Santana vai confessar para tentar receber uma pena menor

Brazilian President Dilma Rousseff and former Brazilian President (2003-2011) Luiz Inacio Lula Da Silva's campaign publicist Joao Santana (R) is arrested upon his arrival in Sao Paulo, Brazil o February 23, 2016. Political consultant Santana was being investigated by the Brazilian justice for receiving payments outside the country which could come from Brazilian state-run oil company Petrobras' briberies. AFP PHOTO / STR ORG XMIT: BRA101

O problema é que a defesa de Santana é ilusória, cheia de furos

Mario Cesar Carvalho
Folha

O publicitário João Santana, que se entregou à Polícia Federal na manhã desta terça-feira (23) em São Paulo, vai confessar que recebeu recursos irregulares no exterior, segundo a Folha apurou. O marqueteiro vai ressaltar que nenhum centavo que entrou na sua conta na Suíça teve origem nos trabalhos que prestou para o PT. Santana atuou em três campanhas presidenciais: na de Lula em 2006 e nas de Dilma Rousseff em 2010 e 2014. Também trabalhou na eleição do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, em 2012.

Entre 2002 e 2014, a sua empresa, a Polis, recebeu R$ 229 milhões por trabalhos prestados ao partido, em dados atualizados monetariamente.

A confissão de Santana é uma tentativa de se livrar das acusações mais graves que pesam contra ele e sua mulher, a publicitária Mônica Moura, também presa pela PF na manhã de terça-feira.

A investigação suspeita que os recursos depositados para Santana foram desviados da Petrobras.

CONTA NO EXTERIOR

O casal foi preso sob acusação de ter recebido US$ 7,5 milhões ilegalmente no exterior, segundo o decreto de prisão do juiz Sergio Moro na 23ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Acarajé porque este seria o código que funcionários da Odebrecht usavam para designar propina.

A Odebrecht, de acordo com a investigação da PF, foi responsável pelo pagamento de US$ 3 milhões, enquanto o lobista Zwi Skornicki, que também foi preso, cuidou da remessa de US$ 4,5 milhões.

Ao decretar a prisão do casal, Moro apontou “os pagamentos da Odebrecht a Santana seriam doações eleitorais sub-reptícias”, ou seja, caixa dois de campanha. Santana vai reconhecer o caixa dois, mas deslocará a suspeita para outros países nos quais fez campanha, como Argentina e El Salvador. Nestes locais, a Odebrecht tem diversos interesses.

Segundo investigadores ouvidos pela Folha, as transferências de Skornicki são o indício mais forte de ligação com a campanha de Dilma. Ex-representante do estaleiro asiático Kepel Fels no Brasil, o lobista não tinha atividade que justificasse os pagamentos ao marqueteiro, feitos entre setembro de 2013 e novembro de 2014, pouco depois do segundo turno da reeleição da presidente.

CRIME MENOR

O total de US$ 7,5 milhões foi recebido por meio de uma empresa offshore que Santana abriu no Panamá, a Shellbill, a qual tinha conta num banco suíço, o Heritage. Tanto a empresa panamenha quanto a conta na Suíça não foram declaradas à Receita Federal. Ainda não está decidido se Santana apontará a origem dos recursos.

O recebimento fora do país, sem declaração à Receita, pode configurar crime de evasão de divisas, com pena de de dois a seis anos de prisão.

Três especialistas ouvidos pela Folha em condição de anonimato afirmam que o marqueteiro só poderá ser acusado de lavagem de dinheiro se ficar provado que sabia que os recursos tinham origem ilícita.

A pena de lavagem varia de três a dez anos de reclusão, mais multa. Na interpretação de advogados ouvidos pela Folha, seria melhor ser acusado de evasão do que de lavagem por causa da pena menor para o primeiro crime.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGSonhar não é proibido, a gente vive dizendo. Não adianta confessar uma coisa, tentando uma pena menor, se as provas demonstram outro tipo de crime mais grave. Santana tenta criar factóide até na prisão. Vai se dar muito mal. (C.N.)

6 thoughts on “Santana vai confessar para tentar receber uma pena menor

  1. Zwi,grego viado vcs não gosta mesmo de trabalhar, vcs ainda vão se ferrar,vagabundos sem pátrias, e VC lula vai pro meio do inferno, aculturado, Dilma VC é uma retardada, búlgara do inferno…

    • Boa tarde Mara…

      Você não se lembra de um ‘machão’ que entrou de punhos erguidos na PF e logo depois começou a ter chiliques, inclusive um ‘enfarto’ que nem ressonância conseguiu detectar ?

  2. Prezado Carlos Newton,

    Estamos com a ARMADILHA da PEC51 para ser votada no Congresso amanhã 25/fev/2016, e não encontrei sequer um artigo-post, aqui na Tribuna abordando o RISCO dela vir ser aprovada.

    Essa PEC acaba e unifica as polícias CIVIL, MILITAR E FEDERAL, colocando todas sob o controle do poder EXECUTIVO. Foi criada pelo SENADOR PETRALHA Lindbergh Farias, e visa subordinar a sociedade ao militarismo bolivarista de controle social, que virá impedir, inclusive a livre manifestação nas ruas!

    Matéria de suma importância ser divulgada foi publicada por Felipe Moura Brasil em:
    http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/brasil/o-perigo-e-a-falacia-da-desmilitarizacao-da-policia/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *