Por que Thomaz Bastos abandonou o caso Cachoeira?

Carlos Newton

Os jornais noticiam que o escritório do ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos deixou ontem a defesa do bicheiro Carlinhos Cachoeira. Foi confirmada a saída de toda a equipe de advogados, mas ainda está sendo negociado o fim do contrato, ou seja, o pagamento.

O motivo não foi informado. Segundo a advogada Dora Cavalcanti, o abandono da causa já estava combinado com a família de Cachoeira. “A saída do caso foi amigável. Nosso acordo era defender o empresário apenas até a audiência da semana passada. Foi uma saída natural”, justificou.

Será que alguém acredita nisso? Um escritório de advocacia fazer um contrato milionário para defender o réu só até uma audiência judicial?

A advogada disse que Thomaz Bastos já estava fora do caso há duas semanas. Dora afirmou que, durante a defesa do contraventor, surgiram “atritos naturais” e que a relação entre empresário e advogados foi desgastada.

Ah, então houve atritos naturais…

As notícias especulam que a detenção de Andressa Mendonça, noiva de Cachoeira, na segunda-feira, foi o estopim da crise. Ela tentou chantagear o juiz Alderico Santos, responsável pelo caso do bicheiro. Dora admitiu que a atitude de Andressa surpreendeu os advogados. Mas será que foi isso ou simplesmente Cachoeira fechou a torneira do pagamento?

Já o comentarista Silvio Miguel Gomes acha que, como o escritório do Dr. Thomaz Bastos abandonou de vez o caso do Sr. Cachoeira, certamente vai se dedicar ao caso do Mensalão e a intenção é prolongar, deixar o tempo passar…

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *