Renato Duque é novamente denunciado, desta vez por fraudes vultosas

Duque foi condenado em sete ações penais da Lava Jato

Deu no G1

A força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba denunciou o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e o empresário Luis Alfeu Alves de Mendonça por corrupção e lavagem de dinheiro em contratos da estatal com a empresa Multitek Engenharia. A denúncia, que é de 3 de julho, foi divulgada nesta segunda-feira. dia 13.

Conforme o Ministério Público Federal (MPF), em dois anos, o esquema envolveu a promessa de mais de R$ 5,6 milhões em propina e fraudou contratos que totalizaram R$ 525,7 milhões. Foram encontradas 16 transferências, relacionadas a três contratos, que somaram mais de R$ 3,7 milhões em propina, segundo a denúncia.

SETE AÇÕES – O ex-diretor de Serviços da Petrobras deixou a prisão em março depois de cinco anos. Ele passou a ser monitorado por tornozeleira eletrônica. Duque foi condenado em sete ações penais da Operação Lava Jato, e as penas de Duque somam 124 anos e sete meses de prisão.

De acordo com a denúncia, entre 2011 e 2012, o empresário Luis Alfeu pagou valores indevidos a Duque em troca de obtenção de vantagens em três contratos – e respectivos aditivos – com a Petrobras. O ex-diretor da estatal usou o cargo para favorecer em empresa Multitek, segundo o MPF.

A denúncia aponta que os dois contaram com os irmãos Milton Pascowicht e José Adolfo Pascowicht, que fecharam acordo de delação premiada, para fazer contratos ideologicamente falsos, compras de obras de arte e custeio de reformas imobiliárias.

COMPERJ – Um contrato estava relacionado com obras de construção civil do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) e os outros dois eram para em uma unidade industrial e montagem de laboratório em Macaé (RJ).

O MPF pediu que seja decretado a perda dos produtos dos crimes ou de quantia equivalente a R$ 3,7 milhões. A força-tarefa também solicitou a condenação por danos morais que ambos causaram à população, não inferior aos R$ 3,7 milhões.

Segundo a Lava Jato, Duque tinha uma escultura avaliada em mais de R$ 220 mil, do artista Franz Krajcberg. A escultura foi paga por uma das empresas usadas no suposto esquema para o leiloeiro da obra, informou o MPF.

5 thoughts on “Renato Duque é novamente denunciado, desta vez por fraudes vultosas

  1. Carlos Marchi (via Facebook)

    Ninguém engana mais ninguém.
    O “governo” fabrica mais uma crise, das muitas que criou e cevou para encobrir sua própria falência.
    É óbvio que a fala de Gilmar Mendes pretendia proteger a instituição forças armadas, não insulta-la ou ataca-la.
    É óbvio que ele não disse que as forças armadas haviam se associado a um genocídio; ele disse “estão se associando”.
    Estarão se associando SE SE MANTIVEREM no comando do Ministério da Saúde sem entenderem nada de saúde.
    É um genocídio? Sem dúvida. Desde que Cabral chegou aqui, nenhuma ocasião, nenhum fenômeno matou tantos brasileiros em sequência.
    A Guerra da Tríplice Aliança matou em torno de 50 mil brasileiros – a maioria por cólera, não pela guerra em si.
    Então, a pandemia de Covid-19 é o maior genocídio da História do Brasil.
    Em vez de enfrentar a pandemia com cientistas e médicos, o “governo” dá um abraço de afogado nas forças armadas.
    E fabrica crises artificiais para encobrir o seu rotundo e trágico fracasso.
    A esta altura, ninguém mais se engana com essa malandragem. Só os bobos.

  2. Diretores com dezenas e centenas de milhões desviados para contas em seus nomes e compra de bens de luxo, e quem é perseguido pelo carrasco Moro, em nome da direitalha, é o Lula, que tinha um muquifo no Guarujá, a fim de tirá-lo da disputa.
    O Brasil não vai perdoar a Globo.

    • Bem ilógico aquele que foi pintado como “chefe da organização criminosa” pelo fanático autor do PowerPoint, possuir, no caso, o apartamento 141 no Edifício Navia, uma unidade padrão, com três dormitórios (um com banheiro) e área privativa de 82,5 metros quadrados”, ou mesmo “uma cobertura no mesmo prédio” que muito distante de ser luxuoso de alto padrão daquelas mansões e coberturas dos diretores, estes, sim, condenados e que desviaram milhões – como se vê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *