Seis meses depois, Procuradoria decide investigar o envolvimento de Lula no mensalão

Carlos Newton

Demorou mais aconteceu. O assunto estava rolando desde setembro, quando o publicitário Marcos Valério deu novo depoimento e envolveu diretamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no mensalão.

O tempo passou, Valério e outros 24 réus foram condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador-geral Roberto Gurgel enviou o depoimento à regional de Minas Gerais, onde o Ministério Público se recusou a entrar na questão e devolveu a Brasília.

E agora, não mais que de repente, como dizia Vinicius de Moraes, a Procuradoria da República no Distrito Federal decidiu abrir seis investigações preliminares para apurar denúncias as feitas pelo como operador do mensalão.

A Procuradoria da capital não informa quais são os crimes que estão sendo apurados, e também não deixa claro se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é alvo das investigações, mas isso é óbvio. Segundo a Procuradoria, a apuração é dirigida a fatos e não a pessoas. Então, fica combinado assim.

Seis procuradores vão participar das investigações. Se entenderem que os indícios são suficientes, podem abrir inquérito para aprofundar a apuração.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *