Reflexões sobre as diferenças entre as candidaturas de Ciro Gomes e Bolsonaro

Resultado de imagem para ciro gomes e bolsonaroFlávio José Bortolotto

Até agora, e é cedo ainda, os dois candidatos com mais chances de chegar ao segundo turno são Jair Bolsonaro, 63 anos (PSL), e Ciro Gomes, 60 anos (PDT). Vamos analisar as duas plataformas de governo.

Bolsonaro (63) é de centro-direita, viés liberal, a favor de reduzir o tamanho do Estado atual, tendendo para no futuro um Estado Mínimo, e dos dois principais motores de crescimento sustentado da economia, o investimento e as exportações, dá preferência as exportações, portanto, confia mais no mercado externo.

Ciro Gomes é de centro-esquerda, nacionalista-desenvolvimentista pragmático, a favor de reduzir muito pouco o tamanho do estado atual para um estado médio, e dos dois motores do crescimento sustentado da economia, dá preferência ao investimento, sem descuidar das exportações, portanto, confia mais no mercado interno.

IDEIAS DE BOLSONARO – Tem boas ideias no setor de direitos civis dos cidadãos, como permitir que, sem muita despesa e burocracia, os cidadãos possam ter uma arma de fogo dentro de casa, para defesa da família. É a favor de reduzir os Ministérios a apenas 15 e pretende indicar os principais ministros antes da eleição.

Seu conselheiro Econômico é Paulo Guedes, 68 anos, liberal laissez-faire, monetarista da Escola da Chicago, que será seu Ministro da Fazenda. É contra o uso do Estado como indutor da industrialização. Das 159 empresas estatais é a favor de vender 2/3 ficando só com as estratégicas Petrobras, Eletrobras etc. Mantém a Lei do Teto de Gastos Públicos por 20 anos com análise da situação aos 10 anos. É a favor da reforma da Previdência dialogada, começando pelo regime do funcionalismo público e idades mínimas 65/60 anos.

Confia em reduzir o déficit fiscal e criar superávit primário com o crescimento econômico, apenas “rodando a economia”. Quanto a Reforma Tributária, é a favor de ir reduzindo aos poucos os impostos mantendo a mesma proporção dos ricos, classe média e pobres, não alteraria atual taxação da renda e do consumo. É a favor da autonomia do Banco Central.

IDEIAS DE CIRO GOMES – Embora advogado e conmhecedor de Economia, ex-prefeito, ex-governador e ex-ministro várias vezes, tem como interlocutor o economista José Luis Oreiro, 55 anos, desenvolvimentista-industrializante, e simpatias com as ideias dos economistas nacionalistas Delfim Netto e Bresser-Perreira.

Junto com o ex-ministro Mangbeira Unger, é corretamente a favor do uso inteligente do Estado para induzir a industrialização. Das 159 empresas estatais, é a favor de vender 1/5 das não estratégicas. Defende a revisão da política de venda dos campos petrolíferos do Pré-Sal. É a favor de uma taxa de câmbio menos defasada +- US$ 1 = R$ 4, para ajudar a indústria e a agricultura. Defende a Lei do Teto de Gastos e uma reforma da Previdência dialogada.

TRIBUTAR A RENDA – Quanto à Reforma Tributária, é a favor de taxar mais os ricos, ou seja, tributar mais a renda e menos o consumo.

É a favor da autonomia do Banco Central, que deveria, ao fixar a taxa básica de juros Selic, levar em conta o combate a inflação e o desemprego.

Bem, com exceção da Reforma Tributária, tenho até agora, mais simpatia na parte econômica, com as ideias do candidato Ciro Gomes. Na parte de direitos civis, porém, tenho mais simpatia com as ideias do candidato Jair Bolsonaro.

25 thoughts on “Reflexões sobre as diferenças entre as candidaturas de Ciro Gomes e Bolsonaro

  1. Imprescindível a presença do mestre Bortolotto neste blog, em razão da sua tradução e informação sobre políticas econômicas e financeiras dos que pretendem ocupar o Planalto ano que vem.

    E acerta na mosca, a meu ver, quando registra que Ciro e Bolsonaro serão os dois postulantes no segundo turno, quando se definirá quem será o primeiro mandatário desta nação.

    Não creio que os demais candidatos tenham estofo suficiente para a campanha, que se mostra antecipadamente radical e que usará de todos os meios à vitória de quem for o opositor ao ex-militar.

    A partir do momento que seja o deputado o vencedor, e mediante a sua plataforma, tenho a impressão que a situação nacional começará a ser resolvida imediatamente;
    Caso for Ciro, haverá muitas dúvidas sobre como governará, e quais serão as suas medidas de impacto, principalmente no que diz respeito à corrupção e à violência.

    A verdade é que o Brasil precisa um choque de credibilidade do povo para com o governo, e não mais dúvidas sobre a presidência da República.

    Ciro, pelo seu passado, deixa de ter esta confiança, pois um político tradicional, comum, além de imprudente e ego doentio;
    Bolsonaro, pelo que se mostra, imprudente também em suas declarações, mas tem a seu favor ser contra este sistema que rouba e nos explora há tempos, e traz consigo a coragem de mudar o que está impregnado nos poderes, que impedem o nosso desenvolvimento e progresso individuais e coletivos (conclusão minha).

    Um abraço, mestre Bortolotto.
    Saúde e paz.

    • Bendl, com o Ciro arregimentando toda a esquerda, na volta dele e isto inclui o PT, PCdo B, PSOL e todos os outros nanicos vamos ter o maior retrocesso da história do Brasil. Não que o Bolsonaro signifique um avanço, mas vai ser difícil que todos aqueles que querem uma mudança, por mínima que ela seja, votem no Ciro no segundo turno. E, a agenda do Ciro é a coisa mais retrógrada que existe em termos de economia. Só falta ele propor a volta da Contribuição (imposto) Sindical.

      • Paulo2,

        Isto no caso de Ciro ir para o segundo turno!

        No primeiro turno será uma briga de foice no escuro, com os partidos de esquerda querendo vencer de qualquer jeito.

        Depois, evidente que haverá a radicalização, com a esquerda tentando se reunir e se aglutinar em torno de um candidato opositor ao Bolsonaro.

        Ora, se Bolsonaro propõe mudanças e combates à violência e à corrupção, e Ciro se mantém tradicional ou admite este sistema de uma cleptocracia permanente, pois nos comanda há mais de três décadas roubando e explorando o povo e país, a plataforma do candidato de esquerda será retrógrada, pois precisará manter o mesmo esquema, caso queira os votos de comunistas e socialistas.

        Em outras palavras:
        Com Ciro continuam os roubos e a violência;
        Com Bolsonaro, pelo menos o enfrentamento a esses dois temas de vital importância ao Brasil.

        Um forte abraço.
        Saúde e paz.

  2. Jair Bolsonaro, (21 de março de 1955, 63 anos)

    Começou na política em 01/01/1989, com 33 anos.Como vereador do Rio de Janeiro.

    Foi ou é Capitão reformado do Exercito Brasileiro?

    Qual motivo de ter saído ou reformado pelo exército brasileiro com 33 anos????

    Recebe como Capitão aposentado? Isso precisa ser esclarecido….

    Alguém pode informar?

    • Além de receber soldo de capitão reformado está a 8(oito) legislaturas na câmara federal e,até hoje,só apresentou 1(um ) projeto de lei,assim mesmo roubado do coronel Jarbas Passarinho,o mesmo que mandou “os escrúpulos às favas” quando assinou o AI-5.
      Boçalnaro é um político carreirista e aproveitador que vive há 32(trinta e dois) às custas do erário público.
      E as suas “idéias” não são dele e sim do liberal Paulo Guedes,já que,como disse o editor em uma NR,de um artigo escrito anteriormente, é um renomado idiota.

      • Amigo Darcy Leite

        Acho até que tens razão. Embora deputado não tenha de aprovar muitos projetos (só são aprovados para garantias e minorias ou por acordo entre eles), acho que ele é realmente despreparado e fraco.

        Nossos problemas vão muito alem das deficiências do Bolsonaro e aqui vão dois:
        – os demais candidatos também tem muito pouco a oferecer e alguns deles são ridículos;
        – um mundão de eleitores são desqualificados e irresponsáveis.

        Juntando os partidecos e as legislações cheias de buracos, temos um prato feito para a continuidade das desgraças nacionais.

        Abraço e saúde.
        Fallavena

        • Tem toda razão Fallavena mas o grande problema é que estão pintando o boçal como a maravilha das maravilhas e,como você muito bem disse,existe “um mundão de eleitores desqualificados e irresponsáveis” prontos par eleger um novo Collor de Melo para atormentar o país por mais um tempo.
          Vai ser difícil escolher alguém.
          Por enquanto ainda não tenho opção mas se me botarem uma arma na cabeça para escolher entre o boçal e Ciro,escolho este último por ser mais bem preparado apesar de ter a admiração pelo lula como enorme calcanhar de Aquiles.
          Mas se não botarem arma nenhuma ainda prefiro anular.
          abs

      • E quem ganha o imoral bônus de eficiência e produtividade dos auditores fiscais? Ganham também na aposentadoria? Mas eles fazem autuação mesmo aposentados? Ohhh

  3. Numa análise geopolítica Dilma Rousseff foi removida para a instauração de um modelo econômico ainda mais perverso do que rotulo como lulo-rentismo e vinha sendo praticado nos últimos tempos, caiu um programa que fora iniciado por Henrique Meirelles (recrutado do PSDBoston, que como lamentava Leonel Brizola nada tinha a ver com a aliança vitoriosa de 2002 nem com os altos interesses do país) sendo substituído por outro imposto coordenado pelo mesmo banqueiro (que Lula sugeria como ministro à presidente deposta). As reformas estruturais que Brizola e Ciro Gomes sustentavam e Lula negou responderiam a esta questão. E nosso país não seria direcionado ao caos que atualmente vivemos, nem passado por décadas de capitulações e cumplicidades. https://www.ocafezinho.com/2018/05/13/a-polemica-ciro-gomes-e-o-irracionalismo-na-politica/

  4. As corporações militares padecem, atualmente, de um profundo desmantelo nas suas estratificações hierárquicas.
    Outrora, quando a caxiagem era severa, um “cabo” jamais faria suas necessidades escatológicas em penicos. Pela simples razão de capitão não poder”ficar” debaixo de cabo. É que nalgumas regiões do Brasil, capitão é sinônimo de penico, e cabo equivale a recto.

    • Alguns civis hoje em dia carecem de conhecimentos sobre a estrutura militar.

      Em princípio, na caserna inexiste o penico, instrumento típico de pessoas cujas idades dificultam seus movimentos.

      Capitão tem a sua patente como oficial subalterno, assim como Segundo e Primeiro Tenente e Capitão, lógico.

      A tentativa escrachada e desrespeitosa com a hierarquia, evidencia-se explicitamente nesta situação do país, onde o parlamentar ladrão, o executivo desonesto e incompetente, mandam neste tipo de cidadão, e este obedece e lhes outorga mais poderes a cada eleição onde seus votos alimentam esta falsa democracia!

      Mentir deslavadamente, que é como imagina ser as organizações militares, depõe contra um mínimo de inteligência, apresentando um raciocínio deplorável e tendencioso, preconceituoso e infeliz.

      Curiosamente, o medo, a covardia, o receio, mesmo que anonimamente, impedem que as críticas necessárias sejam registradas contra quem evidentemente prejudica o pais e povo, os atuais poderes constituídos.

      Por agirem somente comandados por líderes elaborados pela mídia e pela ideologia retrógrada e genocida, a ordem é se voltar contra os militares, que obedecem cegamente, pois todos os que são contrários às organizações das FFAA são meros soldados, apenas reles comandados sem qualquer hierarquia e voz de comando!

      Quanto às regiões brasileiras, independente de suas peculiaridades, elas fazem parte do país, e conhecem as diferenças entre cabo e capitão.

      Quem os confunde é o tolo, onde capitão pode ser um troço ou parte de uma evacuação e, o cabo, da enxada ou de vassoura, utensílios que jamais os conhecerá porque inútil e desnecessário como ser humano!

  5. Não constrói, pelo contrário, nivela por baixo, os opositores dos candidatos que se manifestam ofendendo o eleitor daquele que não querem que vença.

    Uma pessoa comum, com seus defeitos e qualidades, dificilmente pode ser taxada de aberração, como igualmente não se pode chamar o Ciro de tresloucado.

    Ambos se identificam como imprudentes em suas declarações, mas as semelhanças param quando apresentam suas plataformas ou planos de governo.

    A discussão, a meu ver, não deveria se fixar nas razões pelas quais Ciro e Bolsonaro estão como candidatos ao Planalto, porém de não haver gente melhor para que pudéssemos escolher nesta situação brasileira que se apresenta como a mais grave da história!

    Ciro e Bolsonaro não são o que temos de ideal para ser presidente, longe disso, logo, as agressões contra eleitores de um ou do outro, simplesmente comprovam o baixíssimo nível dos postulantes a Brasília, que realçam de forma indiscutível que o povo tem a sua parcela de culpa a respeito dos candidatos atuais, medíocres e muito distantes de terem capacidade para resolver nossos problemas mais graves!

    No entanto, Bolsonaro leva vantagem pelo que diz que irá combater, enquanto Ciro se apresenta como aquele que sabe sobre qualquer tema, menos de ser eficiente e eficaz naquilo que mais o povo precisa urgentemente, que seria a diminuição, pelo menos, da corrupção e violência!

    Se a disposição de se votar nesta “aberração” como dizem de Bolsonaro, significa uma tristeza para o país, então que o Brasil chore de vez, mas de alegria, após a violência e a corrupção terem diminuído porque Bolsonaro cumpriu com a sua promessa.

    E, se por acaso, Ciro ou outro candidato vencer, então que Deus nos ajude, e que ainda exista esta nação depois dos quatro anos desta presidência, haja vista que a tradição, o sistema operacional da cleptocracia instalada, jamais admitirá que se combata exatamente os meios onde a esquerda, os comunistas e socialistas, se comprazem, a corrupção e os discursos demagógicos contra a violência, pois a cada ano esta aumenta seus índices de vidas ceifadas inexplicável e injustamente!

    Ciro em 2018 será ótimo para a política, péssimo para o povo e Brasil!

  6. Quero agradecer de coração a TODOS os Comentaristas que me honraram com Comentários.

    Aos que já se pronunciaram, bem como os que o farão depois. Em especial destaco o Sr. FRANCISCO BENDL que estava sumido e felizmente voltou ao Tribuna da Internet onLine
    sem transtornos, como deve ser, entre Pessoas Civilizadas. Cada um pode ter as suas ideias e Ninguém é Dono da Verdade sozinho.

    A nosso ver, entre os dois Candidatos analisados, o de Centro-Esquerda Sr. CIRO GOMES (60) PDT Base Aliada, e o de Centro-Direita Sr. JAIR BOLSONARO (63) PSL Base Aliada, há boas diferenças.

    No Campo Econômico, o Sr. CIRO GOMES é mais Desenvolvimentista e NACIONALISTA, dando prioridade ao Mercado Interno, o que equivale a valorizar o Salário Médio e o Mínimo. Quanto mais Massa Salarial, mais Mercado Interno teremos, não descurando entretanto das Exportações. Anda “namorando para Vice-Presidente” com o
    Mega-Empresário Sr. BENJAMIN STEINBRUCK Grupos CSN e Vicunha, excelente Candidato.
    Isso é muito bom porque nenhum País saiu do Su-Desenvolvimento sem o predomínio de uma Burguesia Industrial-Comercial NACIONAL. Nós só não gostamos é do Ante-Projeto de Reforma Tributária do Sr. CIRO GOMES.

    Já o Sr. JAIR BOLSONARO tem melhor Programa de Defesa dos Direitos Civis do Cidadão e “namora para Vice-Presidente” com o Senador MAGNO MALTA PRB, também um Candidato que soma.

    Vamos aguardar, talvez surja um Candidato de CENTRO que tenha um Programa que some o melhor dos dois. Quer seja Nacional-Desenvolvimentista e que defenda melhor ainda os Direitos Civis dos Cidadãos. Vamos aguardar.

    Lembremos de pagar pequena Mensalidade de R$ 20 para ajudar a manter o “Tribuna da Internet onLine”, se não nosso Editor/Moderador “morre de magro”. Desafio os Srs Leitores(as) a fazer pagamento em MASSA.

    CEF- Lotéricas

    Ag. 0211……………CC. 323-4

    Banco ITAÚ

    Ag. 6136…………..CC.12318-6

    Muito Obrigado.

  7. Sinceramente, a mim pouco ou nada importa as propostas dos candidatos. Foram as dos antecessores que jogaram o país na atual situação. O próximo só será diferentes se, e aqui o se é tudo, tivermos um projeto de nação construído pela sociedade. Ridículo? Pode ser, mas é o teste que nunca fizemos.

    Lamento, mas nenhum deles sabe o que é isto e, se sabe, também sabe que não o levará a lugar algum.

    Explico. Quando arriscou-se com as propostas dos anteriores, a maioria espera que desse certo. Não deu e não dará. Em quatro anos não é possível fixar bases suficientemente forte para sobreviverem ao próximo mandato de outro, talvez da oposição. Vivemos em um faz e desmancha; inicia e não termina; trocam-se as pessoas nos comandos e cada um muda o que quer, ao seu bel prazer.

    Precisamos de um projeto de nação e não de governos, de partidos, de grupos ou grupinhos.

    Pergunto: como resolver o problema da segurança, da saúde, do ensino sem diretrizes e normas para, no mínimo, os próximos 20 anos?

    Vejam o caso da escola. Alguns dirão que, para a “educação”, já temos planos nacionais – não cumpridos, mas ficam mexendo nas verbas, nas legislações. História, pura historinha da carochinha!

    Em primeiríssimo lugar, nem sabem do que estão falando. De novo: ensino não é educação. Não conseguem, não querem entender ou mascaram para benefício próprio.

    Quanto aos “projetinhos e as verbinhas” não funcionam e não funcionarão. É tudo faz e conta! E quase tudo é assim.

    Desta forma, como é possível acreditar que um idiota, um maluco, ou mesmo um bem intencionado pode se comprometer com seus projetos (e quer que a gente acredite) quando não terá apoio para aplica-los. Terá de comprar votos? Mais um governo de compra-compra? Distribuição de esmolas? Com os partidos que temos atualmente, isto será possível? E como se posicionará a grande sociedade civil desorganizada?

    Se juntarmos todos os candidatos atuais, talvez, com muita sorte, possamos montar/fabricar “unzinho”!

    Respeitando aqueles que acham que é preciso malhar em ferro frio, quebrar pedra com a cabeça ou dar nó em pingo de água, estou parando de comentar candidatos e propostas indecentes. É muita enganação.

    Estamos perdendo tempo, energias e, em breve, a paciência. Confesso que a minha, por mais que já tenha tido, não sei mais quanta ainda resta e por onde andará!

    Fallavena

  8. Bem, já falei que tenho minhas restrições ao Ciro Gomes, não pela sua capacidade de expressar, falar e colocar seus pensamentos, mas sim, por vezes ser grosseiro. Intelectualmente está muito acima dos demais pretendentes ao maior cargo do Brasil

    Quero crê que uma pessoa que foi prefeito, governador, duas vezes ministro de Estado, tem capacidade de assumir à presidência com boas possibilidades de governar com segurança o nosso Brasil.

    Quanto ao Álvaro Dias, que era meu candidato preferido, me decepcionou ao assistir uma entrevista dele no canal da Band.Foi uma entrevista sem pé e sem cabeça.

    Portanto, de momento, penso digitar o número 14 na urna eletrônica, que dizem ser fraudáveis.

  9. A prevalecer o entendimento que veiculo no link, ao contrário do que deseja o PT, a candidatura de Lula poderá ser indeferida no ato de seu registro. “Eu não vou falar de nomes aqui. Todas as pessoas que têm certidão positiva criminal, ou por improbidade administrativa ou a depender do crime, da condenação, seja ela quem for, está inelegível pela lei. Não sou eu quem está dizendo, é a lei que diz”, declarou o ministro Admar Gonzaga. http://www.tribunadainternet.com.br/tse-pode-negar-registro-a-candidatura-de-lula-mesmo-sem-haver-questionamento/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *