Queremos conhecer as contribuições do ateísmo à Humanidade

Percival Puggina

É muito fácil ler Nietzsche. Bem mais difícil, ao que se vê, é entender o que ele escreveu. Afirmar que Deus não existe é o maior e mais exigente dogma que se possa conceber.

Em meu artigo, apenas contestei um texto em que Veríssimo não expôs suas próprias convicções, mas desrespeitou diretamente as atitudes religiosas de mais ou menos uns 6 bilhões de indivíduos – fé de muita gente simples e sem instrução e de muitos dos maiores gênios da humanidade. Mas claro, sempre pode aparecer algum sabichão que faça troça dos primeiros e tome os segundos por verdadeiras bestas, incapazes de descrer de Deus.

Estou à espera de que me apontem quais foram as grandes contribuições do ateísmo à cultura universal. As do cristianismo eu conheço bem.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *