Sarney não poderia ficar de fora e também foi flagrado na Operação Monte Carlo

Paulo Peres

As informações divulgadas pelo excelente site “Congresso em Foco” e repercutidas pelo Jornal do Brasil Online revelam que o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), é a mais nova vítima da Operação Monte Carlo.

Em gravações da Polícia Federal (PF), o ex-presidente aparece fazendo lobby pela promoção de um servidor público da Infraero, cedido à Presidência da República durante o seu mandato.

Ele também é citado por outros investigados sobre a compra da participação de Carlinhos Cachoeira em um negócio de incineração de lixo tecnológico, na Alemanha.

O funcionário beneficiado por Sarney é Raimundo Costa Ferreira Neto,o Ferreirinha, que trabalhava na portaria do Palácio do Planalto. Ele é funcionário da Infraero e, segundo a PF, facilitaria a entrada de produtos contrabandeados para a quadrilha de Carlinhos Cachoeira através do Aeroporto de Brasília.

Sarney queria que Ferreirinha fosse nomeado como superintendente da Infraero, ora vejam só.

Outros membros do clã Sarney também foram citados por interlocutores de Cachoeira gravados durante a operação. O deputado federal Sarney Filho (PV-MA), filho do senador, e Adriano Sarney, neto, são mencionados nas escutas.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *