Promessas de campanha, registradas em cartório

Welinton Naveira e Silva

As promessas de campanha deveriam ser devidamente registradas em cartório, contendo, dentre outros, estimativas de custos, cronogramas de realizações e fonte de recursos para todas as obras propostas pelos candidatos de cada partido.

Caso não cumprissem com o registrado em cartório, todos os políticos do partido seriam convocados para pagar, do próprio bolso, pesadas multas pelo não cumprimento de suas promessas de campanha. Acabaria com a farra das propostas infundadas e mentirosas.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGA proposta de Naveira e Silva é oportuna e necessária. O único problema é a cobrança. Os políticos sempre conseguirão um jeito de fugir dela, como está acontece agora na Petrobras, onde as multas aplicadas pelo Tribunal de Contas da União aos diretores serão pagas por um seguro feito pela estatal. (C.N.)

One thought on “Promessas de campanha, registradas em cartório

  1. Ã sugestão é importante e válida, vai garantir aos eleitores que
    votaram em candidatos sem histórico de governo, isto é, um inexperiente,
    mas com um programa de governo maravilhoso, elaborado por marqueteiros.
    A nota da redação do blog é realista: Os políticos sempre conseguirão um jeito
    de fugir dela (as promessas de campanha registradas em cartório).
    Qualquer eleitor, que tenha pelo menos uma pequena visão política, saberá
    distinguir o candidato pela sua história política, o exemplo disso era o Leonel Brizola,
    não precisava de marqueteiros. Pela sua coerência política e seus governos, sabia-se
    como seria seu governo, caso eleito Presidente, sua história dava-lhe credibilidade.
    FHC, Lula e Dilma, antes de serem Presidentes, nunca foram nada, elegeram-se na base
    da propaganda enganosa e ficaram no primeiro mandato adquirindo experiência e aprendendo,
    tando é verdade, que Lula não tinha projeto de governo, seguiu a risca a política econômica
    de FHC. Qualquer empresa para admitir um empregado, o peso que mais influenciará, é
    a experiência do cargo que vai ocupar.
    Marina Silva,, diferentemente de Eduardo Campos, que poderia ser avaliado, pois foi governador de Estado, não poderá ser avaliada, apenas pelo seu programa de governo (a sustentabilidade).
    Ser Presidente do Brasil, é coisa séria, devido a sua complexidade e problemas sociais, não pode
    ser entregue a quem nunca demonstrou capacidade de governança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *