio de Janeiro. O nome do deputado teria sido includo na investigao de forma irregular, numa disputa de poder pelo comando da superintendncia.

Sem conhecer a extenso do problema, Bolsonaro exigiu, em uma entrevista coletiva em agosto, o afastamento do ento superintendente Ricardo Saadi por questes de gesto e produtividade. Em uma outra entrevista, indicou Saraiva para o cargo.

SEGUNDO ESCALO – A direo da PF concordou em antecipar em quatro meses a sada de Saadi, mas no abriu mo da indicao de Sousa. Para alguns delegados, Bolsonaro poderia indicar o diretor-geral, mas no teria poderes para interferir no segundo escalo, rea administrativa da polcia. O presidente elevou o tom e chegou a dizer que, se no pudesse indicar o superintendente, substituiria o diretor-geral, indicado por Moro. A ameaa de demisso perdurou at a descoberta de que Hlio Nego no estava sob investigao.

Com o deputado fora da mira, Bolsonaro parou de pressionar pela troca de chefes na polcia. A retirada do tema da pauta levou a cpula da PF a decidir manter a indicao de Sousa. No est claro, no entanto, se houve consultas prvias ao Palcio do Planalto.

Depois de deixar a chefia da PF no Rio, Saadi retornou para Braslia com a promessa que seria recompensado com a criao de um cargo para ele na Polcia Europeia , na Holanda. Mas a criao do cargo depende de aprovao do Congresso Nacional.

One thought on “Polcia Federal resiste e mantm a indicao de delegado que Bolsonaro no aceitou

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.