Política brasileira é tão esculhambada que os brazilianistas desistiram de entendê-la

charge jota camelo bolsonaro - Pesquisa Google | Camelo, República ...

Charge do Latuff (Brasil de Fato)

Carlos Newton

A política brasileira é a maior esculhambação. Até mesmo para os brasileiros fica muito difícil acompanhar e entender a evolução da conjuntura, por isso é necessário haver tradução simultânea. Antigamente a política era menos complicada, surgiram muitos analistas internacionais que passaram a estudar e a escrever sobre o país. Eram tantos estrangeiros a se dedicar a isso que foi até criada uma denominação para identificá-los, e passamos a chamá-los de “brazilianistas”.

Nos últimos anos, porém, a política brasileira foi ficando tão bagunçada que eles simplesmente desistiram de acompanhar o que acontece aqui no Brazil, que é a maior filial da matriz USA, a ponto de já ter até adotado oficialmente o nome de Estados Unidos do Brasil, que era uma maneira  educada de denominar o Brasil dos Estados Unidos. E hoje não temos mais brazilianistas.

DIFICULDADE ENORME – Realmente, o grau de dificuldade para entender o Brazil é gigantesco e desanimador. Nem mesmo a eleição de um presidente americanófilo como Jair Bolsonaro, a ponto de achar que Donald Trump é genial, foi capaz de incentivar a formação de novos brazilianistas.

Mas como é que um estrangeiro pode entender um pais cujo presidente foi condenado em vários processos por corrupção e lavagem de dinheiro, ficou um tempo preso numa suíte privê, onde podia receber visitas variadas e íntimas diariamente, assistir TV e dar entrevistas?

Como entender que o mau elemento foi solto, porque na filial Brazil criminoso só pode ser preso após julgado quatro vezes? E como entender que ele tem direito a dois carros de luxo blindados e oito assessores, ganha uma elevada pensão do partido, paga com recursos públicos, e pode viajar livremente ao exterior?

NINGUÉ PODE ENTENDER – Da mesma forma, como entender que uma ex-presidente da República tenha sido cassada e sofrido impeachment, mas continua a ter direitos políticos e dispor de dois carros blindados e oito assessores, com licença para viajar com eles pelo exterior, para falar mal do Brasil?

Aliás, como entender um presidente que era capitão paraquedista, liderou uma rebelião, queria explodir bombas em quarteis, foi  “inocentado”, elegeu-se presidente, anuncia apoio a uma golpe militar para se transformar em ditador, e não acontece nada?

E NADA ACONTECE… – Como entender que esse presidente incentive a população a quebrar o isolamento social determinado pelas autoridades internacional e pelo Ministério da Saúde, jamais use máscara protetora e estimule aglomerações, porém nada lhe acontece?

Também não é possível entender por que ele afirme ter apoio das Forças Armadas, ameace os outros poderes da República, dizendo que estão descumprindo as leis do país, e proclame: “Eu sou a Constituição!!!”. E ainda pior: por que até agora não foi tenha sido examinado por uma junta médica capaz de dizer se ele tem condições de governar ou não?

###
P.S.
É justamente por isso que não há mais brazilianistas aqui na filial. Eles simplesmente desistiram. E tão cedo não pretendem voltar. (C.N.)

11 thoughts on “Política brasileira é tão esculhambada que os brazilianistas desistiram de entendê-la

  1. Questão de índole. Dessa missa o mundo civilizado ainda não conhece nem a metade. Mas tente ser sério e fazer a coisa certa no Brasil pra ver o que te acontece, às vezes, até mesmo dentro da própria família. Até os tais patriota$ aqui são de araque, fakes, mercenários. Deve ser por isso que ele$ morrem de medo do tal comunismo que nunca existiu por aqui, mas que os mercenários usam como um fantasma que fazem a ignorância enxergá-lo até em plena luz do meio dia. Por que será, que as tais esquerda, direita e centro estão fugindo da tal Democracia Direta com Meritocracia igual o diabo foge da cruz ? Porque ela sinaliza claramente, antes de se meterem na política, se quiserem uma boquinha nas tetas do erário, vão ter que ralar, trabalhar e escudar muito antes de chegar lá, terão que se enfrentar no mais alto nível. E quem do lixão a céu aberto que é a política atual, vai querer competir no mais alto nível político, ao invés da baixaria diária, mais baixa do que fiofó de cobra ?

  2. “Como entender que esse presidente incentive a população a quebrar o isolamento social determinado pelas autoridades internacional e pelo Ministério da Saúde, jamais use máscara protetora e estimule aglomerações, porém nada lhe acontece?”

    Acho que o senhor não entende ou finge não entender. São milhões que querem as duas casas fechadas e lacradas, independentemente do senhor JB ser o presidente ou não. É difícil ?

  3. Bom dia CN; vejo de outro ângulo.
    Em 1983/84, conversávamos quem seria o próximo presidente do Brasil, já que dávamos como líquido e certo a aprovação da emenda Dante de Oliveira e quem substituiria o Presidente J B Figueiredo seria pelo voto direto. Seria o Brizola; Seria o Aureliano Chaves; seria o Ulisses Guimarães; quem seria?
    Um colega que tinha acabado de chegar de estágio de seis meses no Japão, jogou: Será o Tancredo Neves. Nem passava pela nossa cabeça mas, lá fora já se sabia que seria indireta e quem assumiria.
    Outro episódio; Após dois anos de governo do Grande Itamar Franco (muito ridicularizado pela plim plim no casseta e planeta na figura de uma tartaruga com a cara do presidente), um brasilianista entrevistado pela Veja, perguntado pelas consequências do impedimento do Collor, declarou que o Brasil estava se atrasando dois anos.
    De que ele falava?!!!
    Era das privatizações que entregaria nossas riquezas mais do que de mão beijada pois até o BNDES ainda financiava as mesmas e o famigerado fhc aceitava papeis de hum cent de valor de mercado pelo preço de hum dólar que era o valor de face.
    Foi uma farra. E agora por que não mais brasilianistas?!!!
    Não falta mais nada ou quase nada para entregar do Brasil a não ser acabar com o povão “gentalha” o que a falta de infra estrutura, saneamento básico, hospitais, educação, segurança estão fazendo muito bem e a culpa toda recairá no pobre vírus CONAVID-19.
    Todo genocídio ficará na conta do vírus mas, isto é só consequência.

  4. Concluindo: Brasilianista são estudiosos que sabem mais do Brasil do que nós brasileiros e estão lotados nas universidade americanas principalmente e dão os subsídios para as políticas principalmente americanas de como nos transformarmos passivamente em colônia; o que depois do regime militar (principalmente), com a redemocratização (que foi imposta de fora), acelerou-se absurdamente.
    Mas, vamos em frente e principalmente, “o meu país é a Terra o meu país somos todos nós, etc…”

  5. A política brasileira é a maior esculhambação?! Né não, seu Newton. Ela como arte é universal e deve já deve ter alcançado um status de ciência. Os políticos brasileiros é que não prestam. São medíocres porque mal formados. Veja a denominação de uma bancada do congresso: bancada da bala!

    Tem também a bancada dos evangelistas! (com essa ninguém pode: o santo protetor até morto ressuscitou!)
    Nosso fim é o que previam antes: vamos criar gado e soja. E se conseguíssemos engarrar o metano produzido pelos bovinos teríamos energia ad infinitum. Talvez a Dilma possa nos assistir nesse aspecto.

  6. KKK querer que estrangeiros entendam o Brazil é forçar a barra, a maioria de nós já desistiu disto, Ou nos preocupamos com o pão de cada dia ou com os problemas insolúveis do Brasil, tentar conciliar as duas coisas é coisa para super homem.

  7. Brasilianista é o gringo que estuda o Brasil.
    Bolsonarialista é o Carlos Newton que estuda Bolsonaro com um tapa olho, só enxerga com o olho da esquerda, o da direita está lacrado e cego.
    Mas que divertido vir aqui, é!
    E sobre a chusma que se locupleta nos outros poderes, nada. Só meter a ripa na cacunda do presidente é a litigante bolsonariedade permanente.
    Continua sendo divertido estar nesta arena e bradar, Ave Tribuna da Internet, os que tomarão surra de bambu na cacunda te saúdam.
    CN, nada do que comento é pessoal contra você, é que gosto de pegar algum contraponto e me divertir com eles, jamais venho para criar inimizade com as pessoas por causa de ideologias.
    Abraço.

      • Sou da Velha Guarda, fã de Toquinho e Vinícius sem esquecer nosso maestro Tom Jobim.
        Certa vez fui no Antoniu’s e tomei uma dose cavalar de Passport, lá era o point deles.
        Mas o bom mesmo era um chope com batata frita no Amarelinho na Cinelândia, na época que não tinha muito viado, hehhehhe
        Abraço.

  8. Carlos Newton, muito bom teu artigo. Um bom retrato da atualidade.

    É … como dizia o pai do Paulinho, “o Brasil não é para principiantes”.

    Infelizmente, nosso país parece um enorme hospício dirigido por piratas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *