Secretário da Receita troca número 2 do Fisco; e subsecretários ameaçam entregar cargos

Resultado de imagem para marcos cintra

Cintra se curvou à pressão de Bolsonaro e Guedes e fez a troca

Manoel Ventura e Marcello Corrêa

O secretário especial da Receita Federal , Marcos Cintra, decidiu trocar o subsecretário-geral do órgão, José Paulo Ramos Fachada Martins da Silva. A substituição ocorre em um momento de crise institucional no Fisco. Nos últimos dias, Cintra vinha sendo pressionado para demitir seu secretariado, diante de críticas de autoridades dos três Poderes em relação a procedimentos de fiscalização adotados pela Receita. Segundo fontes, há a expectativa de que outros subsecretários entreguem seus cargos.

Apesar de Cintra ser o secretário da Receita Federal, na prática, quem comandava a parte operacional do órgão era Fachada. Auditor fiscal, Fachada comandava toda a parte de arrecadação e fiscalização do Fisco. Ele será substituído pelo auditor fiscal José de Assis Ferraz Neto, da Delegacia da Receita Federal em Recife.

GRANDE UNIÃO – Os subsecretários do Fisco se reuniram nesta segunda-feira para discutir a crise pela qual passa a Receita. “Entre os subscretários há uma grande união. Não é difícil imaginar que a queda do Fachada vá se estender para outros” — disse uma fonte.

A crise na Receita se agravou no início do mês, quando o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou, em decisão liminar, a suspensão de 133 apurações do Fisco , alegando que havia desvio de finalidade. No grupo de investigados, havia ministros da própria Corte.

A turbulência ameaça inclusive a permanência de Cintra à frente da instituição. Uma das opções na mesa, segundo fontes ouvidas pelo Globo, é mudar toda a estrutura do órgão, transformando a área de fiscalização da Receita em uma autarquia independente, comandada por um funcionário de carreira.

OUTRA SECRETARIA – Nessa configuração, Cintra ficaria responsável apenas por tocar as políticas tributárias, em uma secretaria ligada ao Ministério da Economia.

A indicação de Ferraz Neto pegou de surpresa auditores fiscais. O novo subsecretário está há 22 anos no Fisco e já foi superintendente da 4ª região da Receita, porém não era um quadro muito conhecido pelos seus pares.

Na avaliação de um interlocutor do ministro da Economia, Paulo Guedes, a troca na cúpula do Fisco vai ajudar a “baixar a pressão” sobre o órgão. A substituição teria sido de “comum acordo”, informou essa fonte. Com isso, perde força a ideia de fazer uma ampla reestruturação do órgão.

AUTARQUIA – A ideia de transformar a Receita em uma autarquia era vista como uma “solução institucional” para a crise institucional. Agora, a ideia é manter a atual estrutura para que o governo não perca mais tempo no encaminhamento da reforma tributária.

A Receita Federal confirmou, em nota, a saída de Fachada. Assumirá o cargo o auditor fiscal José de Assis Ferraz Neto, que atualmente está em exercício na área de fiscalização da Delegacia da Receita Federal em Recife.

“O Secretário Especial da Receita Federal, Marcos Cintra, agradece o empenho e a dedicação de João Paulo Ramos Fachada Martins no período em que desempenhou suas atribuições no cargo de Subsecretário-Geral”, diz a nota da Receita.

NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGÉ uma vergonha o que está acontecendo. Jamais se viu algum presidente da República a fazer pressão sobre auditores da Receita e delegados federais, duas corporações que se uniram para fazer a Operação Lava Jato. E o pior é que o chefe do governo, nessa sinistra empreitada, conta com apoio entusiástico dos presidentes do Supremo, da Câmara e do Senado, mostrando que hoje está tudo dominado, como se dizia antigamente. (C.N).

18 thoughts on “Secretário da Receita troca número 2 do Fisco; e subsecretários ameaçam entregar cargos

  1. .
    “”” … e subsecretários ameaçam entregar cargos … “””

    ENTREGUEM, M.E.S.M.O, senhores !!!

    tenham hombridade !!!

    se não são VIRIS o necessário para a atitude,

    não venham com tetas moles !

    a situação não comporta encenações!!!

  2. Falando nisso, Paulo Guedes assinou a MP que transfere o COAF pro Banco Central, tirando-o definitivamente de Moro…. E aquele povinho gado otário que vestiu a camisetinha verde-amarela da corruptíssima CBF e foi pras ruas pedir para que o COAF ficasse com Moro, vai fazer o quê agora, hein??? Vão marcar bolsomicaretinha pra protestar contra o Paulo Guedes??????

    Aiiiinnnnn, o Guedes tirou o COAF do São Moro!!!!!

    Vamos marcar uma bolsomicaretinha pra semana que vem!!!!!!!!

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk xD

      • Hj,pela manhã,no palácio do Planalto,se reuniram
        Bolsonaro e Moro…

        Dissem,que houve bate boca,tudo isso,pra demitir o número 2 da receita…

        A imprensa, oficial,chapa branca,e a dita marrom, nenhuma palavrinha…

        K.coisa…

        Mas,uma coisa é certa..
        Moro, já era..

        Se tiver vergonha,pega o boné e, vai embora…

        • Quem diria o PT, defensor dos pobres, financiou jatinhos para empresarios, artistas, banqueiros, que coisa heim?

          Juros de 3% ao ano para eles, 300% ao ano para nós. Doris, Huck, JBS, Itaú, Claudia Leite…

          A máscara caiu, e isso é só a ponta do iceberg…

          • Eliel,
            pense um pouco. É lastimável o despreparo deste governo. Financiamento do BNDES para comprar jatos fabricados pela EMBRAER (pelo menos quando era brasileira) incentiva a economia, gera empregos. Todos os países fazem isso. É como os subsídios que as montadoras usam para financiar a compra de carros a juro zero. A economia precisa ser revigorada, mas com essas ideias de jerico (não querendo ofender a inteligência do animal) seguiremos remando contra a maré. Muito mais inteligente seria propor uma taxa anual tipo a que pagam os automóveis do que essas lorotas. Ou é preferível a compra de jato da Bombardier, financiada pelo BC do país deles, como fez o dono da Havan? Puxa vida, o raciocínio anda escasso ultimamente.

  3. São onze departamentos de assessoria, seis sub-secretários e uma pancada de burocratas que construíram um verdadeiro manicômio na legislação tributária nacional. São inúmeras Instruções Normativas, de textos quilométricos, que sofrem alterações com até um mês após a publicação.
    Tem que passar um podão na Receita Federal, que protegeu cerca de 6.000 Pessoas Politicamente Expostas (PPE) durante os governos infernais dos esquerdopatas.
    Tem que tirar todo mundo da cúpula sim. Tem que intervir sim. Foi para isso que elegemos Bolsonaro. A Cambada petralha que vá gritar nos quintos dos infernos. Nós vamos promover as mudanças sim. Quem manda agora é a direita, são os adeptos da economia liberal, são os conservadores nos costumes, respeitadores da família e dos valores morais judaico-cristãos. Os destruidores de 67 países e assassinos de 100 milhões de pessoas, verdadeiros fascistas e nazistas, que são os esquerdopatas, que calem a boca e assistam a transformação do Brasil em uma grande potência mundial, com repercussão positiva para toda a população brasileira. Calem a boca, ratazanas!

  4. É o parasita mandando no cérebro do parasitado, o bandido prendendo o mocinho:
    -Quando um órgão de fiscalização desta josta finalmente funciona, gera CRISE!

  5. Exclusivo: Os donos dos dez jatinhos mais caros financiados pelo BNDES
    tagonistaO An
    Por Claudio Dantas

    O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, está cumprindo a promessa de abrir a caixa-preta das gestões petistas. O primeiro ato é a divulgação, ainda hoje, da lista de 134 empresários que compraram jatinhos a juros subsidiados pelo contribuinte.

    O Antagonista obteve em primeira mão a relação de beneficiários, entre eles artistas, banqueiros e empresários – vários deles enrolados na Lava Jato ou em outras investigações.

    Ao todo, o BNDES emprestou via bancos privados um total superior a R$ 1,9 bilhão para a compra de jatinhos da Embraer. A área técnica do banco calculou em R$ 700 milhões – em valores corrigidos – os subsídios para essas operações.

    Entre os proprietários dos dez jatinhos mais caros financiados pelo banco público, estão o governador de São Paulo, João Doria (R$ 44 milhões), e os irmãos Joesley e Wesley Batista, da JBS (R$ 39,8 milhões).

    No topo da lista está o empresário Michael Klein (Casas Bahia), que pagou R$ 77,8 milhões por um jato executivo da Embraer – o modelo não é informado. O financiamento foi feito em 2013 por meio do banco ABC para a CB Air (hoje Icon Aviation).

    A família Moreira Salles (Itaú-Unibanco) também usufruiu da linha de financiamento do BNDES, pagando apenas 4,5% ao ano de juros sobre empréstimo de R$ 75,5 milhões para adquirir uma aeronave em nome da Brasil Warrant Administradora de Bens.

    Confira a relação dos proprietários das dez aeronaves mais caras bancadas pelo BNDES:

    JBS S/A – R$ 39,78 milhões (2009)

    Doria Administração de Bens Ltda – R$ 44,03 milhões (2010)

    Neo Táxi Aéreo – R$ 44,97 milhões (2011)

    Construtora Estrutural – R$ 64,01 milhões (2012)

    Brasil Warrant Adm de Bens – R$ 75,46 milhões (2013)

    Lojas Riachuelo – R$ 55,52 milhões (2013)

    Sumatera Participações – R$ 65,96 milhões (2013)

    Industrial e Comercial Brasileira – R$ 59,11 milhões (2013)

    CB Air Taxi Aéreo – R$ 77,78 milhões (2013)

    Eurofarma Laboratórios – R$ 43,99 milhões (2014)

  6. Esse tal de Cintra já deu depois que esta coisa resolveu ameaçar os contribuintes brasileiros com o retorno da CPMF. Mostra clara e irrefutável de que é indigno para qualquer cargo governamental. Quanto aos subsecretários entregarem os cargos, sei, esperemos sentados. O que se espera e o que Bolsonaro deve fazer é combater o mobiliamento ideológico netas instituições, levando a um direcionamento de ações. Os fatos falam contra qualquer instituição de controle e fiscalização no país no país ou já não teríamos mais corrupção endêmica e o crime instalado nos altos escalões da República.

  7. Eu não queria estar na pele do Moro neste momento. Deixou-se enganar por um canalha que, infelizmente, é nosso presidente, porque o outro candidato era pior ainda. Não acredito que ele cumpra a promessa de nomeá-lo para o STF. Ele só sabe gerar marginais iguais a ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *