Resultado de novo teste de Bolsonaro para Covid-19 dá positivo

Últimos dados indicam 128 casos de coronavírus no Planalto

Tânia Monteiro Julia Lindner
Estadão

O presidente Jair Bolsonaro testou positivo para a covid-19 no teste realizado nesta terça-feira, dia 21, segundo a Secretaria Especial de Comunicação Social do Ministério das Comunicações. O presidente contava com um resultado negativo para “voltar à normalidade” e fazer viagens para o Nordeste. “O presidente Jair Bolsonaro segue em boa evolução de saúde, sendo acompanhado pela equipe médica da Presidência da República”, diz a nota da Secom.

Ontem, o presidente disse que tinha feito um novo exame e que a expectativa era que desse negativo. Ele tinha previsão de viajar para o Piauí e para a Bahia nos próximos dias. No Piauí, deveria visitar o Parque Nacional da Serra da Capivara. Também existia a possibilidade de ele participar da entrega de uma adutora do Ministério do Desenvolvimento Regional em Campo Alegre de Lourdes (BA).

ISOLAMENTO – O presidente anunciou em 7 de julho que testou positivo para covid-19. Desde então, Bolsonaro está em isolamento no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência, de onde despacha por videoconferência com ministros e autoridades. O presidente fez outro exame no dia 14, também positivo.

Dois ministros informaram nesta semana que receberam diagnóstico positivo para a covid-19: Onyx Lorenzoni (Cidadania) e Milton Ribeiro (Educação). Após Bolsonaro afirmar ter sido diagnosticado com a covid-19, ao menos 13 ministros que se encontraram com o presidente também fizeram exames.

Paulo Guedes (Economia), Luiz Eduardo Ramos (Secretária de Governo), Braga Netto (Casa Civil), Levi Mello (AGU), Marcelo Alvaro Antonio (Turismo), Ricardo Salles (Meio Ambiente), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Roberto Campos Neto (Banco Central) realizaram testes rápidos, que deram negativo.

BALANÇO – Os dados mais recentes da Secretaria-Geral da Presidência, de 10 de julho, indicam 128 casos de coronavírus no Planalto, onde trabalham 3.400 pessoas. No balanço anterior, com informações de 3 de julho, eram 108 infectados. Ou seja, no intervalo de uma semana foram confirmados mais 20 casos da doença, uma média de quase três novos por dia.

Segundo dados do consórcio de imprensa divulgados na terça-feira, o número total de mortos no País em virtude da pandemia chegou a 81.597. Mais de 2,1 milhões de brasileiros já foram infectados pelo novo coronavírus, conforme levantamento realizado pelo Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL junto às secretarias estaduais de Saúde.

O Brasil é a segunda nação do mundo com maior número de casos e mortes por covid-19, atrás apenas dos Estados Unidos, que têm 3,8 milhões de infecções confirmadas e 141 mil óbitos, de acordo com a Universidade Johns Hopkins.

15 thoughts on “Resultado de novo teste de Bolsonaro para Covid-19 dá positivo

  1. As recomendações dos médicos – quantos são mesmo? – que atendem a presidência devem ser revistas com relação a dose de cloroquina.

    A dosagem diária de cloroquina está insuficiente, óbvio. Deve triplicar ou mesmo quadruplicar a dose para que os efeitos benéficos do medicamento surjam de imediato.

    • Bingo!
      E ela faz questão que o povo todo saiba.
      Jamais escondeu que não tem covid.
      É a vingança.
      A Nação já sabe que o capitão tá nos cinco contra um. Kkkkkk
      Vida dura do Estrupício!!!
      Deve ser por isso que anda atrás das emas…
      Nem elas querem… o mandrião.
      Kkk
      Cordialmente.

  2. O meu amigo acima, Ricardo Miguel, foi cirúrgico no seu comentário:
    se Bolsonaro teve o exame positivo para o vírus mesmo tomando cloroquina, das duas uma:
    ou a dose é insuficiente ou a droga é mesmo uma droga!

    A bem da verdade, o teste demonstra como o presidente tem sido ridículo na sua propaganda à cloroquina, sendo ele mesmo a prova incontestável da ineficiência do medicamento para esta pandemia.

    Em face de Bolsonaro ter sido do Exército, logo, um ilustre desconhecedor dos sete mares, deixou de aprender na Academia que o peixe morre pela boca, lema que a Marinha deve ter consigo.
    Se soubesse desse ditado, teria sido desde o início da pandemia uma pessoa discreta, e jamais teria feita a divulgação de uma droga que foi amplamente estudada e pesquisada, para se saber hoje em dia a sua ineficácia nesse sentido.

    Enfim, assistimos incrédulos um presidente sem a menor condição de liderança e competência, razão pela qual o que prega ou divulga, os efeitos serão sempre ao contrário daquilo que afirma!

    Que não seja necessário ser hospitalizado …

    • Isso faz parte do plano dos milicos:

      Os milicos parece estrar usando o Bozo para os propósitos deles (milicos).
      Quando os milicos não precisarem mais do Bozo vão se livrar dele rapidinho.

      Minha suspeita é que o tal exame positivo para Covid-19 do Bozo seja a forma que os milicos posam já estar tramando a saída do Bozo.

      Vou aguardar pra ver.

    • Uma pena que robô não toma cloroquina, pois poderia ser que tomasse tenência do mal que está prestando ao povo e país.

      Eu me encontro bem, sem estar contaminado pela pandemia.
      Mas, mesmo que eu tivesse, a cloroquina jamais seria administrada no meu caso, pois a classe médica gaúcha é séria e competente, honesta e científica.

      Não sei se o diretor técnico do hospital de Gramado é médico, creio que não.
      Se fosse, jamais faria propaganda do medicamento porque seria uma atitude antiética, e sujeito a processo no CRM!

      Te orienta, robozinha.

    • Eu já te disse que depois que eu soube que eras uma robozinha, eu iria te tratar diferente de quando te apresentavas como robô.

      Como homem de palavra e um cavalheiro, cumpro fidedignamente o que afirmei.

      Mas, me respeita, pois peço que teus comentários sejam deletados, se me atacares gratuitamente.

  3. Robozinha,

    Na minha cidade também ninguém precisou baixar hospital, mesmo contaminado pelo vírus e, muito menos, houve a necessidade de se aplicar a cloroquina!

    O diretor do hospital de Gramado faz média com o presidente Bolsonaro.
    Aliás, Márcio Müller não se sabe se é médico, muito menos se esse é o seu nome completo, diante da quantidade de homônimos existentes.

    Vai fritar bolinho de chuva, robozinha ou nem isso sabes fazer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *