Quem sou eu?, indaga poeticamente Pedro Bandeira

Resultado de imagem para pedro bandeira poeta

Bandeira mergulha na dúvida existencial de todo poeta

Paulo Peres
Site Poemas & Canções

O romancista e poeta paulista Pedro Bandeira de Luna Filho faz uma autodefinição existencial em seu poema “Quem Sou Eu?”.

QUEM SOU EU?
Pedro Bandeira

Eu às vezes não entendo!
As pessoas têm um jeito
De falar de todo mundo
Que não deve ser direito.

Aí eu fico pensando
Que isso não está bem.
As pessoas são quem são,
Ou são o que elas têm?

Eu queria que comigo
Fosse tudo diferente.
Se alguém pensasse em mim,
Soubesse que eu sou gente.

Falasse do que eu penso,
Lembrasse do que eu falo,
Pensasse no que eu faço
Soubesse por que me calo!

Porque eu não sou o que visto.
Eu sou do jeito que estou!
Não sou também o que eu tenho.
Eu sou mesmo quem eu sou!

3 thoughts on “Quem sou eu?, indaga poeticamente Pedro Bandeira

  1. Pedro Bandeira o escritor que ficou célebre e amado das crianças – adultos também o celebramos como ele merece.
    “Meus errinhos

    Está bem, eu confesso que errei.
    Eu errei, está bem, me dê zero!
    Me dê bronca, castigo, conselho.
    Mas eu tenho o direito de errar

  2. Sim, eu lembro do que certo poeta pensa,
    fala e faz.

    Só não sei por que motivo se cala.

    Sei também que ele é gente. Como diria o… o…
    aquele ator adorável que em uma novela antiiiga, vivia repetindo: “E eu não sei?”

    E talvez eu saiba por que razão ele se cala.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *