Procura-se desesperadamente a direita (ou a esquerda) na política brasileira

Ilustração reproduzida do Arquivo Google

Armando Gama

O exemplo clássico de que na política brasileira não existe mais esquerda ou direita (e toda a papagaiada que as acompanha) pode ser demonstrado pela politicalha de São Paulo. Pedestramente falando, como diz o comentarista Mário Assis Causanilhas, vamos fazer uma salada russa para que se consiga ver que ponto chegou a política brasileira, em que a ideologia é apenas um detalhe.

MARTA E GOLDMAN – Dona Marta Suplicy fez carreira no PT, hoje navega no PMDB, atolado até o pescoço junto com o PT na Lava-Jato. O vice da Marta, Andrea Matarazzo, seu contra-parente, já foi do PSDB e está agora no partido incolor do Gilberto Kassab, o PSD.

O ex-tucano Andrea Matarazzo reclama que a Ca$a Grande tenta apoiado a candidatura do famoso milionário maçônico João Dória, que nas horas vagas faz bico de apresentador na TV dos Sayads.

Pior foi outro companheIro de PSDB, o ex-comunista-marxista-leninista Alberto Goldman, agora um guerreiro neoliberal, mas que adora meter a mão nas tetas públicas (coitado do Metrô de SP). Goldman ficou muito nervoso, chegou a bater o martelo e a foice na mesa, devido à indicação pela Ca$a Grande do milionário João Dória. E como faz parte da ala do José Serra, também declarou que vai votar na Marta por causa do seu parceiro Andrea Matarazzo.

OUTROS CANDIDATOS – Dona Luiza Erundina foi do PT, da ala mais radical do partido, depois foi chorar suas mágoas troktistas no PSB, neste partido que hoje abriga “esquerdas”, “direitas”, “liberais” e “ladrões do dinheiro público”, mas deu as costas, saiu e nem fechou a porta, desembarcou de mala e cuia no PSOL, hoje candidata a prefeita (de novo) pelo partido..

Fernando Haddad continua do mesmo partido, o PT, candidato a reeleição. Misturando alhos com bugalhos, como vai se defender dos ataques de seu próprio partido?… E entra na disputa com uma novidade. Lançou como vice, nada mais nada menos, um ex-tucaviar do PSDB, Gabriel Chalita, com várias mudanças de partidos (não sabe o que quer). Esteve no PSDB, PSB, PMDB e agora vai de PDT, partido do Brizola.

FRACOS E OPRIMIDOS – Celso Russomano é um caso á parte. Era defensor dos fracos e oprimidos consumidores deste país, agora está ao lado de um dos maiores estelionatários e charlatões, o autoproclamado “bispo” Edir Macedo, famoso vendedor de terrenos no céu. Será que Russomano vai defender os consumidores que compraram terrenos no céu por preço maior do que o mercado?

E o João Dória no PSDB? O que é este ser? Dizem que, se for prefeito de são Paulo, vai privatizar tudo, conforme defendem vários comentaristas aqui da Tribuna da internet.

Bem, se alguém viu alguma coisa chamada direita ou esquerda nessa confusão política e eleitoral, faça o favor de nos comunicar.

4 thoughts on “Procura-se desesperadamente a direita (ou a esquerda) na política brasileira

  1. Pelo menos o coração, nosso órgão imaginário das emoções, do sentimentos, nós sabemos onde ele está. Do lado esquerdo do peito, lugar de guardar os amigos, como nos ensinou Milton Nascimento.

    A todos, aos amigos + e aos amigos -, desejo que esse domingo dos pais seja de muita paz e harmonia em família.
    Abraços
    ofelia

  2. Pingback: Procura-se desesperadamente a direita ou a esquerda na política brasileira – Debates Culturais

  3. Na política, atualmente, a diferenciação dos políticos de direita e de esquerda é que os primeiros colocam o produto do roubo no bolso direito; os de esquerda, no bolso esquerdo.

  4. A Esquerda Democrática tem um único partido com programa , curso de formação política , partido imaculado nos desvios criminosos de verbas públicas do Mensalão, Petrolão, Eletrolão, Fundo de Pensões e outras estatais : O PPS.

    Observem que o PSB além de estar cheio de denúncias no Petrolão , especialmente os desvios de dinheiro da Petrobras na Refinaria Abreu e Lima , além de ter, em dados momentos, sido base de apoio do governo do PT está fora do baralho.

    O PSOL , que votou contra o impeachment de Dilma é um novo PT que caminha nesta direção.

    O PDT mostrou-se vendido ao governo Dilma e foi sua base de apoio, está descaracterizado, e não tem nada a ver com a esquerda. Tornou-se um partido fisiológico e de aluguel.

    O PCB está obsoleto, não é da esquerda democrática e convive com as mesmas ideias da década de 1970. Está no mundo da Lua.

    O PTB é lixo puro desde o começo e é um partido sem programa e apoia a direita desde Yvete Vargas.

    O PCdoB mostrou ao que veio: ficou e está até o fim defendendo o PT e quer de volta o mandato de Dilma Roussef. Ganhou muito dinheiro para seus dirigentes, com polpudos salários, comissões e desvios de dinheiro, pelo menos que eu saiba na GEAP , que como a Petrobras, está quebrada , perto da insolvência.

    O PSTU e o PCO , assim como o PCB querem fomentar a luta de classes, e não sei se PSTU e PCO são comunistas ou simplesmente anarquistas.

    Já o PPS tem curso de formação política para seus membros, tem programa de governo, vai apresentar mais de 600 candidatos a vereador e vários candidatos a prefeito nas eleições de 2016. Vamos dar uma olhada no resumo do Programa de Governo do PPS:

    https://www.youtube.com/watch?v=1nu-_ludzpA

    https://www.youtube.com/watch?v=X4rk7SsXKuE

    https://www.youtube.com/watch?v=BW8qTFG5kXE

    Dá para comparar ? O PPS é a Reserva Moral do Parlamento.

    PROPOSTA DE PARLAMENTARISMO

    https://www.youtube.com/watch?v=2jbbgDWRK2c

    PRESIDENCIALISMO É UM REGIME DE IMPASSES E OBSOLETO.

    https://www.youtube.com/watch?v=0y6lEhZ1tyY

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *