Relator Samuel Moreira salvou assalariados de sofrerem violentos cortes de seus direitos

Imagem relacionada

Moreira esvaziou o saco de maldades criado por Paulo Guedes

Pedro do Coutto

Reportagem de William Castanho, Folha de So Paulo de segunda-feira, revela que o deputado Samuel Moreira, relator da reforma da Previdncia, salvou os assalariados, cerca de 100 milhes de homens e mulheres, de terem sidos atingidos em seus direitos. Isso porque o projeto original de Paulo Guedes que o presidente Bolsonaro enviou a Cmara, entre outras coisas, acabava com a indenizao de 40% sobre os saldos do FGTS, matria que o relator considerou no integrante do tema.

O projeto foi elaborado pelo ministro Paulo Guedes e, no que se refere ao Fundo de Garantia, aconteceu o seguinte: em uma entrevista a Miriam Leito, GloboNews de 17 de abril, Paulo Guedes concordou com a entrevistadora de que a matria no se ajustava Previdncia Social. E acrescentou que a incluso do dispositivo foi feita por Rogrio Marinho, Secretrio de Previdncia e Trabalho do Ministrio da Economia. No entanto, digo eu, isso no o livra da responsabilidade j que foi ele quem entregou o projeto para Bolsonaro.

PONTOS RETIRADOS – Eis aqui alguns oitos pontos que o relatrio Samuel Moreira retirou da proposio original. Um desses pontos considerava como prerrogativa exclusiva do Poder Executivo apresentar qualquer projeto no campo previdencirio. Outro descentralizava de Braslia as aes que fossem ajuizadas contra o INSS. Teria que haver uma redistribuio incrvel. Em mais uma escala o projeto afirmava a mudana do limite de idade para as aposentadorias dos Ministros do Supremo ficaria na esfera dos projetos de lei. Atualmente de 75 anos. No se sabe ao certo se a iniciativa para mais ou para menos.

A proposio inicial do Planalto determinava que para qualquer concesso de benefcios previdencirios, atendimentos de sade, assistncia social tinham de apresentar quais as fontes de recursos que poderiam convergir para sua colocao em prtica. Este dispositivo, juntamente com a iseno das empresas e sua contribuio ao INSS, simplesmente explodiria a prpria Previdncia Social.

PREVIDNCIA PRIVADA – Com as ameaas de restrio de direitos, era de pensar que aumentariam muito as adeses a Previdncia Privada, operada mais intensamente pelo Ita e Bradesco. Entretanto, matria de Renato Jakitas e Talita Nascimento, destaca que permaneceu na escala de 13,5 milhes de pessoas os investimentos em tais fundos.

Esse total corresponde a 6,5% da mo de obra ativa brasileira. O total da captao, muito alto, permaneceu em 873,1 bilhes de reais. Procurados pela reportagem, especialistas atriburam o fenmeno a uma impossibilidade de tal poupana avanar mais de onde ela se encontra hoje.

7 thoughts on “Relator Samuel Moreira salvou assalariados de sofrerem violentos cortes de seus direitos

  1. O grande e experiente Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO com razo parabeniza o Congresso na Pessoa do Dep Fed SAMUEL MOREIRA, (56) PSDB-SP Relator da Reforma da Previdncia, por ter preservado a maioria dos Direitos Previdencirios dos Assalariados. Concordamos plenamente com o grande Jornalista.

    Para voltar o crescimento Econmico forte, as Empresas necessitam ter em muito aumentada a sua LUCRATIVIDADE, que anda muito baixa e em muitos casos Negativa.
    Com a LUCRATIVIDADE aumentando, as Empresas iro Empregar.

    De uma maneira geral o maior Custo de uma Empresa a Mo de Obra ( Salrios e Encargos Sociais). O Ministro da Fazenda Dr. PAULO GUEDES buscou reduzir os Encargos Sociais zerando a Contribuio de 20% sobre o total da Folha de Pagamentos em troca de um Imposto sobre o Faturamento ou Movimentao Financeira, o que favoreceria as Indstrias de Mo do Obra intensivas ( Construo Civil, Caladista, Tecelagem, Processamento de Carnes, etc.). A ideia na Teoria boa, mas na prtica deixa muitas INCERTEZAS. Melhor deixar isso como est e reduzir Custos em outras reas.

    Exemplo:
    1- Reduo dos Juros Comerciais de nossa Rede Bancria via expanso da Moeda e principalmente do CRDITO.
    2- Simplificao TRIBUTRIA e uniformizao em todo Territrio Nacional.
    3- Para as Micro e Pequenas Empresas fixar um Teto Tributrio acima do qual essas Empesas ficassem ISENTAS de Impostos para incentiv-las a PRODUZIR mais. O ideal seria se isso fosse estendido para Todas, pois Todas quereriam atuar alto para atingir a faixa de ISENO, etc.

    Uma coisa certa: necessrio aumentar a PRODUTIVIDADE do Trabalhador Brasileiro e aumentar a LUCRATIVIDADE da EMPRESA BRASILEIRA. Isso possvel.
    O negcio achar a maneira mais eficiente de fazer isso.

  2. Quando um sapateiro conserta um sapato ou um pedreiro faz um muro, eles so pagos pelo trabalho contratado. No entanto, quando um poltico extremamente bem pago para o que vale e cheio de mordomias faz alguma coisa de bom festejado e endeuzado. Isso complexo de pobre, de povo sem conscincia da sua cidadania.
    Dever cumprido obrigao.

  3. A verdade nua e crua de hoje que o povo brasileiro est cercado de governantes incompetentes, mal intencionados, politiqueiros baratos, corruptos, ladres e inteis!
    Afirmo com plena convico que esta chaga nacional vai do federal ao municipal, sem tirar nem pr!!!

    Nossos governantes se tornaram exploradores e manipuladores profissionais, e se interessam apenas em descobrir meios para se locupletarem e como escapar da Justia, se flagrados em crimes.

    Mediante o apoio do STF escancaradamente, que protege bandidos porque alguns de seus ministros no agem corretamente, o Brasil se tornou um paraso para criminosos os mais variados e exticos, e um inferno para o trabalhador e pequenos negcios!

    Neste mar de bizarrices, de omisses, de atitudes impensadas, nesta falta total de criatividade, nesta irresponsabilidade explcita dos Trs Poderes, indistintamente, claro que a crise diria, dilacerando o cidado e roubando at mesmo a esperana, antes a nica expectativa do brasileiro, agora nem mais poderemos alimentar essa possibilidade de melhorar nossas condies de sobrevivncia!

    Confesso que no suporto mais ver creditado ao povo, ao funcionalismo pblico do Executivo, e me reporto aos policiais, professores, agentes de sade e penitencirios, que deveremos apertar os cintos, que no h dinheiro, que estamos falidos, que no temos mais como nos desenvolver, na razo inversamente proporcional aos ganhos do Legislativo e Judicirio, incluindo suas aposentadorias especiais, mordomias, regalias, auxlios indecentes, imorais e ilegais, viagens internacionais e nacionais, alimentao em nvel de mil e uma noites, indenizaes pessoais at mesmo para estacionamento em shoppings e aquisio de celulares!!!

    Logo, me pergunto por que a crise, o caos instalado no Pas, refere-se to somente ao povo, populao, principalmente ao pobre e miservel??!!

    So Paulo perdeu em dez anos uma quantidade incalculvel de empresas, desde indstrias at comrcio; servios, e perda de trabalhadores que haviam se refugiado do desemprego na economia informal.
    Os governantes esto preocupados com esta situao??!!
    Evidente que sequer pensam na forma como sobrevivemos, quanto mais lanarem mos de medidas que amenizassem o desespero de milhes de seres humanos desta republiqueta!

    Desta forma, bato na mesma tecla repetidamente:
    Por que, meu Deus, os governantes no transformam esta nao em um parque de obras, e coloquem para trabalhar esse contingente maior do que a populao de muitos pases, que esto desempregados??!!
    Por que no elaboram licitaes, onde o vencedor receber o seu investimento atravs de cobrana de pedgios ou exploraes por meio de fretes ou uso da sua construo por trinta, quarenta anos??!!
    Por que no se rasga o Brasil em ferrovias, rodovias, tneis, elevadas, pontes, escolas, hospitais??!!
    POR QUE, POR QUE, POR QUE no so liberados os cassinos, que empregam milhares de pessoas nas suas mais variadas profisses e empreendimentos??!!

    No estou decepcionado ou frustrado com esses governos que temos tido a infelicidade de eleger, no.
    Na verdade, encontro-me com muita raiva, muita vontade de sair lutando para tirar do poder essa podrido, que nos acompanha h dcadas!

    Basta de pagar pelos erros dos criminosos, e remunerar com salrios multimilionrios esses corruptos e ladres!

  4. A arte de ludibriar, ser que tais maldades estavam ali para serem impostas realmente? ou eram s gordura que deveria ser cortada mesmo? e o governo batendo o p aqui no se esculta o barulho l.
    Ser que em 27 anos de congresso o Bolsonaro to burro que no aprendeu nada, ou est se fazendo de morto pra comer o .. u do coveiro.
    Aguardemos os prximos captulos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.