Resistência a tomar vacina demonstra falta de respeito e de amor ao próximo

Brasil inicia neste mês testes com vacina contra covid-19 – Portal Política  Distrital - Notícias sobre Política e Saúde do DF

A vacinação universal garante a todos o direito à vida

Ednei Dutra de Freitas

Há comentaristas aqui na Tribuna que defendem irracionalmente qualquer atitude ou afirmação do presidente Jair Bolsona. A paixão e o radicalismo são tamanhos que aceitam qualquer coisa que venha do eixo Planalto-Alvorada. Agora, por exemplo, estão defendendo a liberdade do cidadão de não tomar vacina, isto é, é liberdade do cidadão não levar seus filhos a tomar vacina contra a poliomielite (paralisia infantil), contra o sarampo, contra a rubéola, contra a gripe H1N1 que é oferecida a cada ano à população, bem como os adultos não se vacinarem contra a febre amarela, e agora contra o coronavírus.

Na forma da lei, ninguém é obrigado pelo governo ou por quem quer que seja a tomar qualquer tipo de vacina, nem os pais de crianças pequenas são obrigados por ninguém a levar seus filhos desde o nascimento e na vida infantil a tomar qualquer dessas vacinas.

DIREITO À VIDA – Os pais levam as crianças para tomar vacinas porque prezam pela saúde de seus filhos e eles mesmos se vacinam (os solteiros adultos também) porque não querem contrair doenças graves e mortais.

Só espero que os defensores da não-vacina não tenham e nunca venham a ter filhos, porque estes correriam risco de vocês exercerem por eles a “liberdade” que pregam, e os colocarão, sem necessidade, em perigo de morte precoce.

Quanto a vocês, têm toda a liberdade para não tomar a vacina contra a Covid-19, quando estiver disponível. Mas se fizer isso, tranque-se definitivamente em casa, e não entre em contato físico com mais ninguém, porque você não tem direito nem muito menos liberdade de infectar o próximo com uma virose mortal. Fique em casa até morrer sozinho, exercendo seu “direito”, que  acaba quando você contamina de morte o seu próximo.

8 thoughts on “Resistência a tomar vacina demonstra falta de respeito e de amor ao próximo

  1. E ao distante também! Pois, se é que a Covid-19 veio da China, pense só na lonjura de lá para cá!
    Nos meus tempos de criança vi muito agentes epidemiológicos, da antiga SUCAM, levarem tapa de moradores, os quais relutavam em terem suas casas borrifadas por veneno.
    E olhem que essa época fake news corria de boca a boca, à velocidade do bafo; ora as notícias voam tão céleres quanto a luz.
    Na internet já corre muitas falácias ou verdades acerca dessa vacina que sequer foi encapsulada.
    Um dos fármacos que merece um estudo mais acurado, para disciplinar ou extinguir o seu uso, é o tal corticoide. Tenho um primo farmacêutico experiente, e ele me falava que o corticoide chegou para ampliar, exponencialmente, os ganhos da farmácia e medicina: “Não cura nada, só alivia, por isso tem o poder de transformar o paciente em um eterno dependente de um paliativo”. Segundo o meu parente, enquanto o indivíduo vai usando o aludido medicamento, outras desgraças patológicas vão germinando no organismo do coitado. Quando sei que uma pessoa faz uso de corticoide, eu logo lhe pergunto: O que você não sentia antes de tomar esse remédio, e agora sente? Quase sempre, segue-se uma cascata muito comum a todos: “Gastrite ou úlcera, hipertensão, aumento do peso corporal…….

  2. Certa vez eu conheci – na cidade de Itararé, interior de São Paulo – um sujeito que deixou de levar o seu filho para tomar a vacina contra a paralisia infantil, décadas atrás, por um motivo muito banal.

    E a criança acabou contraindo a poliomelite, mudando COMPLETAMENTE a vida dessa família, pois ela infelizmente desenvolveu paralisia.

    Vocês não têm ideia do quanto esse pai se culpava por não ter levado o seu filho para tomar as gotinhas protetoras!

    O Brasil desenvolveu um fantástico programa de vacinações, durante décadas, sendo por isso reconhecido e elogiado no mundo inteiro.

    Ao se investir em vacinas, grandes fortunas são economizadas com complexos tratamentos médicos que não serão mais necessários.

    Mas agora veio o ignorante e psicopata presidente da república polemizar sobre um assunto tão importante e vital, envergonhando ainda mais o nosso país perante o mundo!

    Afinal o Brasil não obriga a ninguém para que tome vacinas. Porém pessoas inteligentes e conscientes, ao contrário daquele sujeito que conheci, dificilmente faltam às vacinações.

  3. Prezado Ednei,
    No caso específico do coronavírus a lei 13.979, de 6 de fevereiro deste ano, no seu artigo 3º permite tornar obrigatória a vacinação.
    Esperemos que os gestores locais da saúde tomem isso a peito.
    Independentemente disso, é um absurdo que sabendo-se perfeitamente do perigo desta e de diversas outras doenças transmissíveis haja gente que defenda a não vacinação por razões de uma mal interpretada liberdade individual, esquecendo-se dos limites a esta impostos pelo interesse coletivo.

  4. É tão absurda a simples ideia de que se possa questionar a obrigatoriedade da vacinação numa pandemia de um vírus transmissível pelo ar, que já matou 125.000 brasileiros, que me nego a comentá-la para preservar minha saúde mental.

  5. Não concordo com Bolsonaro, mas há precedentes…Em 1904 houve a revolta da vacina, quando os cariocas não quiseram se vacinar contra a varíola…A ignorância vem de longe….

  6. Acho incrível que em pleno século XXI ainda haja gente que acredite que a Terra é plana e que as vacinas causam mais mal do que bem. Não vi ninguém pedindo a volta das TVs P/B mas acredito que logo apareçam alguns. A estupidez humana não tem limites, exemplo disto são as ações deste boçal, sanciona uma lei que ele mesmo quer contrariar. No ranking da idiotice o boçal está entre os 26% da média mundial que dizem ser contra qualquer tipo de vacina, é imbecil mas conta com a companhia de outros milhões de imbecis .como ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *