Prisão imediata dos mensaleiros é consenso na Procuradoria-Geral da República

Carlos Newton

Nesse caso, não há controvérsias: os quatro candidatos a procurador geral da República, cargo máximo do Ministério Público Federal, são unânimes em afirmar que seguirão a mesma linha dos antecessores em relação ao processo do mensalão.

Se depender do MPF…

Ou seja, esgotados os recursos e transitado em julgado o processo, eles pedirão a prisão imediata dos condenados, para a execução das penas impostas pelo Supremo Tribunal Federal, incluindo o ex-ministro josé Dirceu e os quatro deputados federais: João Paulo Cunha (PT-SP), José Genoino (PT-SP), Pedro Henry (PP-MT) e Valdemar Costa Neto (PR-SP).

Os quatro candidatos a procurador-geral participaram, segunda-feira, de um primeiro debate antes da eleição para formar a lista tríplice que será enviada à presidente Dilma Rousseff.

Os subprocuradores-gerais Deborah Duprat, Ela Wiecko, Rodrigo Janot e Sandra Cureau responderam, em sua maioria, a perguntas sobre problemas burocráticos do Ministério Público Federal, como o aumento da estrutura de gabinete ou a permanência mínima na unidade inicial em que o procurador foi aprovado.

A eleição será dia 17 de abri,l e a presidente Dilma Rousseff tem até julho para escolher, na lista tríplice, o nome que irá chefiar o Ministério Público Federal.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *