Por que o TJ de Brasília, não tira Arruda do cargo?

Normalmente, o Legislativo é que tira presidentes e governadores, que exorbitam. Mas como b-r-i-l-h-a-n-t-e-m-e-n-t-e o TJ afastou o presidente da Assembléia (o Prudente do dinheiro nas meias), 8 deputados e os 8 suplentes, pode muito bem mandar o governador para casa.

Essa Assembléia, tem cinco quartos dos seus membros, viciados e comprometidos, como julgarão o governador? Eram 24, ficaram 16, com que número votarão o impeachment?

Muitos dizem, “afastar os efetivos, está bem, mas os suplentes que nem estavam nos cargos?”.

Representavam as mesmas idéias. Em 1948, o STJ (Superior Tribunal eleitoral) suprimiu o registro do partido Comunista. Seus 15 deputados e 1 senador foram cassados, junto com os suplentes. Ainda na revista O Cruzeiro, fiquei contra cassar o registro do PC. Mas fiquei a favor de cassar os suplentes.

Se afastavam os que foram eleitos, tinham votos e prestígio, por que empossar suplentes que não representavam coisa alguma?

Podiam mandar Arruda para casa. É bem verdade que quem vem no fim do ano é Roriz, que perdeu 7 anos e meio de senador, por corrupção EXPLÍCITA e IMPLÍCITA.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *