Procura-se desesperadamente o tal dono do sítio de Lula

Suassuna diz que não tem nada a ver com Lula

Carlos Newton

Depois da denúncia publicada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” na edição de sábado, revelando que o sítio em Atibaia e o triplex foram decorados com móveis planejados de grife, comprados numa loja da Brigadeiro Faria Lima, em São Paulo, e foram pagos pela construtora OAS, uma das empreiteiras envolvidas no escândalo de corrupção da Petrobras, o Jornal Nacional exibiu nesta quarta-feira os pedidos de compra e as notas fiscais.

Uma das notas fiscais, emitida a 12 de novembro de 2014, tem valor de R$ 78.800. O endereço de entrega é o Edifício Solaris, na praia das Astúrias, no Guarujá. O comprador foi a Construtora OAS. Segundo as investigações, a sofisticada cozinha foi entregue no triplex 164-A. A instalação dos móveis foi feita depois de uma reforma bancada pela OAS, entre abril e setembro de 2014. O empreiteiro que fez a obra diz que ela custou R$ 770 mil.

O Ministério Público investiga outra compra de móveis, para o sítio em Atibaia, muito frequentado pela família do ex-presidente Lula nos fins de semana. Segundo a investigação, assim como no Guarujá, a OAS pagou pela cozinha planejada e aos eletrodomésticos no sítio. O pedido de compra foi em 13 de março de 2014. Além da cozinha planejada de R$ 28 mil, refrigerador de R$ 9,7 mil lava-louças de R$ 9,1 mil, forno elétrico de R$ 10,1 uma bancada de R$ 43 mil e outros ítens. O valor total da compra foi de R$ 130 mil.

No local do endereço na nota consta Sítio Santa Bárbara, e a nota fiscal está em nome de Fernando Bittar, oficialmente um dos donos do sítio em Atibaia ao lado de Jonas Suassuna. Os dois são sócios de Fábio Luiz Lula da Silva, filho do ex-presidente.

O que os promotores querem saber por que a construtora OAS pagou por uma compra feita por Fernando Bittar. A construtora OAS não quis comentar o assunto. O Instituto Lula não respondeu às perguntas da reportagem. O JN não conseguiu falar com Fernando Bittar.

TIRANDO O CORPO FORA

Ninguém consegue encontrá-lo, apesar de estar sendo procurado desesperadamente pelo Ministério Público e por repórteres de toda a grande mídia. O outro sócio, Jonas Suassuna, que também está sumido, chegou a dar declaração há duas semanas, dizendo que sua parte no sítio nada tem a ver com a presença de Lula e sugerindo que Fernando Bittar fosse procurado.

Ou seja, tirou o corpo fora, mas também está envolvido, porque o sítio “oficialmente” pertence aos dois e não foi objeto de divisão de área em cartório e no registro de imóveis de Atibaia. Segundo a IstoÉ, Suassuna tem carreira solo de empresário bem-sucedido e sua relação com o sócio Fábio Luís Lula da Silva estaria estremecida.

Detalhe importante: Lulinha, o “Fenômeno”, mora de graça num luxuoso apartamento de Suassuna, no bairro da Moema. Em sociedade, tudo se sabe, como dizia Ibrahim Sued.

20 thoughts on “Procura-se desesperadamente o tal dono do sítio de Lula

  1. Que tal Newton voce achar os donos desses terrenos?:

    “”Pagamento de precatório de valor superior a TRES BILHOES DE REAIS aos antigos proprietários da gleba, onde hoje se localiza o Parque Villa Lobos, na cidade de São Paulo,

    Segundo despacho do titular da promotoria, o inquérito objetiva “a apuração de irregularidades no pagamento de juros moratórios indevidos, cerca de R$300.000.000,00 (trezentos milhões de reais), a proprietários da área onde hoje se localiza o Parque Villa Lobos; possível prejuízo ao Erário na avaliação da área desapropriada e possível recebimento irregular de precatório pela Prefeitura do Município de São Paulo”.””

    Detalhe importante: este pagamento de juros inexistentes, em tão elevado montante, foi feito pelos governos Alckmin e Serra

    • Você está apenas repetindo o que escrevi, sou o único jornalista que se interessou pela questão. Hoje, pela primeira vez a Folha tocou no assunto, numa pequena nota da Coluna Painel.
      CN

      • O Parque Villa Lobos começou lá atrás com o Quércia e a família Klabin. Os fascistódes do MR 8, sempre pendurados no poder, chamavam o Quércia de Grande Timoneiro, a mesma turma do Franklin Martins.

      • Eu sei que foi voce que escreveu, só não entendo porque parou>
        Pelo que estou ouvindo, lendo e vendo, uma canoa de 4.100,00 passou a ser a grande corrupção e os inteligentes “eticos honestos” flutuam na moralidade da Midia como ninguem, enquanto os herois como Moro, continuarem a perseguir ao inves de julgar.

  2. Bem antes dessas visitas no alheio, o volume morto já havia se tornado águas profundas, pois 57,5% da população não votaria nele em hipótese alguma.
    Depois dessas várias ‘lambuzanças’ eme deve estar com uns – 75%. Por isso é que lançaram o plano B, o neocoronel Ciro Gomes, para que tudo “mude’ mas continue como está.
    Uma falência política, que pode virar uma falência política presa…

  3. Seguro do arrastão feito no palácio…

    MUDANÇA DE LULA: SEGURO COBRIU MEIO MILHÃO EM BENS
    Brasil 04.02.16 16:03

    No edital para a contratação de serviços especializados para a mudança de Lula, foi incluída cláusula prevendo um seguro. “O valor dos bens a serem transportados, para efeito de seguro, está orçado em quinhentos mil reais”, diz o trecho do documento.

    Foram transportados 1,5 milhão de itens, entre centenas de garrafas de vinho, uísque, cachaça e outras bebidas, 8 mil quadros e peças de artesanato e mais de 8,5 mil presentes, incluída aí uma espada de ouro com rubis e esmeraldas dada pelo rei da Arábia Saudita, Abdullah Bin Abdulaziz Al-Saud.

    • Foi arrastão mesmo. Os presentes trocados entre chefes de estado são considerados (ou pelo menos eram) aqui no Brasil como presentes ao país e não ao presidente. Lula não poderia ter levado obras de arte nem presentes como a espada árabe. Ele “passou a mão”, como se dizia antigamente, em tudo.
      E mais, o carreto não poderia ser pago pelo governo, ao deixar de ser presidente Lula passou a ser um cidadão particular.

  4. Para risos do Tuma Jr, que lança um vovo livro em abril, contando a história do agente duplo, o Lula que permanecer como ‘informante’…


    Instituto Lula ataca conduta de delegado da Zelotes
    Brasil 04.02.16 15:28

    O Instituto Lula divulgou agora uma nota assinada pelo advogado Cristiano Zanin Martins – aquele que foi na TV defender a versão da “cota” do triplex. Na nota, o advogado reage à abertura de investigação contra Lula por suspeita de venda de medidas provisórias.

    Ele diz que “nada justifica a conduta do Delegado Federal Marlon Cajado ao afirmar que o ex-Presidente Lula seria investigado no Inquérito 1621/2015”.

    E ainda:

    “O ex-Presidente foi ouvido no dia 6 de janeiro na condição de informante, sem a possibilidade de fazer uso das garantias constitucionais próprias dos investigados. Não há nenhum elemento que justifique a mudança do tratamento.”

    Então não há com o que se preocupar, não é?

  5. TRANSPORTADORA GRANERO LEVOU BOA PARTE DA MUDANÇA DE LULA PARA O SÍTIO???

    O MP está investigando se a GRANERO levou mesmo boa parte da mudança de Lula de Brasília para o aprazível sítio de Atibaia. Pois tal prestação de serviços pode representar mais FORTES indícios de que o ex-presidente é o real proprietário do imóvel. E que este está em nome de laranjas por motivos escusos. Vejam a reportagem:

    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/mp-apura-se-mudanca-de-ex-presidente-lula-foi-para-sitio-de-atibaia

  6. O ‘bebê, da Dilma que saiu do cargo para se tornar dono do Red Bar, que lhe foi doado no Beira Rio alegou pobreza em um processo…


    Franzoni, o menino-satélite de Dilma
    Brasil 04.02.16 13:58

    Na ação que moveu contra o Itaú em 2008, Anderson Dorneles pediu Assistência Jurídica Gratuita, mas tinha advogado próprio: Douglas Franzoni Rodrigues (vejam cópia do documento abaixo).

    Douglas Franzoni…Douglas Franzoni…

    Douglas Franzoni é um dos sócios, no papel, do badaladíssimo RedBar, como já havíamos noticiado.

    O advogado de Anderson Dorneles (e seu sócio) bateu ponto, entre outros lugares, pela Petrobras Distribuidora, ANTT e Casa Civil, sempre na órbita de Dilma Rousseff.

    Douglas Franzoni é um “menino-satélite”, digamos assim.

    Processo Cível

    Número Themis:

    001/1.08.0025566-0

    Processo Principal:

    Número CNJ:

    0255661-40.2008.8.21.0001

    Processos Reunidos:

    PROCESSO DE CONHECIMENTO

    Ordinária – Outros

    Segredo de Justiça: Não

    Tramitação preferencial-Idoso: Não

    Comarca:

    Porto Alegre

    Órgão Julgador:

    18ª Vara Cível do Foro Central : 2 / 3 (Foro Central (Prédio II))

    Data da Propositura:

    01/02/2008

    Local dos Autos:

    3645 – CAIXA 3645

    Situação do Processo:

    BAIXADO

    Volume(s):

    1

    Quantidade de folhas:

    Partes:

    Nome:

    Designação:

    ANDERSON BRAGA DORNELLES

    AUTOR

    Advogado:

    OAB:

    DOUGLAS FRANZONI RODRIGUES

    RS 71496

    Nome:

    Designação:

    BANCO ITAÚ S.A.

    Advogado:

    OAB:

    HUMBERTO JARDIM MACHADO

  7. Mais uma visita ao alheio ???

    ” Surge uma ilha

    Brasil 01.02.16 13:06

    A colunista social Anna Ramalho acaba de publicar em seu site a seguinte história:

    “Uma dupla de decoradores do maior bom gosto – famosíssima no eixo Rio-São Paulo – foi contratada em 2012 para fazer uma casa na Ilha dos Macacos, em Angra, bem na fronteira com a deslumbrante Lagoa Azul. A propriedade foi levantada com casa principal – 8 suítes – e mais três bangalôs duplex. Praticamente uma pousada. Custou entre R$ 3 e 4 milhões, na época, e foi toda custeada porJonas Suassuna, dono da Editora Gol, e sócio de Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, na Gamecorp. Chamou a atenção dos profissionais que o pagamento fosse feito sempre em grana viva, com recibos em nome da Gol Empreendimentos.Suassuna pessoalmente supervisionou toda a obra e seu sócio, Lulinha, esteve várias vezes na Ilha. Numa das ocasiões, em reunião com os arquitetos, foi incisivo: queria mármore de Carrara em toda a casa. Uma das 8 suítes foi feita especialmente para o ex-presidente Lula da Silva e Marisa Letícia. Se ele foi ou não, os rapazes não sabem. Mas um deles, terminada a obra, almoçou na Ilha com Suassuna e Lulinha.”

  8. Como já tinha dito, apareceram os caças Gripen da república de São Bernardo…

    “Deixem toda esperança”
    Brasil 04.02.16 17:31

    A retomada da investigação sobre a compra dos caças suecos confirma que as portas do inferno se abriram para Lula.

    “Lasciate ogni speranza voi che entrate.”

    Só que no inferno de Lula não há Dante nem Virgílio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *