Salve Jesus Cristo, o fundador do socialismo!

Paulo Solon

Reportando-me ao que Paul Samuelson denominou de “tirania das palavras” em sua Introdução à Teoria Econômica, considero a não crença de Baruch Spinoza muito semelhante à de Sócrates, e chamo isto de ateísmo. O primeiro foi banido da sinagoga. O segundo, obrigado a tomar cicuta.

Spinoza era o contrário de Sabbatai Sevi, que se autoproclamava o Messias. Spinoza compreendia que qualquer criador inteligente não conclamaria os humanos a serem sobre-humanos. Via Deus no mar, no sol, nas plantas, nos pássaros, nada além disso, o que é muito parecido com cultura de sabonete, nada a ver com religião. Ateísmo muito semelhante ao de Sócrates.

Quanto aos Protocolos dos Sábios de Sião, eles foram tão proscritos quanto os escritos de Spinoza, mas quem quiser de verdade encontra. Tenho um exemplar impresso no Brasil, e tenho outro impresso no México pela Editorial Época, S.A. Aliás, com a internet, nada mais fica proscrito.

INSPIRADOR DE MARX E ENGELS

Salve Jesus Cristo, o fundador do socialismo, que mandou o moço rico dar toda a sua fortuna para os pobres! Salve Jesus, que levava uma vida de comunista! Que rejeitou a família, dizendo que “meus irmãos são todos aqueles que me seguem”!

Salve Jesus Cristo, que inspirou o grande filósofo Marx a escrever, juntamente com Engels, o fabuloso livro “A Sagrada Família”. E tentar codificar os ensinamentos do Mestre.

O capitalismo está ruindo. Eis a razão de os “capetalistas” (royalties para o Almério Nunes) estarem furibundos e ensandecidos. Perderam o apetite de degustar caviar.

MONOTEÍSMO

E não me parece que o cristianismo seja exemplo de religião monoteísta. Arrumaram três deuses dizendo que era um só: Pai, Filho e Espírito Santo. Monoteísmo mesmo só com os muçulmanos e os judeus. Mesmo assim, basta suprimir mais um, e viram ateístas. Baruch Spinoza tentou isto, mas foi amaldiçoado com aquela fatwa, ou cherem, da sinagoga de Amsterdam.

Albert Einstein era praticamente ateu, tendo dito que aceitava o Deus de Spinoza, mas rejeitava um Deus que interferisse no mundo das pessoas. Aliás, não se sabe quantos que ainda frequentam igrejas, quantos igrejeiros, que dissimulam sua descrença, por pura conveniência. Benjamin Franklin, por exemplo, dissimulava.

Mestre Helio Fernandes já havia dito que sou um niilista. Gosto desta denominação.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

21 thoughts on “Salve Jesus Cristo, o fundador do socialismo!

  1. Hummm!!! será que há cura para Alzheimmer social??? kkk KKK KAKAAKAA
    Jesus foi muitíssimo claro: “Não julgueis que vim abolir a lei ou os profetas. Não vim para os abolir, mas sim para levá-los à perfeição”. (Mt 5,17)… e como está lá???
    1 – ““O Senhor, disseram eles, ordenou ao meu senhor que desse, por sorte, a terra em herança aos israelitas; e o Senhor ordenou ao meu senhor que desse às filhas de Salfaad, nosso irmão, a herança devida ao seu pai”. (Nm 36,2)
    2 – “Moisés ordenou aos israelitas o seguinte: “Esta será a terra que possuireis por sorte, e que o Senhor mandou que se desse às nove tribos e à meia tribo,” (Nm 34,13)
    3 – “Reparti-la-eis entre vossas famílias por sorte: aos que forem mais numerosos, uma porção maior, e uma menor, aos que forem menos. Cada um possuirá o que lhe couber por sorte. Fareis essa repartição segundo vossas tribos patriarcais”. (Nm 33,54)
    Todo israelita recebeu terra e por sorteio … todo mundo proprietário; porém, havia um porém!!!”23. “A terra não se venderá para sempre, porque a terra é minha, e vós estais em minha casa como estrangeiros ou hóspedes. 24. Portanto, em todo o território de vossa propriedade, concedereis o direito de resgatar a terra. 25. Se teu irmão se tornar pobre e vender uma parte de seu bem, seu parente mais próximo que tiver o direito de resgate se apresentará e resgatará o que o seu irmão vendeu. 26. Se um homem não tiver ninguém que tenha o direito de resgate, mas procurar ele mesmo os meios de fazer o seu resgate, 27. contará os anos desde que fez a venda, restituirá o excedente ao comprador, e se reintegrará na sua propriedade. 28. Se não encontrar, porém, meios de indenizar, a terra vendida ficará nas mãos do comprador até o ano jubilar; sairá do poder deste no ano do jubileu, e voltará à posse do seu antigo dono.” (Lv 25)
    Jesus nem era capitalista nem era socialista … era pela LEI!!! RESTAURAÇÃO!!! !!! !!! Lionço Ramos Ferreira

  2. Você diz coisas misturadas, 1.Um só DEUS, isto de três pessoas e um só Deus, é confuso. Pai e Filho, como alguem que vai e diz “eu fico com vocês em espirito” este é o significa; 2. A questão da alma é complica, é o que Albert Einstein, quiz dizer, uma alma que volta a Deus como uma gota no oceano; mas complicado sào os castigos apos a morte, todos seremos julgados, democratimente pelos, em real, não por opinãoes, 4. O inferno não é um lugar, o fogo do inferno não é eterno, é o fogo para extinção, não ver a Deus é esta extinção.

  3. Prezado Solon, ótimo artigo.Um detalhe: a meu ver, politeísmo/panteísmo é melhor, mais democrático. Monoteísmo é ditadura de um único Deus. Coincidência ou não, a semana passada eu estava conversando com um colega professor, especialista em hebráico e ele me disse que “Adonai” significa “Senhores”, mas foi traduzido no singular. Jesus disse: “Sois deuses” (João 10:34)repetindo o Salmo 82.6. Logo… somos mais de 7 bilhões de deuses.

    • Como bem disse, somos mais de 7 bilhões de deuses. Ao longo de toda a história humana, quantos fomos? E todo os que hoje são, serão como todos os que foram: pó. Este é o fim de todos esses deuses. E poderia vir a ser o fim definitivo, não fosse Nosso Senhor Jesus Cristo. mandado por Deus ( O Próprio e Único) para, mais uma vez, nos proporcionar uma chance, através de Cristo, Nosso Senhor e Nosso Salvador.

  4. Atribuir a Cristo ser o inventor do socialismo é se utilizar de um naniqueísmo que não se coaduna com os ensinamentos que Jesus nos deixou.
    Respeitosamente, Solon, a questão não está limitada a dar aos pobres o que se tem em demasia, e julgar esta missão como socialista, mas compreender a verdadeira razão desta preocupação com o pobre, que não é somente com aquele destituído de bens, mas de espírito, de compaixão, solidariedade, amor.
    Cristo não foi um socialista, mas uma pessoa que divulgava ensinamentos para todos, independente da sua condição social. Ele queria a valorização do ser humano, como muito bem escreveu Antônio Rocha, lembrando “Sois deuses?” (João 10:34). Os “deuses” mencionados no Salmo 82:6 só podem ser seres humanos constituídos como juízes entre o povo de Deus, mas atuando de forma injusta nos dias de Asafe (autor do Sl 82). Essa interpretação é corroborada pelo próprio Cristo, ao identificá-los com “aqueles a quem foi dirigida a palavra de Deus” (Jo 10:35), ou seja, a eles haviam sido confiados os oráculos divinos, a fim de os transmitirem com imparcialidade e justiça aos seus contemporâneos.
    Imparcialidade, Solon, e não preferência ou tendenciosidade, que resultou sendo morto, na Cruz.
    Ser rico não é pecado ou uma afronta à humanidade. Há pobres que desprezam o ser humano na igual proporção que alguns abastados cometem contra os mais fracos e oprimidos. O problema é o desprezo, a desvalorização da vida, a permissão em forma omissa de se ver gente morrendo de fome, por falta de remédios, de saneamento, de atenção.
    Cristo se debatia nesse particular, nesse comportamento maléfico, de subordinar as pessoas conforme à vontade do conquistador, lembrando que, à época de Cristo, o Oriente Médio estava sob o jugo romano, absorvido por lutas, mortes, violências e total negligência com as pessoas, fosse homem, mulher, criança ou idoso.

  5. “Quanto aos Protocolos dos Sábios de Sião, eles foram tão proscritos quanto os escritos de Spinoza, mas quem quiser de verdade encontra. Tenho um exemplar impresso no Brasil, e tenho outro impresso no México pela Editorial Época, S.A. Aliás, com a internet, nada mais fica proscrito.”

    Sobre a proscrição:EU disse isso E SUSTENTO porque sou testemunha deste período,era oficioso e não oficial. Para que se deu o trabalho de transcrever isso aqui???

  6. Ao chamar Jesus Cristo de fundador do socialismo o autor do artigo demonstra não conhecer praticamente nada dos ensinamentos do Mestre galileu.

    Evangelho, na verdade, significa “boa nova de alegria”, ou seja, novidade altamente alegre. No entanto vários livros contendo os ensinamentos de Jesus acabaram sendo chamados de evangelhos.

    Mas importa ressaltar que lá nos evangelhos estão os ensinamentos de Jesus. E estes são MUITO mais avançados – moralmente e intelectualmente – do que todos esses “ismos” inventados pelo homem terrestre, como o tal “socialismo”, por exemplo.

  7. Prezados,

    Nenhum de nós conhece ainda o Cristianismo. Não em sua realidade vivente.

    Se nós o conhecêssemos, veríamos que todos os raios de uma roda, convergem para seu centro. Eis “a metade desconhecida do mundo”. Seríamos capazes de “ler” na “memória da natureza” e nos deliciar com valores e verdades imperecíveis.

    A claridade fulgurante desse saber fez com que Buda atingisse o “Nirvana”, Lao Tsé, chegasse ao “TAO”, Mani encontrasse seu “gêmeo” e Hermes Trismegistos o seu “Pimandro”.

    A mensagem foi, é e sempre será a mesma… Quando poderemos realmente ouvir?

    Quando João aplainará as veredas tornar-se Jesus, e depois morrerá para se tornar o Cristo?

  8. JOSE GUILHERME,parabéns pelos textos, reveladores que trazem á luz a verdadeira intenção de satanás, que é destruir á humanidade, e para isso tem usado vários os homens na história.
    QUE de bom grado aceitaram participar da rebelião conta DEUS!.

  9. Quando se fala que Jesus foi um verdadeiro COMUNISTA ( e não socialista, é preciso separar os termos), obviamente está se fazendo uma analogia de que se alguém viveu o comunismo na sua essência, independente do ateísmo de Marx, este alguém foi Cristo. No mais, não vejo por quer perder tempo em analisar isto.

    No que se refere ao ateísmo, pessoas que leio independente da idade costumam confundir o ateísmo propriamente que é não se crer em NADA, com não se crer no deus judaico cristão. Oras, deste mesmo eu sou ateia.Por conta desta confusão acham que Espinoza era ateu ( e não estou falando do autor do texto). Eu mesma nunca li que ele o fosse.

  10. Caro Sr. Paulo Sólon:
    O Sr. é um homem culto, vivido, que leu o “grande livro do mundo”, e também leu muitas outras obras literárias. Não acredito que esteja falando sério quando afirma: “Salve Jesus Cristo, o fundador do socialismo!”
    Na minha visão, o Sr. não está falando sério, e este texto não passa de provocação.
    Também não acredito que o Sr. seja um niilista, como Bazarov, o personagem da novela “Pais e filhos”, do grande novelista russo, Turgeniev, que deu origem a expressão niilista.
    O niilismo é a negação do sentido da vida, da significação de todas as coisas, e é extremamente negativo.
    Cordiais Saudações.

  11. Paulo Sólon:
    O Sr. tem o dever moral de responder aos que perguntam, que lhe questionam, sobre este seu artigo.
    Se o Sr.não deseja um debate, não devia escrever na Internete, deveria se limitar a falar sobre as suas “verdades” para os seus amigos, do seu circulo intimo.
    Noblesse oblige.

  12. Prezado Jose Guilherme. Muito me apraz, sempre que vejo a intelectualidade e o conhecimento dando testemunho da fé. Não que a fé disso necessite, pois ela é a condição suprema. Mas há certas pessoas, que se consideram intelectuais, caídas na grande armadilha dos que condicionam o saber à negação da fé, sob o pretexto de que ela não se sustenta diante da ciência, por exemplo, onde justamente temos o contrário. O grande problema, é que no nosso mundo atual, o que absorvemos do meio acadêmico, desde tenra idade, leva-nos a crer, por exemplo, no Big Bang como criador de todo o universo. Interessante, é que a ciência, que em princípio não aceita nada que não passe por a assim chamada prova rigorosa, adote uma teoria que não sobrevive sequer à primeira premissa (desculpe a redundância): Explosão de quê? A resposta que os pseudointelectuais dão a esse questionamento é: Você não tem conhecimento científico necessário para entender a questão¨¨, ou seja, desconversam, saem pela tangente e se fazem de muito conhecedores e altivos em relação aos demais pobres mortais ignorantes. E assim vamos crescendo e assim ficaríamos na ignorância total, não fosse um porém: Deus. Se Ele de fato não existisse, a idéia de uma divindade já há muito não faria parte da história humana, haja vista tudo o que fazem (e fazem muito mesmo) par desacreditá-Lo. Portanto, àqueles que de fato buscam a verdade, só podemos dizer: abram suas mentes. Não se deixem levar por premissas que não suportem questionamento. E se acham que a fé está nesse contexto, tudo bem. Estudem à respeito, mas com honestidade intelectual, não com preconceitos. Vejam qual será o resultado.

Deixe uma resposta para Celso Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *