Por falta de peritos, não tem data o exame psiquiátrico que pode libertar Adélio Bispo

Em depoimento, Adélio diz não se arrepender de facada em Bolsonaro -  CartaCapital

Adélio Bispo depende da nova perícia para ser libertado

Fellype Alberto e Victória Jenz
g1 Zona da Mata

A nova perícia médica de Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada em Jair Bolsonaro(PL), permanece sem uma data para ocorrer. A situação ocorre devido à falta de peritos oficiais disponíveis para realização do procedimento, que deveria ser realizado até o próximo dia 14 de junho e poderia garantir a liberdade dele.

O juiz Bruno Savino, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, divulgou uma decisão de que o entendimento é que ele não tem competência para decidir sobre a nova perícia de Adélio Bispo. Diante disso, o g1 acionou a 5ª Vara Federal de Campo Grande(MS), que informou que busca peritos oficiais, mas que ainda não há previsão.

PARANOICO – Em laudo de 2019, Adélio foi diagnosticado com transtorno delirante permanente paranoide, o que não permite a punição criminal, e, por isso, ele foi considerado inimputável. Uma nova perícia médica precisa ser feita três anos após a decisão para saber se o estado de saúde mental dele permanece o mesmo e se ele ainda representa um risco para a sociedade.

A Justiça Federal informou à reportagem que “apesar dos diversos esforços da secretaria da Vara junto aos peritos cadastrados na Subseção Judiciária de Campo Grande, até a presente data não houve manifestação de interesse dos dois peritos para a realização avaliação, conforme exigido por lei”.

Como alternativa para solucionar a questão, a Justiça Federal solicitou a manifestação do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), quanto a existência de perito oficial, sendo informado que o “Depen não dispõe de servidor médico psiquiatra com aptidão para a realização de perícia médica e emissão de parecer pericial conclusivo”.

NOVO PEDIDO – Diante da resposta do Depen e de nova decisão da Justiça Federal de Minas Gerais sobre a competência da perícia, a 5ª Vara Federal de Campo Grande publicou nesta quinta-feira (19) um despacho que solicita manifestação do Ministério Público Federal (MPF) de Mato Grosso do Sul (MS) e da Defensoria Pública. Após a manifestação, uma nova decisão sobre o tema será deferida.

Vale ressaltar que a busca por peritos ficou momentaneamente suspensa em razão da pandemia do novo coronavírus, “bem como que a falta de peritos interessados não se restringe apenas ao presente caso”, explicou a assessoria de comunicação do órgão.

O juiz Bruno Savino, da 3ª Vara Federal de Juiz de Fora, ao expedir no dia 14 de junho de 2019 a sentença de Adélio Bispo, converteu a prisão preventiva em internação por tempo indeterminado. Na sentença, o juiz aplicou a figura jurídica da “absolvição imprópria”, na qual uma pessoa não pode ser condenada. Como no caso de Adélio ficou constatado que ele é inimputável, não poderia ser punido por ter doença mental.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Se Adélio Bispo tem transtorno paranoico permanente, esta doença não tem cura. Devolvê-lo às ruas será uma decisão altamente irresponsável. (C.N.)

9 thoughts on “Por falta de peritos, não tem data o exame psiquiátrico que pode libertar Adélio Bispo

  1. Acho que está existindo uma pressão do “Tosco” para que o Adélio seja solto. Vai inventar outra facada. Será?

    Entrevista a André Marinho à Istoé:

    “Foi você [André Marinho] quem contou para a Michelle sobre a facada que Bolsonaro havia levado. É verdade que ela te pediu para imitar o presidente naquele momento?

    Fui o portador da má notícia. Foi um momento surreal em que Michelle me pediu para imitá-lo para trazer algum consolo. Fiz uma imitação de bate-pronto, meio acuado. Não pude negar. Mais tarde, ainda no hospital, o Bolsonaro me disse: “agora é só a gente não fazer mais nada que ganhamos a eleição”. Ele tinha consciência disso. Toda vez que os números dele começam a cair, ou que o calo começa a apertar, ele arruma um pretexto para colocar a “narrativa do enfermo” no ar.”

    https://istoe.com.br/virei-bode-expiatorio-do-fanatismo-alheio/

  2. Levava uma vida normal. Viajava e tinha quatro celulares à sua disposição. Dinheiro não rasgava, pelo contrário, fazia uso normalmente. Depois da facada em Bolsonaro eis que apareceram quatro advogados à sua disposição para defesa criminal. Como o cara é sortudo! Aí se constatou que o militante sofre de “transtorno delirante permanente paranoide”.
    Eita! Deixa pra lá. Eu acredito em papai Noel e bicho papão.
    Ah, sim, os esquerdistas já estão com fogos nas mãos para comemorar sua soltura. Que país é esse?
    Talvez será contratado como segurança de algum político dessa ala ideológica.

  3. Mas estão fechando todos os hospitais de internação psiquiátricos e só restando tratamento ambulatorial…. como se eles fossem cumprir.

  4. Anotem, por favor:
    Primeira Profecia – Tal como o vagão francês em que a Alemanha rendeu-se na 1ª Guerra, e Hitler exigiu que a França se rendesse no mesmo vagão, na 2ª; pois bem, vão dar um jeito de meter o Moro (o babacão que jamais devia ter saído da 13ª), trancafiado na mesma cela do Lula, mas sem a academia de ginástica, o frigo, a tv e visitas, de modo que se leia: Em lugar de Lula preso, Moro.

    Segunda Profecia: Adelio? Solto, leve e fagueiro, nome de ruas, praças e Avenidas.

    Terceira Profecia: Bolsó? Preso, naturalmente; não aguentará muito tempo, estourando as grades.

    Quarta Profecia? O senhor Alkingéu? Sob a benção do maranhense, com a faixa! O Brasil? República dos Vices, tem sido assim, a ordem natural das coisas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.