Rede do PDT na internet pede que o partido avalie a filiação do ex-marido de Dilma

Carlos Newton

Em seu site na internet, a chamada Rede PDT propõe que a direção nacional do partido avalie se o ex-deputado estadual Carlos Araújo, ex-marido da presidente Dilma Rousseff, deve ou não se filiar à legenda trabalhista.

Carlos Araújo, ex-marido de Dilma

Enviado ao Blog da Tribuna pelo comentarista Mário Assis, trabalhista histórico e ex-secretário estadual de Administração no governo do PDT no Rio de Janeiro, o texto da Rede PDT destaca que a forma como Carlos Araújo está atravessando sua eventual refiliação ao PDT em Porto Alegre, por ostentar no currículo o título de “ex-marido da presidente Dilma Rousseff (PT)” deve provocar recursos para deliberação pelo Diretório Nacional do partido.

Isto porque é norma estatutária, colocada ainda sob a presidência de Leonel Brizola, de que filiações de projeção nacional como esta devem ser acolhidas ou não pela instância partidária superior. Quando o casal estava no PDT a ascendência política era outra, e ela era apresentada como “a mulher do Carlos Araújo”, mas agora, como os papéis inverteram, ele passou a ser apresentado como “o ex-marido da Dilma”.

Uma boa pauta para o Diretório Nacional analisar, caso a direção partidária não resolva o impasse, considerando a arrogância com a qual Araújo já se manifesta sobre problemas internos do PDT, diz a mensagem da Rede.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *