Senadores indecisos cobram caro, são atendidos e vão confirmar o impeachment

Dilma não tem nada a oferecer, já é carta fora do baralho

Carlos Newton

A disputa é desigual, porque no jogo sujo do Congresso Nacional é muito difícil derrotar quem está de posse da caneta que “nomeia, demite, manda prender e soltar”, como dizia o político mineiro Benedito Valadares. No momento, quem detém esse poder é o presidente interino Michel Temer, que está usando a caneta para garantir os 54 votos necessários para seguir governando até 2018 (se a Justiça Eleitoral não pensar diferente, é claro). Quando à presidente afastada Dilma Rousseff, não tem mais caneta e ficou sem a menor chance de voltar ao poder.

Enquanto esteve no governo, Dilma jamais soube usar a caneta e agora a única coisa que oferece aos senadores é a promessa de promover um plebiscito para convocar eleições antecipadas, e não há um só parlamentar indeciso que sonhe com isso, a não ser Cristovam Buarque. O senador  entrou para o PPS e quer ser novamente candidato a presidente, mas é para valer. Ele sabe que não vence, quer apenas ganhar visibilidade eleitoral para depois se reeleger ao Senado.

CRITÉRIOS ARITMÉTICOS– Os jovens jornalistas que fazem a cobertura da política usam critérios meramente aritméticos para prever como será a votação decisiva do impeachment, em agosto. Acontece que essa conta não pode ser feita simplesmente com números, é preciso determinar também o peso de cada um dos fatores, e o principal deles é… a caneta.

Dilma Rousseff não conseguiu apoio nem mesmo quando estava de posse desse instrumento, que é fundamental na política brasileira. Primeiro, perdeu na Câmara por 367 votos a 137 , com duas ausências e sete abstenções. Depois, no Senado, o placar foi 55 a 22, com três ausências e a abstenção do presidente Renan Calheiros.

NÃO EXISTEM INDECISOS – Os jornalistas fazem e refazem as contas, dizem que há 26 indecisos e Dilma teria 18 votos certos. Isso significaria que, teoricamente, ela precisa de apenas mais 10 votos para completar 28 e se livrar do impeachment. Bem ,sonhar não é proibido.

O fato é que são necessários 54 votos para despachar Dilma e na primeira votação, logo de cara, 55 apoiaram a saída dela. Agora, segundo esses ingênuos jornalistas, 18 dos 55 senadores teriam pensado melhor e ainda vão decidir o que fazer.

Deve ser a Piada do Ano. Na verdade, não há indecisos, todos sabem muito bem como irão votar. Estão apenas imitando o senador Romário (PSB-RJ) e “valorizando o passe”. Fizeram exigências a Michel Temer e estão aguardando que ele use a caneta. Apenas isso. Nem pensam em votar a favor de Dilma.

O FILHO DE PERRELLA – Na primeira votação, o senador Zezé Perrela (PTB-MG) votou a favor do afastamento de Dilma. Agora exigiu que seu filho Gustavo, ex-deputado estadual, fosse nomeado para uma secretaria do Ministério dos Esportes.

Depois de o helicóptero da empresa da família ter sido apreendido pela Polícia Federal com 430 quilos de cocaína, Gustavo Perrella ficou longe de estar acima de qualquer suspeita, como diria o cineasta Elio Petri. O jovem Gustavo foi até inocentado, por faltas de provas, mas se constatou que ele empregara o piloto como funcionário da Assembléia, para economizar o salário dele, e gastou quase R$ 15 mil de sua verba parlamentar para abastecer a aeronave.

O QUE IMPORTA É O VOTO – Mesmo sabendo da tenebrosa repercussão que inevitavelmente haveria, Temer mandou nomear Gustavo Perrela e garantiu o voto do pai dele. Outros senadores “indecisos” apresentaram reivindicações e estão sendo atendidos.

É por isso que se pode dizer, sem medo de errar, que a presidente afastada Dilma Rousseff tem chance zero de evitar o impeachment, já que seu substituto Michel Temer usa a caneta melhor do que ela.

É triste constatar que a política brasileira funciona nesses moldes, mas não temos alternativa no momento. O dado positivo é que o setor industrial começou a reagir, há mais otimismo entre os empresários e já se pode até perceber que Michel Temer governa muito melhor do que Dilma Rousseff. Aliás, como diz o deputado Tiririca, sem a Dilma pior não fica.

17 thoughts on “Senadores indecisos cobram caro, são atendidos e vão confirmar o impeachment

  1. A velha bipolaridade petista do menos ruim. Vamos aceitar o darwinismo social do Temer e seus denunciados ministrinhos ?
    Carmen Lúcia já. Chega de ladrões seja de que sigla for, não tenho nem terei rabo preso.

  2. O MO. vai confessar que era o organizador do caixa 2 da CHAPA Dilma / Temer, ou o Temer se elegeu vice com o próprio bolso ? Uma lei e uma Constituição para cada um ???

  3. Realmente, não há indecisos, os Senadores estão cansados de saber se as pedaladas foram crimes ou não, e já decidiram seus votos, por isso vejo a arguição dos Senadores na Comissão do Impeachment desnecessária, só serve para prolongar o processo de impeachment, que para os petistas é uma oportunidade de chegar aos 180 dias e a “querida” voltar.

  4. O acordo com os governadores, suspendendo até dezembro a divida dos estados, e com isso livrando vários deles de serem enquadrados na Lei de Responsabilidade Fiscal, transformou todos eles em miitantes do impeachment, pois ninguém vai querer dilma e PT de volta para correrem o risco renegociarem com a maluca um novo acordo baseado na sapiência econômica da “doutora”.

  5. Como pessimista acho que no Brasil nada é tão ruim que não possa piorar, basta ver que após a posse do Temer não houve mais nenhuma operação da PF na Lava Jato.
    Acho que os ‘jornalistas novos’ estão com a razão, pois no placar do Estadão , um mês antes da votação do pedido de afastamento, já havia 48 votos favoráveis…
    A prioridade de um político é manter o seu mandato, coisa meio incompatível com os 11,3% do Temer.

  6. Pelo que li sobre a matéria do Gustavo Perrela senti uma certa maldade,”longe de estar a cima de qualquer suspeita”.Usam o caso que já foi esclarecido pela polícia que ate saiu na tv e tudo para denigrir.

  7. Gustavo Perrella foi inocentado. Não foi indiciado por não haver indícios contra ele. O piloto dizia para os donos da aeronave que iria levar a máquina para a manutenção. O Zeze Perrella e o Gustavo Perrella não sabiam do tráfico e sempre trabalharam muito.
    Uma tristeza ler essa matérias tendenciosas e mentirosas. Tomara que sejam processados. Jornalistas irresponsáveis, essa matéria foi encaminhada para o departamento responsável. Caso tenham preguiça de ler, basta acessar o link abaixo que esclarece um pouco do que a mídia não quis divulgar muito: https://www.youtube.com/watch?v=QxzGHadubRg

  8. Muito grave essa denúncias! Tomara que processe esse site e os autores dos comentários. Gustavo Perrella é um rapaz de bem, entende muito do assunto, assim como seu pai.. nosso eterno presidente Zeze Perrella.

  9. Esse processo do helicoptero já foi julgado e já foi provado pela Policia Federal que a família Perrella não tinham nada a ver com a história, tanto que nem como testemunhas constam no processo, e ainda assim, os leigos e mal informados insistem em associa-los ao ocorrido. Tenho certeza da competência de Gustavo e creio que ele exercerá um papel de grande importância no novo cargo! Sucesso Gustavo! Acredito em você!

  10. Não entendo qual o intuito desse jornal em vincular o nome de Gustavo Perrella, filho de uma das figuras mais importante do futebol mineiro, atual senador Zeze Perrella, a um fato já esclarecido e arquivado pela polícia federal. Não vejo outro motivo se não difamar uma pessoa que nada tem a ver com a cocaína encontrada no helicóptero de sua propriedade. Se fosse da família entraria com uma ação por difamação e injúria contra esse veículo de informação, vez que prejudica a imagem e a honra desse jovem político, que só tem a contribuir para o futebol brasileiro. Realmente é lastimável uma coluna como esta postar esse tipo de informação sensacionalista!

  11. Que materia maliciosa! com tantos corruptos soltos e investigados por aí, citam o nome da familia Perrella, em um caso que a PF já inocentou a mesma!!! Deprimente esse tipo de site!!!

    • Realmente, não sabia que Gustavo Perrella tinha tantos admiradores e admiradoras, que na verdade são uma só pessoa, que fica mudando de nome, de forma ridícula, para exaltar um cidadão verdadeiramente desclassificado.

      CN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *