Sem argumentos, Bolsonaro compartilha vídeo para criar falsa versão da ameaça a jornalista

Charge do Marcelo Magon (humorpolitico.com.br)

Ricardo Della Coletta
Folha

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) republicou em uma rede social um vídeo que tem sido usado por seus aliados para, de forma falsa, defender que o mandatário teria reagido a uma provocação do repórter de O Globo antes de ameaçá-lo e dizer que tinha vontade de agredi-lo. O episódio ocorreu neste último domingo, dia 23, quando, em uma visita à Catedral de Brasília, o presidente foi questionado pelo repórter sobre os depósitos de R$ 89 mil que o ex-assessor Fabrício Queiroz e sua mulher fizeram na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

Inicialmente, o presidente rebateu perguntando sobre os supostos repasses mensais feitos pelo doleiro Dario Messer à família Marinho, proprietária da Rede Globo. Segundo a revista Veja, em depoimento no dia 24 de junho, Messer disse que realizou repasses de dólares em espécie aos Marinhos em várias ocasiões a partir dos anos 1990. A família nega qualquer irregularidade.

INTIMIDAÇÃO – Após a insistência do repórter sobre os pagamentos à primeira-dama, Bolsonaro, sem olhar diretamente para o repórter, afirmou: “A vontade é encher tua boca com uma porrada, tá?”. Amigo do presidente há 30 anos, Queiroz atuou como assessor de Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) na Assembleia Legislativa do Rio, quando o filho do presidente era deputado estadual. Queiroz está em prisão domiciliar e, assim como Flávio, é investigado sob suspeita dos crimes de peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Na manhã desta segunda-feira, dia 24, o presidente divulgou em seu canal do YouTube um vídeo que tem sido usado por apoiadores para dizer que o profissional de imprensa teria dito ao presidente “vamos visitar sua filha na cadeia”. Os simpatizantes de Bolsonaro que divulgaram o vídeo dizem que isso teria motivado a resposta do presidente, sugerindo a agressão física contra o profissional.

O vídeo republicado por Bolsonaro não traz legendas e é intitulado “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará!”. Também foi publicado na conta de Facebook do vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente e influente na estratégia de mídias sociais do governo.

DESINFORMAÇÃO – No vídeo, não consta a pergunta do repórter, mas é possível ouvir a voz de um homem não identificado que diz “vamos visitar nossa feirinha da Catedral?”. Em seguida aparece a resposta do presidente: “Vontade de encher sua boca com uma porrada, tá?”. O mesmo vídeo foi utilizado mais cedo pelo portal bolsonarista Terra Brasil Notícias. O site, falsamente, identificou a fala desse homem não identificado como sendo a do repórter e indicou, também de forma falsa, que a pergunta tinha sido sobre a filha do mandatário.

Mais tarde, nesta segunda-feira, o mesmo site publicou uma errata e reconheceu que, no vídeo, não aparecia nem a voz do repórter nem se a pergunta era sobre a filha de Bolsonaro. Em nota publicada no domingo após o episódio na Catedral, o jornal O Globo repudiou a conduta de Bolsonaro. “O Globo repudia a agressão do presidente Jair Bolsonaro a um repórter do jornal que apenas exercia sua função, de forma totalmente profissional, neste domingo”, afirma o texto.

AGRESSÃO – “Tal intimidação mostra que Jair Bolsonaro desconsidera o dever de qualquer servidor público, não importa o cargo, de prestar contas à população”, completa a nota. O presidente da ANJ (Associação Nacional de Jornais), Marcelo Rech, afirmou ser “lamentável que mais uma vez o presidente reaja de forma agressiva e destemperada a uma pergunta de jornalista”. “Essa atitude em nada contribui com o ambiente democrático e de liberdade de imprensa previstos pela Constituição”, disse.

As entidades de defesa da liberdade de expressão e de imprensa Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), Artigo 19, Conectas Direitos Humanos, Observatório da Liberdade de Imprensa da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e Repórteres sem Fronteiras divulgaram nota conjunta para condenar o ato do presidente. A quebra do sigilo bancário de Fabrício Queiroz, que está em prisão domiciliar, revelou novos repasses à primeira-dama Michelle Bolsonaro.

Em 2018, em entrevistas após a divulgação do caso Queiroz, Bolsonaro disse que o ex-assessor repassou a Michelle dez cheques de R$ 4.000 para quitar uma dívida de R$ 40 mil que tinha com ele (essa dívida não foi declarada no Imposto de Renda).

30 thoughts on “Sem argumentos, Bolsonaro compartilha vídeo para criar falsa versão da ameaça a jornalista

  1. Devo insistir: vontade é ameaça ? Puxa, então já ameaçamos milhares de mulheres de estupro nos momentos de solidão infinda no WC (os homens, claro).

  2. Sem opção de resposta, pergunto a ambos os sexos (considerando dois apenas): alguma vez alguém confessou a outrem as palavras “Tenho vontade de transar consigo” ? Isso é ameaça de estupro ?

  3. Não:
    Art. 233 – Praticar ato obsceno em lugar público, ou aberto ou exposto ao público:

    Pena – detenção, de três meses a um ano, ou multa.

    “Ameaçaria” – segundo a interpretação casuística contemporânea – com as palavras “Tenho vontade de ‘fazer amor’ consigo, sweet honey”.

  4. Os bolsonaristas primam pela falácia, pelo sofisma, pela mudança da realidade.

    Alegarem que “encher a boca de porrada” não é agressão, pois não se confirmou com tapas e socos, trata-se de uma explicação das mais idiotas e imbecis que li nos últimos anos – aliás, o Brasil se encaminha mesmo para seus últimos momentos!

    Quer dizer:
    A Justiça não acata processos mediantes agressões orais, ofensivas à ética e moralidade.
    Conforme dizem os defensores e admiradores de Bolsonaro, tenho autorização, então, para mandar o presidente à merda, pois não o agredi e não lhe joguei excrementos;
    Posso chamar uma mulher de puta porque ela não está no lupanar ou motel transando;
    Posso dizer que fulano vem sendo traído pela esposa porque ela está ao seu lado, e não na companhia do amante.

    Fantásticas as interpretações favoráveis ao presidente, que simboliza a má educação, o desrespeito, a desconsideração pelas pessoas, principalmente da imprensa e, se for da Globo, trata-se de um inimigo que deve ser abatido, seja através de porrada na boca ou soco na cara!

    Não sei não, mas acatar e tentar justificar essa conduta pérfida, grosseira, ainda mais de um presidente, mesmo que seja de uma republiqueta como essa nossa, retrata a nossa situação com relação ao país, ao povo, às instituições.

    Se o presidente é o primeiro a desrespeitar o cidadão, o trabalhador;
    Se permite que se deixe levar pelo destempero;
    Se não leva em conta a sua função;
    Se agride e ataca qualquer pessoa que não goste, Bolsonaro precisa de tratamento psiquiátrico, pois não se contém, querendo esbofetear quem lhe incomoda, quem lhe faz perguntas que detesta ter de responder.

    Se, lá pelas tantas, mesmo agredindo o jornalista com palavras ásperas e ameaçadoras não se constitui crime, na ótica dos bolsonaristas, afirmo que foi CRIME termos eleito esse mentecapto, esse agressor, esse mal educado, esse boçal, como presidente dessa republiqueta!

    Portanto, eis a nossa punição:
    Suportar um indivíduo dessa laia à testa de um país que precisa de alguém hábil, inteligente, organizador e metas para serem atingidas, significa padecer por este delito eleitoral que cometemos muito acima da dose determinada pela irresponsabilidade que praticamos, convenhamos!

  5. Chico, não gaste vela boa com defunto ruim!
    Exposição fática e argumentação isenta e inteligente, não vão mudar nada e, muito menos, iluminar os acólitos do Mito, uns por serem teimosos em defender uma aposta errada, outros por serem instrumentos disciplinados, orientados e bem pagos e os demais por tratar-se de idiotas, bobos alegres e inocentes úteis.
    Passemos a usar nossas modestas capacidades mentais e legítima indignação em pró de ideias e soluções para mudanças ou, então, aceitemos a profecia do nosso amigo Espectro como sentença final “Vamos nos esborrachar”

  6. Che, que vontade de mandar pastar os estúpidos defensores de Bolsonaro por este gesto mal educado, agressivo, ofensivo e desrespeitoso com uma pessoa, advindo do presidente da República!

    Tomara que essa vontade passe, apesar de a minha percepção dizer o contrário, pelo fato de os bolsonaristas não saberem o que é educação e respeito!

    Aliás, pelo que se percebe, adoram viver de vontades mas, fazer, realizar, tais atributos não são com eles, pois a covardia, o medo de reações, os impedem de concretizar as suas vontades!

    • Jorge Baleia18 de agosto de 2020, 20:38 at 20:38
      Como está Francisco Bendl ?

      Tribuna da Internet19 de agosto de 2020, 08:36 at 08:36
      Estamos aguardando boas notícias, na graça de Deus, amigo Jorge.

      Abs.
      CN.

      Jorge Baleia19 de agosto de 2020, 09:02 at 09:02
      Um amigo tem o telefone dele. Vou perguntar.

      Abçs

      • Baleia,

        Muito agradeço as intenções que eu melhorasse, as preocupações de amigos quanto á minha saúde.

        Pois é em nome dessa amizade que escrevo com sinceridade, que extrapola a vontade de ser mais brando ou pegar “leve” como se diz.

        Os meus amigos merecem que eu seja autêntico, legítimo, verdadeiro.
        Assim como eu os elogio seguidamente, posso criticá-los, e vice-versa.

        Abraço.
        Te cuida!

  7. Então, aproveitando que está aí este exemplo com as palavras “tenho vontade”, diga-me se há alguma ameaça de estupro ou de qualquer outra conduta criminosa na vontade.

  8. Baleia,

    Por favor!
    Não sei como te agradecer porque ficaste preocupado comigo a respeito da minha saúde.

    Tenho reiterado e reconhecido essas intenções muitas vezes.
    Justamente por essa relação de amizade que temos, deixar de lado um texto que conteste o que o amigo postou não é desconsideração, Baleia, pelo contrário, trata-se de dar importância às palavras empregadas que dão razão ao infrator, que não é o caso!

    Mais:
    Se eu deixasse de te responder porque foste amável comigo, me desejaste prontas melhoras, te preocupasses comigo quando baixei hospital, e ainda não estou curado, eu seria cínico e hipócrita, se eu evitasse publicar o que penso das tuas argumentações!!!

    Ora, isso não seria amigo, mas um falso amigo.
    Deus, quantas vezes amigos meus já me criticaram … perdi a conta.
    Mas, o intuito não era a crítica pela crítica, porém ampliar meus pensamentos, fazer-me entender ou que eu estava errado ou confuso ou sem razão nenhuma.

    Se a tua vontade é levar para o lado que não foi a minha vontade, humildemente te peço perdão!
    A minha ideia não foi a contestação, mas apresentar a versão verdadeira de um fato lamentável, indefensável, que não vejo como possa ser aplacado na sua gravidade, em se tratando de um presidente!

    Che, não diz assim, que eu te perdoo porque ficaste preocupado com a minha saúde um dia, por favor.
    Não mereço o teu desprezo, na razão inversa do quanto estimo, considero, admiro e respeito, os meus amigos na TI.

    Não quebres os pratos comigo!

    Não sou quem tem vontade de encher a boca de porradas de quem quer que seja;
    não sou eu que não quero manter os meus amigos ou desrespeitá-los pelo que pensam;
    quero o debate, a discussão, e penso que devemos abrir mãos de vontades que não se coadunem com o que queremos para esse país, hoje tão maltratado, desrespeitado, desprezado, roubado, explorado e manipulado!

    Minhas desculpas, repito, se entendesses diferente do que eu queria dizer, na verdade.
    E que Deus te proteja diariamente, de modo que não fiques doente e tenhas o apreço de teus amigos por esse momento ruim.

    Que os sentimentos dos amigos para contigo sejam sempre de sucesso, realizações, satisfações, saúde e paz, menos hipotecar solidariedade e intenções de melhoras.

    Não que não seja bom e necessário, claro que sim, pois imprescindível.
    Mas devemos pensar e desejar felicidades quando estamos bem, saudáveis, produtivos, úteis, ainda.

    No meu caso, agradeço penhoradamente pelas demonstrações de amizade e afeto, mas, o meu fim está próximo.
    Evidente que essas intenções me fortalecem, porém por quanto tempo?

    Logo, que não deixemos de ser amigos por causa de indivíduos que não merecem as nossas atenções, que nos fazem mal, que nos prejudicam, pois é isso que quero dizer!

    Um forte e fraterno abraço, se o aceitares.
    Saúde e paz.
    Te cuida dessa gripezinha do Bolsonaro, que nos leva para 116 mil óbitos!

  9. Meu Deus 51 comentários, 52 com o meu, que num verdadeiro festival cheio de verborragia e vazio de ideias, levou ao que? A exaurir argumentos morais, legais e subjetivos de mais uma patochada do Mito, que mais uma vez, talvez inconscientemente, fez uma manobra diversionária, tirando a atenção do verdadeiro desastre do seu governo.

    • Até agora a pergunta do reporter (vulgo bundão) não apareceu. É a mesma pegadinha do CQC, diz uma coisa e edita outra. Se não apresentar a gravação, o presidente tem que mandar prender esse vagabundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *