Rússia tem provas de que os rebeldes sírios é que usaram armas químicas

Sergio Caldieri

Paul Craig Roberts parece doido, mas não é doido. Afinal, nunca passou de liberal. Mas é liberal do tipo que despreza a imprensa-empresa (chama-a de ‘presstitute’, onde “press” é “imprensa” em ing., e o resto traduz-se facilmente) e que se sente sinceramente indignado com o que vê acontecer no mundo — sem tomar conhecimento do que a imprensa-empresa tente inventar.

E se há coisa que não existe no Brasil é a indignação REAL de liberais REAIS: no Brasil, os liberais são “de segunda mão” (grande Roberto Schwarz!) e a respectiva ‘indignação ética’, idem. No Brasil, o que mais tem é ‘ético’ fascista metido a liberal, como D. Eliane ‘Navio Negreiro’ Cantanhede, e só esses têm voz nos veículos da imprensa-empresa local.

Então, PCR assusta os habituados à escrita ‘jornalística’ que se faz de ‘isenta’. Mas ele é, sim, é muito bem informado (por isso o acompanhamos e traduzimos seguidamente).

Ontem, PCR escreveu — e traduzimos — que os EUA temem que os inspetores da ONU descubram as pegadas dos EUA e seus aliados no ataque com armas químicas, na Síria. Parece coisa de doido (ou de esquerdista-doente-infantil). Afinal, os EUA & aliados nunca fariam tal coisa — como reza a ‘ciência’ de panacas como William Waack e Demétrio Magnoli.
Hoje, pelo Facebook, Pepe Escobar distribuiu a seguinte msg
(https://www.facebook.com/pepe.escobar.77377?hc_location=stream).

###
MUITO IMPORTANTE: OS ‘REBELDES’ FIZERAM ‘AQUILO’

Khalil Harb, do jornal As-Safir, acaba de confirmar há alguns minutos, para o jornalista Claudio Gallo, meu grande amigo, o que foi publicado há dois dias, em árabe, citando uma fonte russa.

Segundo a fonte, o embaixador da Rússia no Conselho de Segurança da ONU, Vitaly Churkin, já apresentou provas conclusivas (documentos e imagens de satélites russos) de dois foguetes carregados com produtos químicos, disparados de Douma, área ocupada pelos ‘rebeldes’ sírios, que explodiram em East Ghouta. Morreram ‘rebeldes’, além de civis – inclusive aquelas crianças que aparecem nas capas dos jornais e revistas da imprensa-empresa ocidental. A prova é conclusiva, diz a fonte russa. O próprio Lavrov, ontem, já dera indicações de que havia algo importante. Por isso, precisamente, não há resolução do Conselho de Segurança da ONU contra a Síria. E por isso, precisamente, Washington não quer que os inspetores descubram coisa alguma.

E isso, precisamente, foi o que Paul Craig Roberts escreveu em sua coluna, ontem. Acertou, na mosca.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

18 thoughts on “Rússia tem provas de que os rebeldes sírios é que usaram armas químicas

  1. Provas é o que menos importa, eles precisam formar uma guerra para que seus instintos tenham vazão. E ninguem entende mais de armas quimicas que os loiros de olhos azuis. Eles descobriram como eram eficazes as bombas quimicas de Napalm no Vietnã, e não so entendem de armas quimicas como entendem das bombas de minerios como de uranio, é só ver o que eles aprontaram em Hiroshima e Nagasaki, mas naquela epoca eles não usavam ainda as mentiras, senão poderiam dizer que tinha sido os russos que jogaram as bombas, para comerem criancinhas, milhoes de pessoas para acreditariam .

  2. EPA – Hoje, 14:02

    FORAM OS REBELDES QUEM USARAM ARMAS QUÍMICAS NA SÍRIA

    Os depoimentos de testemunhas e vítimas no distrito de Guta, na periferia de Damasco, “indicam com toda a evidência que o gás neuroparalítico sarin foi usado por militantes da oposição síria”, disse em entrevista à televisão suíça a membro da COMISSÃO DE INQUÉRITO DA ONU sobre possíveis violações dos direitos humanos na Síria, Carla Del Ponte.

    “A comissão pericial não encontrou traços de uso de armas químicas pela parte do Exército governamental”, sublinha Del Ponte.

    Ao mesmo tempo, o secretário-geral da ONU Ban Ki-moon declarou esta quarta-feira que os peritos da ONU sobre armas químicas que trabalham na Síria precisam mais tempo para tomar a decisão e fazer o relatório.

    Leia mais:
    http://portuguese.ruvr.ru/news/2013_08_28/carla-del-ponte-foram-os-rebeldes-quem-usaram-armas-quimicas-na-siria-1119/

    ET: Em vão esperneia o leitão depois que o fazendeiro já tem ele amarrado e com a faca de ponta afiada!

  3. Francisco Vieira, saudações
    A luta prossegue!!! Estamos aqui para denunciar e apresentar todas as versões, não apenas as dos norte-americanos!!!
    Os sectários … sempre serão sectários. Cegos.
    Parabéns pela lucidez!!!
    Abraços!!!

  4. FAT MAN … Hiroxima
    LITTLE BOY … Nagazaki
    Eis os nomes que os norte-americanos deram às duas bombas atômicas que jogaram nestas cidades japonesas em 1945.
    Eles se divertiram muito!!! Mataram populações civis, até hoje morre gente contaminada pela radiação, assim como no Vietnã e Iraque … além dos que ficaram mutilados.
    Na Síria os mísseis se chamarão (uma sugestão!!!): Tio Patinhas (Mr Scrooge) e Pato Donald (Donald Duck). Pronto!!! Minhas sugestões serão aplaudidíssimas por eles!!! Depois … sairão de fininho … pedirão desculpas … etc … como sempre.

  5. Carla Del Ponte: foram os rebeldes quem usaram armas químicas na Síria
    Síria, oposição, ONU, ataque, armas químicas, gás, sarin
    EPA
    Os depoimentos de testemunhas e vítimas no distrito de Guta, na periferia de Damasco, “indicam com toda a evidência que o gás neuroparalítico sarin foi usado por militantes da oposição síria”, disse em entrevista à televisão suíça a membra da Comissão de Inquérito da ONU sobre possíveis violações dos direitos humanos na Síria, Carla Del Ponte.
    “A comissão pericial não encontrou traços de uso de armas químicas pela parte do Exército governamental”, sublinha Del Ponte.
    Ao mesmo tempo, o secretário-geral da ONU Ban Ki-moon declarou esta quarta-feira que os peritos da ONU sobre armas químicas que trabalham na Síria precisam mais tempo para tomar a decisão e fazer o relatório.

  6. Tomara que esta questão do uso de armas químicas na Síria não tenha o mesmo desenvolvimento que os alegados artefatos nucleares do Iraque, culminando com a invasão americana e depois a constatação que não exisitiam.
    A verdade é que os Estados Unidos procuram de todas as formas invadir a Síria e, esta possibilidade de armas proibidas contra a população seria um motivo sério, e que justificaria a intervenção tão desejada.
    No entanto, Síria e Irã, avisaram que não seria um “passeio” a invasão americana, afora a reação russa sobre esta decisão.
    A verdade é que o bem-estar da população é o que menos interessa, haja vista que o problema se resume na economia, no gás russo e, para americanos, o petróleo e domínio da Região.
    Se milhares morrerem serão de árabes, gente que russos e americanos entendem como inferior, portanto, jamais essas vidas serão consideradas como primordiais na preservação e proteção delas, muito pelo contrário, quanto menos muçulmanos houver, melhor, pensam Putin e Obama, simultaneamente.

  7. Raciocínio lógico: O EUA está ansioso para invadir a Síria, faltava pretexto. O uso
    de armas químicas na guerra, é o motivo que faltava para a invasão. Pergunta-se a quem
    interessava o uso de armas químicas? O governo Sírio ou os mercenários que recebem armas
    direta ou indiretamente dos americanos?

  8. Sempre escrevi aqui desde o começo, que, nas arábias sai um governo ruim e entra outro pior.
    E nada pior que a irmandade muçulmana.

    Religiões ou ideologias são assim: nelas se justifica a prática do hediondo em nome da salvação.

    Em Cuba já são mais de 50 anos e a tal salvação ainda não chegou.

  9. Outras informações que me chegaram hoje falam de agentes de segurança sírios terem encontrado túneis e depósitos de armas, substâncias químicas para fabricação de armas químicas, gás sarin e o antídoto do gás sarin.
    Mas também há o óbvio, meu caro Watson: um crime sempre tem um motivo. E pensar que Assad iria incriminar a si mesmo, provocando um ataque desses com a ONU em território sírio, é completo no sense. Mas as “potências ocidentais” acham que a gente é besta e que engole suas armações, e então mentem, mentem, mentem.
    Outro ponto importante: pesquisa da Reuters apurou que mais de 60% dos estadunidenses são contra o ataque à Síria.
    Grata, Sergio Caldieri, pela excelente maneira de transmitir essa informação — e por transmiti-la. Um abraço.

    • Outras informações que me chegaram hoje falam de agentes de segurança sírios terem encontrado túneis e depósitos de armas, substâncias químicas para fabricação de armas químicas, gás sarin e o antídoto do gás sarin.
      Mas também há o óbvio, meu caro Watson: um crime sempre tem um motivo. E pensar que Assad iria incriminar a si mesmo, provocando um ataque desses com a ONU em território sírio, é completo no sense. Mas as “potências ocidentais” acham que a gente é besta e que engole suas armações, e então mentem, mentem, mentem.
      Outro ponto importante: pesquisa da Reuters apurou que mais de 60% dos estadunidenses são contra o ataque à Síria.
      Grata, Sergio Caldieri, pela excelente maneira de transmitir essa informação — e por transmiti-la. Um abraço.

  10. O correto na frase mais acima seria OS GRUPOS DE PRESSÃO SIONISTAS, ENCABEÇADOS PELA AIPAC NOS EUA QUE CONTROLAM O CONGRESSO E AMEAÇAM O OBAMA, QUEREM DESTRUIR A QUALQUER PREÇO A SÍRIA E O IRAN. A opinião pública norte americana é contra, mas virou DETALHE desde o 11 de setembro e limitações impostas.

  11. Está na hora de o governo brasileiro tomar uma atitude, custe o que custar, tomando o partido dos interesses nacionais, latinoamericanos e humanistas.
    Está na hora de o povo brasileiro tomar uma atitude.
    Aliás, será que ainda existe o povo brasileiro?
    Lembro que, em 1954 – eu era menina – houve todo um movimento de indignação contra esses fdp que pretendem ser coroados reis do universo. Atualmente, os jovens capachos do IPad e outros, são seduzidos da forma mais primitiva e infantil pelos gadgets dos gringos, não têm a menor idéia do que fazem (aliás, não têm idéia alguma) ou dizem, como já me disseram: desde abril, estávamos combinando as manifestações com nossos amigos norteamericanos pelo Facebook, e somos anti-socialistas e partidários das palavras do James Monroe “a América para os americanos (eles)”. A que ponto chegamos! Depois de velha, ter que assistir a tanta falta de vergonha na cara! Que fazer?

  12. Senhores:

    Este é, a meu ver, o assunto mais importante do ano, talvez até de muitos anos. Sejam lá quais fossem as motivações norte-americanas pra comandar essa invasão, o que se impõe agora, e que detinha os EUA, era a Rússia. Agora, ficou pessoal: os EUA querem invadir a Síria para dar uma resposta aos russos sobre SNOWDEN! Simples assim.
    Estranho é François Holland cair nessa. Vai ver a cratera em que se meteu quando o Irã e Israel, finalmente, estiverem acertando contas antigas, nenhuma dúvida. Quanto à Rússia, embora a imprensa brasileira ignore e desinforme solenemente o povo brasileiro, essa nação terminou, há alguns dias, seu maior exercício militar desde o fim da II Guerra Mundial, com a convocação, inclusive, de centenas de milhares de reservistas…
    Que Deus tenha piedade de nós.

    Saudações,

    Carlos Cazé.

  13. Pessoal é briga de rua, de pobres invejosos e chifrudos. Em matéria de política e negócios, nada há de pessoal. No campo internacional, cada país que trate de defender seus interesses nacionais com as armas e potenciais humanos disponíveis, porque aquele que se submete e não resiste vira colônia ou satélite.

  14. Pingback: Fábulas de destruição em massa: Mr. Lobama e a ovelha síria | ENCALHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *