Se tiver juízo, PT aceita acordo em Santa Catarina

Tereza Cruvinel (Correio Braziliense)

Pouco dada a gentilezas com seus aliados, a presidente Dilma Rousseff acertou quando convidou o senador Luiz Henrique (PMDB-SC) para acompanhá-la na viagem à Rússia. Depois disso, ele se afastou do grupo oposicionista do PMDB e vem costurando uma aliança para dar um bom palanque a ela em Santa Catarina.
A chapa teria o atual governador, Raimundo Colombo, do PSD, disputando a reeleição, com um vice do PMDB e um candidato do PT ao Senado. Possivelmente uma candidata, a ministra Ideli Salvatti.
O ex-senador Jorge Bornhausen, que se filiou ao PSD levando junto Colombo, que ajudara a se eleger pelo DEM, jamais participará de uma aliança com o PT, ao qual endereçou a frase “vamos acabar com esta raça”. Já pensa em deixar o PSD que ajudou a fundar.
Se o PT tiver juízo, aceitará o acordo. O partido teve 30% dos votos na disputa de 2002, 14% em 2006 e 12% em 2010. E já perdeu as maiores prefeituras que teve no estado.
This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

One thought on “Se tiver juízo, PT aceita acordo em Santa Catarina

  1. Tem razão a jornalista Tereza Cruvinel.
    O PT vem se mostrando um desastre nas prefeituras em que passou em SC.
    Quadros eminentemente incompetentes. Não conseguiram mostrar a que vieram.
    O Luiz Henrique só esta trabalhando essa união pra se aproximar do Palácio do Planalto e reeleger a Ideli ao Senado.
    Atualmente essa senhora não se elege vereadora nem em município onde tem assentamento de reforma agrária.
    E salve o PMDB, vai comendo o poder pelas beiradas.
    SDS à jornalista.
    Vitor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *