Renan derrota Temer, continua líder do PMDB e ironiza a demissão de Serraglio

Resultado de imagem para renan calheiros charges

Charge do Clayton (Charge Online)

Deu na Agência Brasil

A bancada do PMDB no Senado decidiu nesta terça-feira (30) manter Renan Calheiros  (AL) como líder do partido na Casa. Após quase três horas de reunião, o senador Raimundo Lira (PB) disse que houve um acordo para que os vice-líderes do partido façam a defesa das propostas do governo quando Renan tiver opinião contrária.

“Houve um consenso para que o Renan se manifeste em nome dele e, em seguida, os vice-líderes se manifestem”. disse Lira. De acordo com o senador, “continua tudo como está”. Aliado de Renan, o senador Hélio José (DF) disse que o colega alagoano vai entender a decisão da parte majoritária da bancada. “A única divergência que a gente teve foi na discussão das reformas, que alguns têm posição A e outros têm posição B, uns que apoiam e outros que não apoiam. Mas a maioria apoia”, disse após o encontro.

Nas últimas semanas, em diversos momentos, Renan fez duras críticas ao projeto da reforma trabalhista, que tramita no Senado, e a decisões tomadas pelo Palácio do Planalto. A postura provocou mal-estar na bancada. Na semana passada, em discurso no plenário, o senador chegou a dizer que a Casa não poderia aprovar uma reforma que “ferra” com o povo. Em seguida, o presidente do PMDB e líder do governo no Senado, Romero Jucá (RR), rebateu Renan e disse que todas as críticas dali em diante seriam “respondidas fortemente”.

###
MAIOR DEMONSTRAÇÃO DE BOM SENSO
Fernanda Krakovics
O Globo

Horas antes de reunião da bancada do PMDB marcada para discutir seu afastamento da liderança, o senador Renan Calheiros (AL) afirmou, na manhã desta terça-feira, que seu maior gesto de boa vontade com o governo Michel Temer foi não ter comentado a indicação de Osmar Serraglio para o Ministério da Transparência. “A maior demonstração do meu bom senso e do gesto que tive ontem com o governo foi não comentar a nomeação do Osmar Serraglio para o Ministério da Transparência. Ao não comentar essa nomeação, eu tive um gesto importante nessa relação com o governo neste momento complicado” — disse Renan, que era crítico a Serraglio no Ministério da Justiça.

O líder do PMDB disse ainda que não há como prever se Temer conseguirá permanecer no governo: “Não temos dados para fazer projeção, o processo político nunca é previsível. O momento é de ciscar para dentro, construir caminhos, melhorar a política econômica, retomar o investimento”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGTemer se reuniu com quase toda a bancada e exigiu que Renan fosse retirado da liderança do PMDB. Mas não foi atendido, o que demonstra claramente a derrocada do presidente. Em breve, será esnobado até pelos garçons do Planalto, porque ninguém respeita perdedor.  Na longa reunião da bancada, Renan não somente foi mantido, como também ganhou o direito de fazer o que bem entender. (C.N.)

One thought on “Renan derrota Temer, continua líder do PMDB e ironiza a demissão de Serraglio

  1. Se o STF cumprisse o seu dever eficientemente, esse prepotente corrupto estaria preso. Mas o STF é o que é e dele a gente não espera nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *