PT e Aecio Neves fazem festa: Haddad sobe 6 pontos percentuais e Serra cai 5

Carlos Newton

Pesquisa Datafolha divulgada quarta-feira pela TV Globo no Jornal Nacional mostra em São Paulo Celso Russomano (PRB) com 31% das intenções de voto – mesmo patamar do levantamento anterior -, seguido de José Serra (PSDB), com 22%, e Fernando Haddad, com 14% das intenções de voto. Em relação ao último levantamento, o tucano caiu 5 pontos percentuais; já Haddad subiu 6 pontos.

  “Confie em mim…”

E a rabeira também começa a se definir. A pesquisa mostra Gabriel Chalita (PMDB), com 7%; seguido de Soninha Francine (PPS), com 4%; Paulinho da Força (PDT), com 2% das intenções de voto; Carlos Giannazi (PSOL) e Ana Luiza (PSTU) têm 1% cada. Os demais candidatos não pontuaram. Brancos e nulos são 10%. Não sabem ou não opinaram somam 7% dos eleitores.

Em relação à rejeição, Serra lidera com 43%, seguido de Paulinho da Força (25%), Soninha (24%) e Haddad (21%). Russomanno tem 15% de rejeição.

O Datafolha ouviu 1.069 eleitores paulistanos entre os dias 28 e 29 deste mês. A margem de erro da pesquisa – registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o número 00582/2012 – é de três pontos, para cima ou para baixo.

###
VOX POPULI CONFIRMA

O Instituto Vox Populi também divulgou pesquisa, encomendada pela TV Bandeirantes, e o resultado é semelhante. O levantamento mostra os três primeiros candidatos com o mesmo percentual de votos da pesquisa Datafolha: Russomano lidera com 31%, seguido de Serra (22%), Haddad (14%), Chalita (5%), Soninha (4%) e Paulinho (2%). Os demais candidatos não pontuaram. Brancos e nulos somam 9%. Não sabem ou não opinaram são 13%.

O Vox Populi ouviu 1.200 eleitores entre os dias 25 e 27 deste mês. A margem de erro é de 2,8 pontos, para cima ou para baixo.

Resultado dessas pesquisas: festa no PT, que começa a sonhar com Fernando Haddad no segundo turno, e festa também no gabinete do senador Aécio Neves, que sonha em ver Serra derrotado em São Paulo, para sepultar de vez as esperanças de ser novamente candidato à Presidência. Paulo Maluf, que também apoia Haddad, acha que ainda é cedo para festejar

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *