Sergio Cabral desprestigia o secretário Julio Lopes, tentando que ele peça demissão.

Sérgio Fonseca

O governador Sergio Cabral escolheu uma forma pouco usada para demitir um secretário de Estado, no caso, Júlio Lopes, dos Transportes. O Diário Oficial de hoje, dia 28, publica na primeira página o Decreto 43211, determinando que o Departamento de Transportes (Detro) fica obrigado a disponibilizar R$ 31 milhões à Casa Civil, a serem utilizados na modernização do sistema de bondes de Santa Teresa.

Para o cumprimento desse decreto – acrescentou o governador -, o Detro e a Casa Civil firmarão convênio. Recado mais claro a Julio Lopes, impossível. O que tem a ver a Casa Civil com o serviço de bondes de Santa Teresa? Depois dessa, Julio Lopes tem de pedir demissão. Ou não?

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *