PT criou um método corrupto de governar, diz Gilmar Mendes

Elizabeth Lopes e Pedro Venceslau
Estadão

Em seminário promovido pela OAB-SP nesta segunda-feira, 14, na capital paulista, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, disse que o problema da corrupção crescente no País não está vinculado às doações privadas para as campanhas eleitorais – proposta aprovada na reforma política votada pelo Congresso Nacional na semana passada – mas ao “método de governança”.

‘Como pedir sacrifícios às pessoas quando elas estão indignadas com a corrupção?’, disse Gilmar Mendes sobre o aumento de impostos, acrescentando: “Os fatos revelados em relação à Petrobras são suficientes para contar uma história sobre uma forma de governar, um método de administração.Isso pouco tem a ver com financiamento do sistema eleitoral, mas com método de governança”, disse o ministro.

Ainda segundo Gilmar Mendes, a Operação Lava Jato sinaliza que foi criada no Brasil “uma forma de governar corrupta em toda a sua extensão. “Contaminou-se todo o tecido político. Estruturamos um modo corrupto de fazer política”, afirmou.

“LARANJAL” DA OAB

Em sua exposição, o ministro do STF comentou, ainda, a Ação Direta de Inconstitucionalidade impetrada pela OAB na Corte. Segundo ele, neste pedido, a instituição “engendra um laranjal”. “(Segundo a proposta) todos poderão doar a mesma quantia, independentemente da sua capacidade financeira. Isso significa que o cidadão rico de São Paulo, banqueiro, e o receptor de Bolsa Família podem doar a mesma quantidade de recurso. Se o teto fosse R$ 10 mil, seria o mesmo para todos. Já no pedido, se engendra um laranjal”.

Mendes também criticou o ajuste fiscal promovido pelo governo. Segundo ele, é a legitimidade do governo que está em foco neste momento. “Como falar em aumento de impostos nesse contexto geral, pedir sacrifício das pessoas no momento que elas estão indignadas com a corrupção? É uma questão de legitimidade do governo que está em xeque”.

Além de Gilmar Mendes, também participaram do seminário “Saídas para a crise” o senador Romero Jucá (PMDB-RR) e cientistas políticos.

2 thoughts on “PT criou um método corrupto de governar, diz Gilmar Mendes

  1. É estranho a grande mídia não comentar que;

    Auditores da Receita Federal fizeram um cálculo e chegaram a conclusão de que desde de 2011, o governo de Dilma Rousseff concedeu R$ 458 bilhões em desonerações fiscais, sem nenhum retorno efetivo para a população brasileira. A indústria automotiva, por exemplo, uma das mais beneficiadas, é a que mais demitiu nesse período, ao lado dos bancos.

    Foi graças a esta desoneração fiscal que a FIAT conseguiu fazer caixa suficiente para adquirir o controle acionário da Chrysler America.

    “Fiat compra resto da Chrysler em negócio de US$ 4,35 bilhões”
    Leia mais em: http://economia.uol.com.br/noticias/redacao/2014/01/02/fiat-termina-de-adquirir-a-chrysler-em-negocio-de-us-435-bilhoes.htm

    Foi graças a esta desoneração fiscal que a ELECTROLUX conseguiu fazer caixa suficiente para comprar a divisão de eletrodomésticos da GE

    “Electrolux comprar a divisão de eletrodomésticos da GE por US$ 3,3 bi”
    Leia mais em: http://www.valor.com.br/empresas/3686628/electrolux-compra-divisao-de-eletrodomesticos-da-ge-por-us-33-bi

    Conforme uma artista dizia no passado “Brasileiro é muito bonzinho”.

  2. Mas são óbvias as observações do ministro.

    O PT comunista está aplicando a teoria de Antônio Gramsci de tomada de poder utilizando-se da própria estrutura democrática do nosso país. Aparelhando as instituições e fazendo-as operar não mais para manter estruturar os institutos de manutenção social mas para legitimar a própria estrutura de poder.

    A corrupção é o processo paralelo utilizado para alimentar o esquema de manutenção do grupo no poder. É preciso manter um cartel como estamos vendo com estas grandes construtoras em volta das estatais para drenar recursos e alimentar o esquema de manutenção do poder. Já estamos vivendo um regime fascista em que o Estado passa a ser o fim em si mesmo, isto é, o equipamento de manutenção de poder de todo este grupo petista e dos partidos satélites como o PSOL. É puro fascismo.

    Lew Rockwell: “O fascismo é o sistema de governo que carteliza o setor privado, planeja centralizadamente a economia subsidiando grandes empresários com boas conexões políticas, exalta o poder estatal como sendo a fonte de toda a ordem, nega direitos e liberdades fundamentais aos indivíduos e torna o poder executivo o senhor irrestrito da sociedade”.

    O próximo passo é domar totalmente a mídia e suprimir direitos e liberdades individuais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *