Presidente do PSDB quer apressar a escolha do candidato a presidente em 2014.

Carlos Newton

O presidente nacional do PSDB, deputado Sergio Guerra (PE), adverte que o partido precisa se apressar e escolher seu próximo candidato à sucessão presidencial. “Vamos apresentá-lo quando houver condições para isso. O importante é não demorar muito. A expectativa é que isso possa acontecer logo depois das eleições municipais” – declarou em entrevista à excelente repórter Adriana Vasconcelos, de O Globo.

Guerra se baseia em análises preparadas pelo cientista político Antonio Lavareda sobre os principais problemas do partido, que na eleição passada não conseguiu eleger um só deputado federal em cinco Estados. Por isso, os tucanos pretendem arregaçar as mangas, pois concluíram que o desempenho em 2012 será fundamental, mais do que em outras vezes, para que a legenda se mantenha como alternativa de poder em 2014.

O presidente explica que a meta é garantir a eleição de pelo menos mil prefeitos no próximo ano, um número superior ao atual de 793. E o partido deverá priorizar a campanha nos municípios com mais de 200 mil habitantes, uma estratégia traçada a partir da análise feita por Lavareda indicando que o ex-governador José Serra teve um desempenho surpreendente nestas cidades na eleição presidencial de 2010, muito acima dos votos conquistados pelos candidatos estaduais do partido.

Guerra disse também que o PSDB espera o empenho total de seus oito governadores para melhorar seu desempenho no interior do país e nas cidades menores, onde os vereadores e prefeitos se preocupam muito mais em ter o apoio dos governantes locais do que do governo federal.

Em relação à política de alianças, os tucanos planejam seguir o mesmo critério adotado pelos petistas. A ideia é não impedir composições com nenhuma legenda, seja ela da base da presidente Dilma Rousseff ou da oposição.

Bem, sonhar não é proibido. Mas quem será o candidato do PSDB à eleição presidencial. José Serra, novamente? Geraldo Alkmin, novamente? Aécio Neves, enfim? Ou alguma opção nova, tipo Aluizio Nunes Ferreira? Eis a questão principal. De difícil solução.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *