Recibos de aluguel estavam “nos pertences de dona Marisa”, afirma o advogado

Resultado de imagem para cristiano zanin grava video

Advogado grava vídeos e exibe nas redes sociais

Deu no Correio Braziliense
(Agência Estado)

Em vídeo gravado e publicado em rede social, o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, relatou que houve procura, “nos pertences de Dona Marisa”, dos recibos de aluguel do apartamento 121, do edifício Hill House, em São Bernardo do Campo (SP). A defesa afirma “acreditar” que os comprovantes “expressam a verdade dos fatos, pois Dona Marisa sempre foi uma mulher íntegra e honesta”.

“Foram realizadas diligências por familiares e colaboradores do ex-presidente Lula nos pertences de Dona Marisa, que sempre foi a locadora do imóvel. Os recibos foram encontrados e da mesma forma que chegaram até nós, foram apresentados no processo. Acreditamos que esses recibos expressam a verdade dos fatos, pois Dona Marisa sempre foi uma mulher íntegra e honesta. Os recibos estão assinados pelo proprietário do imóvel e dão quitação dos alugueis até dezembro de 2015, gerando a presunção legal de que os alugueis foram devidamente pagos”, afirmou.

DATAS INEXISTENTES – Os comprovantes apresentados pela defesa de Lula referem-se ao período de agosto de 2011 a novembro de 2015. Duas notas têm datas que não existem no calendário: 31 de junho e 31 de novembro.

“Pequenos erros em dois dos 26 recibos apresentados não retiram a força probatória dos documentos até porque são justificáveis. No recibo de agosto de 2014, por exemplo, é feito referência à data de 31 de junho de 2014 quando claramente buscou-se fazer referência à data de 31 de julho de 2014. Basta verificar que existe outro recibo com referência ao pagamento do aluguel de junho de 2014”, afirmou o advogado.

“De qualquer forma, se houve qualquer dúvida ou questionamentos sobre esses recibos, que seja feita uma perícia, avaliando de quem é a assinatura, de quando os documentos foram feito, dentre outras coisas.”

GLAUCOS NEGA – A defesa do engenheiro Glaucos da Costamarques, dono do imóvel, afirma que os recibos relativos a 2015 foram assinados no mesmo dia, no Hospital Sírio-Libanês, em novembro daquele ano. Segundo a defesa de Glaucos, os comprovantes foram assinados de uma só vez pelo engenheiro durante o período em que ele estava internado no Hospital. Os recibos, afirma, foram levados pelo contador João Muniz Leite, a pedido do advogado Roberto Teixeira, compadre de Lula. A defesa de Glaucos avalia pedir ao Sírio-Libanês os registros de entrada de Roberto Teixeira e João Muniz Leite.

O apartamento 121, ocupado por Lula, é um dos alicerces da segunda denúncia do Ministério Público Federal, do Paraná, contra o petista. O imóvel teria sido adquirido pela empreiteira Odebrecht, por meio de Glaucos – suposto laranja do ex-presidente no negócio -, como forma de propina a Lula, réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

SEM PAGAMENTO – A Operação Lava-Jato afirma que não houve pagamento de aluguel entre fevereiro de 2011 e novembro de 2015. Na terça-feira, 26, Glaucos reafirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que é “verdadeiro” o depoimento que prestou ao juiz federal Sérgio Moro em 6 de setembro. Naquele dia, o engenheiro afirmou em interrogatório perante o juiz federal Sérgio Moro que não recebeu aluguéis pelo apartamento 121, mas que declarou à Receita que houve pagamento.

“Não recebi”, disse taxativamente.

Ao juiz Moro, o engenheiro afirmou que passou a receber o aluguel em 2015. “O Roberto Teixeira esteve lá no hospital me falando: ‘olha, nós vamos pagar. De hoje em diante, nós vamos pagar o aluguel pra você’. Começaram a pagar. Começaram a pagar com um depósito na conta que eu passei, depósito no Santander. Mas não identificado. Eu acho que eles depositavam naqueles envelopes e aquele envelope tem um limite pra depósito. Acho que eles faziam em três. Então, aparecia lá, era, vamos supor, três mil, vamos por, não lembro quanto era o aluguel naquela época, três mil e trezentos, vamos supor. Eles punham um envelope de dois, um de mil e outro de oitocentos”, narrou.

SEM EXPLICAÇÃO – O juiz da Lava-Jato questionou, no interrogatório, se Roberto Teixeira deu alguma explicação para começar a pagar.

“Eu não me recordo. Mas eu lembro que o José Carlos (Bumlai, pecuarista amigo de Lula) foi preso. Eu entrei no dia 22 de novembro no hospital. Dia 23 ele foi preso. Eu lembro da data por causa do hospital. E ele esteve lá no hospital no fim do mês de novembro”, contou.

A reportagem procurou o contador João Muniz Leite e a defesa de Roberto Teixeira, mas ainda não obteve retorno.

O advogado Cristiano Zanin Martins, defensor de Lula, declarou. “A responsabilidade sobre os documentos, e sobre a veracidade do que eles atestam, é da pessoa que os assinou. Não há questionamento sobre as assinaturas. A tentativa de transformar os recibos no foco principal da ação é uma clara demonstração de que nem o Ministério Público nem o juízo encontraram qualquer materialidade para sustentar as descabidas acusações formuladas contra Lula em relação aos contratos da Petrobras.”

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Já comentamos aqui na “Tribuna da Internet” que a situação de Lula é irreversível. Com um advogado despreparado e trapalhão como Cristiano Martins, Lula nem precisa se acusado, porque o próprio defensor se encarrega de arrumar provas contra ele. Antes, o ex-presidente era defendido por criminalistas de renome, como Nilo Batista e José Roberto Batochio. Agora, só restou Cristiano Zanin, genro do advogado Roberto Teixeira, que assessorava Lula nas operações de lavagem de dinheiro. Agora, Lula vai sofrer a segunda condenação e o compadre Teixeira lhe fará companhia, pois também é réu no mesmo processo. (C.N.)

20 thoughts on “Recibos de aluguel estavam “nos pertences de dona Marisa”, afirma o advogado

  1. INQUIRIÇÃO DE DIREITO

    Há milhares de advogados diplomados, que nunca vão exercer o seu
    mister, porque jamais passarão no provão da Organização dos
    Assaltantes Blindados. Salvo se receberem uma mãozinha, o que
    parece ser corriqueiro, nas entranhas da Horda.
    Diante das questões abaixo, a maioria dos rábulas e chicaneiros
    respondeu-me assim:

    1 – O que é Crime Putativo?
    R – É o crime cometido por mulheres do puteiro!
    2 – Quando se diz que um juiz é singular?
    R- Quando o nome do magistrado não termina em “S”. Tais como: Elias,
    Jonas, Jarbas, Aristóteles etc.
    3 – Quem é vítima de Abuso de Autoridade?
    R – Qualquer cidadão que atura chatices de um prefeito bebum!
    4 – O que é uma Vara de Família?
    R- É a “vara” do próprio pai responsável pelo lar!
    5 – Por que a Justiça é cega?
    R- Porque ele usa detector de dólares!
    6 – Por que a toga deve ser folgada?
    R – Por causa que, se ela fosse “justa”, não seria veste de juiz!
    7 – O que significa Quinto Constitucional?
    R- É a antessala do Quarto Escuro do Judiciário!
    8 – Além de juízes, uma Vara pode ser formada de quais outros elementos?
    R – De porcos!
    9 – Descreva um caso de Omissão de Socorro:
    R – Dona Socorro era muda; viu seu marido com outra mulher, e nada falou.
    10 – Tipifique uma situação de Patrocínio Infiel:
    R – O senhor Patrocínio traía sua esposa todos os dias!
    11 – Se você vai patrocinar uma causa, visando ao resgate de um SÍTIO
    avaliado em R$ 250.000,00. Sabendo-se que os seus honorários
    correspondem à QUINTA parte (20%) do valor da ação, quanto você
    receberá do cliente?
    R – O Sítio inteiro!
    12 – Por quê?
    R – QUINTA não é sinônimo de SÍTIO?
    13 – Quando se diz que um elemento é semi-imputável?
    R – Todo indivíduo corresponde à metade da mãe e à metade do pai. Como
    semi significa meio, banda, metade. Logo, semi-imputável é todo aquele
    que tem mãe PUTA.

  2. Não adianta tanto alarde com relação aos recibos, pois a acusação se refere a corrupção e ocultação de patrimônio com recursos da Odebrecht vindos de contratos com a Petrobrás.

    É até agora nada apareceu para comprovar a acusação.

    Muita fumaça e pouco fogo.

  3. Na fala de (Lula registrada em livro de autoria de Ali Kamel) de 19 de fevereiro de 2008, em Cachoeiro do Itapemirim, registrada no primeiro parágrafo da página 445 do livro (Dicionário Lula), Lula diz que Marisa é quem cuida do dinheiro do casal “desde 1975”. Essa é a verdade dos fatos. 

    https://goo.gl/27M5Xd

    • Caro Ignorante, a dona Marisa não tinha nem o cartão corporativo que sempre esteve com a Rose. Então, ela não cuidava de nada. Mas, todo o final de mês a dona Marisa, botava o vestido de chita, e ia ao banco retirar o dinheiro para pagar o aluguel. Depois, ia até a casa do amigo, executava o pagamento e pedia o recibo. Afinal, a dona Marisa não era a primeira dama e sim a secretária do presidente da república. Mas, lá por abril do próximo ano, ela ligava o computador e preenchia a declaração do imposto de renda onde colocava todos os pagamentos realizados. Então, bastaria que o idiota do advogado mostrasse as cópias das declarações de renda da dona Marisa, que ela sempre fazia com o maior cuidado e carinho. Afinal, a dona Marisa era muito organizada e tinha tudo sob controle inclusive os backup das declarações. Qualquer dúvida, era só pedir para SRF os programas para abrir as declarações antigas. Os recibos, não são necessários e não servem para nada. Se não foram declarados, então são falsos. Se foram declarados são desnecessários. Só um petista idiota ainda não entendeu.

  4. Os recibos de aluguel não dizem nada, apesar de flagrantemente falsos, engendrados.

    Conforme reza o texto desses documentos, os valores foram pagos em dinheiro, portanto, basta Moro pedir o extrato bancário de dª Marisa e verificar a retirada desse numerário na data mencionada ou um dia antes, se for o caso.

    Não existe o documento bancário?

    Então que solicite os extratos de Lula.

    Não constam as retiradas em dinheiro para esses pagamentos alegados tampouco no banco onde Lula tinha seu dinheiro?

    Resolvido:
    Recibos mais frios do que traseiro de pinguim!

  5. A defesa afirma “acreditar” que os comprovantes “expressam a verdade dos fatos, pois Dona Marisa sempre foi uma mulher íntegra e honesta”.
    Já o marido…..

  6. Desculpa previsível, a culpa é da finada esposa, “os recibos estavam nos pertences de Dna.Marisa”, asco, nojo, total repulsa de inomáveis criaturas, vale tudo para salvar o chefe, fico imaginando a resposta do juiz responsável.

  7. Não importa onde acharam os recibos e se tem erros. O importante é que foram assinados no mesmo dia e na mesma hora com datas anteriores e, isso é fácil de se comprovar. Segundo a declaração do Costamarques, de nunca ter visto a cor do dinheiro.

  8. Ontem, a Força Tarefa da Lava Jato concorreu ao prêmio “Allard Prize for Internacional Integrity”. Eu fui! Na recepção após o evento, conversei com vários advogados e estudantes canadenses da UBC. Uma senhora que trabalha na organização do evento me disse que recebeu uma quantidade enorme de mensagens repudiando a indicação da Lava Jato. Todos queriam saber a real importância da força tarefa para os brasileiros. O que mais me chamou a atenção foi a forma que a organização deu ao evento, mostrando claramente que temia protestos, mas não aconteceram. E o fato de ninguém acreditar nas cifras da corrupção no Brasil!
    http://www.allard.ubc.ca/news-events/ubc-law-news/allard-prize-international-integrity-finalist-car-wash-task-force

  9. Srª Teresa, realmente são cifras INACREDITÁVEIS.
    Imaginem quantas vidas poderiam ter sido SALVAS se tivésseros aplicado o dinheiro desviado, na saúde, estradas, aparelhamento e treinamento da polícia, em escolas e mais…
    Por isto estamos pedindo Intervenção Constitucional Militar urgentemente (pois já passou da hora).

  10. Favoreça a vida! Internem esse advogado retardado do molusco!

    Caso contrário, adubo….

    Que repugnante assistir ao sadismo do tudo por dinheiro….

    Imagine o trabalho desse idiota, conviver com um crápula e ter que fazer o papel de prova-lo um homem decente….
    Merda não cheira a lavanda, impossível….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *