Quer gostem ou não do Lula, ele continua favorito…

Charge do Mariano, reprodução da Charge Online

Carlos Chagas

O PT vive seus piores dias, menos por haver  tornado públicas suas diferenças com Dilma Rousseff, mais porque foi para o espaço a proposta de antecipação das eleições presidenciais este ano. O partido perdeu a chance de retornar imediatamente ao poder, o que aconteceria se a candidatura do Lula emplacasse agora. Porque apesar do desgaste óbvio do ex-presidente, que até em réu se transformou, não adianta discutir com a notícia: candidato em eleições nacionais, o primeiro companheiro leva chance. Tanto faz se com eleições antecipadas ou em 2018.

Não é necessário ser partidário da candidatura do ex-torneiro-mecânico para reconhecer a evidência de sua pole-position. As elites fervem de raiva diante dessa previsão. Até porque o Lula cometeu uma série de desatinos, antes e em especial depois que deixou o palácio do Planalto. O primeiro foi ter escolhido Dilma Rousseff como sucessora. O segundo, de haver concordado com a reeleição de Madame, quando o lugar era dele.

Junte-se à ampla relação de erros o tal apartamento triplex, o sítio de Atibaia e as incestuosas relações do ex-presidente com empreiteiros e governos africanos. Tudo isso é reconhecido e tira votos do Lula, mas, mesmo assim, sua posição na corrida sucessória é privilegiada. Não junto às elites, quer dizer, a classe média alta, o empresariado, a grande mídia, os banqueiros e sucedâneos. Eles tem motivos para abominar o fundador do PT, como também possuem interesses escusos para elogiar o atual modelo econômico e social de Michel Temer e de quem vier a ser lançado na disputa  sucessória em nome dos privilégios do capital, contra as necessidades do trabalho.

Na realidade, sustentam a volta ao regime de Fernando Henrique e tantos outros antes dele. Não querem o Lula por medo de que, com todos os seus defeitos,  ele represente os excluídos e os trabalhadores, que são maioria.

Em suma, aceitando ou abominando esse diagnóstico, a realidade é essa, dela se beneficiando até o combalido PT. Tanto que o nome do Lula já começa  a percorrer os meandros e desvãos das preliminares do eterno embate entre a minoria privilegiada e a maioria  de novo excluída, mas que decide eleições. É isso aí, quer gostem ou não do Lula…

21 thoughts on “Quer gostem ou não do Lula, ele continua favorito…

  1. FUI NOVAMENTE ATÉ OUTRA REPORTAGEM DO ESTADÃO SOBRE A REBELIÃO NO RIO GRANDE DO NORTE, CUJA MATÉRIA REPRODUZO E TAMBÉM REPRODUZO OS COMENTÁRIOS QUE FIZ E AINDA ESTÃO LÁ PARA QUE TODOS PENSEM.

    Ataques prosseguem no Rio Grande do Norte mesmo após chegada do Exército

    Nas ruas de Natal. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, informou que, inicialmente, o reforço militar no patrulhamento estará disponível por 15 dias
    A chegada das Forças Armadas ao Rio Grande do Norte não foi suficiente para pôr fim à onda de ataques incendiários feitos por criminosos, que se espalha agora pelo interior. Ao menos sete atentados foram registrados entre a noite de quarta-feira e a madrugada desta quinta-feira, 4, tanto na capital, Natal, quanto em cidades do interior, que não tiveram o reforço dos militares. Ainda na capital, seguranças do secretário da Justiça, Wallber Virgolino, que cuida dos presídios, envolveram-se em um tiroteio.

    Segundo balanço da Secretaria da Segurança Pública, desde quinta-feira da semana passada, o Estado registrou 109 atentados: foram 63 incêndios, 31 tentativas de incêndio, sete disparos contra prédios públicos, quatro ataques com explosivos e quatro depredações, atingindo ao todo 38 cidades.

    Os ataques são uma represália de bandidos à instalação de bloqueadores de telefones celulares nos presídios do Estado. Nesta quinta, de acordo com a Secretaria da Cidadania e Justiça, detentos do Presídio de Parnamirim tentaram incendiar um desses equipamentos, colocando fogo a colchões empilhados próximos do muro onde estão os bloqueadores. A penitenciária é a única até agora a receber o aparelho.

    Ataques em Natal

    Trinta homens que participaram da rebelião foram interrogados por agentes carcerários. O motim começou na quarta e foi contido nesta quinta. “O que nos preocupa é se o alvo passar a ser a gente”, disse um funcionário.

    Na manhã desta quinta, os ônibus começaram a operar às 5h30 na capital, mas a frota continua reduzida. Até as 8h30, segundo o sindicato das empresas operadoras, 75% dos coletivos foram às ruas. A previsão era de que, na madrugada de hoje, coletivos saíssem das garagens escoltados pela Guarda Civil municipal.

    “Ninguém aguenta mais esses absurdos. Estou tendo um prejuízo enorme porque não tenho segurança para abrir minha padaria. Meus funcionários não conseguem chegar ao trabalho porque faltam ônibus. Meus clientes estão com medo de sair de casa”, disse a comerciante Dália Pinto, de 43 anos, que tem uma padaria no bairro de Ponta Negra, na zona sul de Natal.

    Até agora, cem pessoas foram presas acusadas de envolvimento nos ataques. Nesta quinta, terminaram de chegar ao Rio Grande do Norte os 1,3 mil homens do Exército e do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha enviados pelo governo federal para restabelecer a ordem.
    Outras cidades.

    No interior, foram registrados nesta quinta dois ataques em Mossoró, distante cerca de três horas de Natal. No primeiro caso, o alvo foi a Delegacia de Furtos e Roubos da cidade. Um carro parado no estacionamento do distrito foi encontrado em chamas, sem feridos. Durante a madrugada, segundo informações da Polícia Civil, quatro homens foram presos em um bairro vizinho, quando se preparavam para atear fogo a um posto de combustíveis.

    Em Lagoa Salgada, ao sul de Mossoró, os alvos foram dois quiosques do centro da cidade. Um homem foi preso e um adolescente, apreendido.

    Já em Governador Dix-Sept Rosado, cidade de apenas 12 mil habitantes no oeste do Estado, os alvos foram três ônibus escolares.
    Os ataques antecederam a solenidade de apresentação das tropas que vão patrulhar o Estado, feita na capital, com a participação do ministro da Defesa, Raul Jungmann, e do governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD).

    Jungmann afirmou que, em situações emergenciais que exigem o emprego de tropas em razão da quebra da ordem pública, há previsão constitucional para que tenham prazo determinado. “A princípio, o reforço ficará por 15 dias. Depois, faremos nova avaliação”, disse.
    O governador Faria pediu a Jungmann para que as tropas permaneçam mais tempo no Estado.

    Ele quer a ajuda federal pelo menos até que o programa de instalação de bloqueadores de celular nos presídios estaduais seja concluído, em um prazo que estima ser de dois meses.
    Inteligência. “Essa crise só será vencida a partir da produção de inteligência e conhecimento sobre o que está acontecendo”, disse o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Sergio Westphalen Etchegoyen, que também esteve em Natal nesta quinta.

    Além dos militares, homens da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) também dariam suporte aos policiais estaduais. “Os agentes estaduais e federais são mais do que suficientes para dar uma resposta”, disse. / COLABOROU MONICA BERNARDES, ESPECIAL PARA O ESTADO

    EDNEI FREITAS

    Cuidem-se Marias Antonietas. Dispam-se de suas arrogâncias e ganâncias por mais dinheiro lícito – que é um absurdo grande comparando com a renda do salário mínimo de R$ 850,00 que recebe o trabalhador, e ainda o dinheiro ilícito que entra em todas as portas de diversas autoridades. Vamos punir os parlamentares ladrões do Petrolão, Eletrolão, Refinarias em Pasadena com enorme prejuízo à Petrobrás , obras e mais obras super-faturadas, juros subsidiados do BNDES para Lula ganhar comissão da Odebrecht e outras empreiteiras com obras superfaturadas no Brasil e no exterior, estelionato eleitoral, obras superfaturadas e inacabadas (e não faltou dinheiro do BNDES) no Porto de Abreu e Lima, no Recife; e no Comperj , no Rio de Janeiro e ainda centenas de outros trambiques.

    Como é a direita que está no Poder, já que Lula, que nunca foi de esquerda e os crimes do PT confundiram para a população que acha que esquerda é isso que o PT fez, sigam o conselho do ex-governador mineiro Antônio Carlos : ” Vamos fazer a Revolução antes que o povo a faça”.

    EDNEI FREITAS

    As Marias Antonietas que tratem de mudar de conduta rapidamente, togadas ou engravatadas, pois como já está acontecendo no RN, até a presença do Exército está sendo inútil e não está contendo a rebelião. Quem são os criminosos ? Os que se revoltam contra a fome própria e de seus dependentes e atacam prédios públicos e queimam pneus ou aqueles que deixam um Renan Calheiros e centenas como eles, que roubaram muito dinheiro público sem julgamento, a perceber honorários altíssimos e a desfilar engravatados e com garbo nos tapetes do Congresso Nacional , protegidos pelos togados do STF ?

    É cômodo para os cínicos dizer que a rebelião no RN é coisa de traficantes, marginais, bandidos – e bota polícia, Exército , Força Nacional para reprimí-los. Mas como disse Chico Buarque (que perdeu a minha admiração pelo apoio que deu aos bandidos do PT) : “Como vai proibir, quando o galo insistir em cantar ?”. Lembram-se da Revolução iraniana, com os populares em massa tomando os fuzis dos soldados do Xá Rehza Pahlevi no meio da rua, enfrentaram desarmados mas com multidões o próprio Exército, que, ao final, passou para o lado do povo?

    EDNEI FREITAS

    O RN está avisando que o povo já não teme o Exército, a polícia e muito menos a Justiça, até porque a Justiça não é feita, com duas ou três dezenas de parlamentares denunciados no Petrolão e no Eletrolão, entre outros desfalques estão soltos, e o STF , ao contrário do Juiz Sérgio Moro, um herói nacional, ainda não condenou um único parlamentar , e não é por falta de denúncia do PGR muito menos por falta de provas abundantes e materiais. Em Minas Gerais, o STJ não consegue julgar e condenar o governador Fernando Pimentel, não obstante as provas de desvio de dinheiro público que pesam contra ele.

    Claro que o povo – e não os chamem de criminosos e traficantes, porque não o são – está começando, com o descrédito nos três poderes, a amotinar-se. Em breve, teremos palácios invadidos e autoridades togadas ou engravatadas severamente agredidas por populares, no que se chama justiça com as próprias mãos. Algo muito próximo do que aconteceu na Revolução Francesa.

    EDNEI FREITAS
    Acham mesmo as autoridades que uma revolta popular não só em Natal, mas que se estende a várias cidades do interior do RN , com violência , predações de prédios públicos, incêndios está acontecendo por ordem dos traficantes pés-de-chinelo que estão presos nos precários presídios do RN ? Se fossem traficantes como os do Rio de Janeiro, como acontece, estariam em prisões federais de segurança máxima. Alguém tem notícia de uma revolta popular no RJ por causa de bloqueio de celular nos presídios ? Claro que o motivo da revolta no RN não é esse, mas sim uma fúria popular pela fome de 13 milhões de desempregados que estão passando fome com suas famílias. Vejam que mesmo com o Exército atuando o movimento popular não arrefeceu.

    EDNEI FREITAS

    O RN não tem traficantes de drogas com a mesma magnitude e poder de organização do que o RJ. E as rebeliões que os traficantes presos comandam, até pela morte de algum membro importante do tráfico, duram no máximo dois dias, com portas de lojas fechadas e algum tiroteio com policiais, geralmente sem vítimas fatais . E o máximo que traficantes conseguem é tumultuar as vias de trânsito no espaço urbano do RJ e região metropolitana. já o RN sempre foi um Estado pacato e pacífico.

    • Tá delirando não, Paulo 2. É a pura verdade. Haverá um gigantesco Tsunami se o Lula for preso.O povão não vai se conformar que isto aconteça ao mais honesto dos homens. Concordo com o texto:
      “Lula cometeu uma série de desatinos, antes e em especial depois que deixou o palácio do Planalto. O primeiro foi ter escolhido Dilma Rousseff como sucessora. O segundo, de haver concordado com a reeleição de Madame, quando o lugar era dele.” Se arrependimento matasse ele seria um homem morto. Declaro que não sou petralha, nunca votei no Lula, o que não me impede de reconhecer que ele tem muitos adeptos, mais do que a gente imagina.

  2. Muito engraçado o jornalista dizer que a elite ferve de raiva por causa das pesquisas. Ora, ora! Parece que bebe! As elites é que sempre foram as grandes beneficiárias da roubalheira comandada pelo Lula. As elites querem o Lula de qualquer jeito. Que mané elite ferve de raiva o quê, sô! Lula não será candidato a nada. Estará preso ou exilado na Venezuela. Quem não quer esse criminoso somos nós, trabalhadores e empreendedores da classe média. E a pobreza começa a acordar. Quem ama o Lula é a elite.

  3. As elites fervem de raiva com a pole-position do lula na corrida presidencial? Isso para mim soa como piada. Atualmente a maior sustentação do lula vem das elites e de uma minoria ideológica que se vale da ignorância propiciada por uma enorme população em estado de miséria quase que absoluta; além disso, lula, ainda se vale da asquerosa representatividade política que atualmente existe como alternativa a ele.

  4. Cometeu erros? É um criminoso que roubou dos pobres, inclusive ao investir nosso dinheiro em paisecos onde a Odebrecht tinha interesses.
    Você, Carlos Chagas, está muito condescendente com este bandido.

    • Quer dizer que quando o médico faz o diagnostico e o prognóstico da doença ele está torcendo por ela? Por favor, né? Ele teve várias e amplas oportunidades de escancarar este tal viés petista quando o PT estava no poder, por que justamente agora com o partido já pelas tabelas ele iria defendê-lo?

  5. Lula ainda é forte. Mas não sabemos se é tão forte como as pesquizas dizem. O teste vai ser agora nas eleições para prefeito. Se Haddad for reeleito em São Paulo. Lula pode apoiar alguém em 2018 que chegará no segundo turno. Ele, Lula, não será candidato. Se o PT obrigá-lo a ser candidato será uma burrice amazônica. Lula candidato já deu o que tinha que dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *