Serra pediu que propina da Odebrecht de R$ 4,5 milhões fosse paga no exterior, aponta Lava Jato

Nas planilhas da Odebrecht, José Serra tinha o codinome  ‘vizinho’

Pepita Ortega e Fausto Macedo
Estadão

Segundo denúncia apresentada pela Lava Jato na manhã desta sexta, dia 3, o ex-governador e atual senador José Serra (PSDB) solicitou, no fim de 2006, propina de R$ 4,5 milhões da Odebrecht e indicou que gostaria de receber o montante não no Brasil, mas no exterior, por meio de offshore disponibilizada pelo empresário José Amaro Pinto Ramos, ‘com quem mantinha amizade há anos’.

Nas planilhas do famoso Setor de Operações Estruturadas, Serra tinha o codinome ‘vizinho’, em referência ao fato de o ex-governador morar próximo de seu principal contato na companhia, Pedro Novis.

“NUMEROSAS TRANSFERÊNCIAS” – A Lava Jato aponta que a Odebrecht efetivamente atendeu à solicitação de Serra e realizou, entre 2006 e 2007, ‘numerosas transferências’, no total de 1.564.891,78 euros, à offshore pertencente à José Amaro, tendo como beneficiário final o ex-governador. De tal montante, 936 mil euros chegaram à Dortmund International Inc, offshore que segundo os investigadores era controlada, de fato, por Verônica Allende Serra – filha o senador também denunciada nesta sexta-feira.

“Tais pagamentos mostraram-se uma contrapartida ao atendimento de interesses diversos da Odebrecht naquele período, atinentes a diversas obras que a empreiteira realizava no Estado de São Paulo. E dentre esses interesses atendidos, em específico, estava a repactuação do contrato n° 3584/2006, relativo às obras do Rodoanel Sul de São Paulo, de maneira a minorar o impacto do decreto estadual nº 51.473, bem como o não oferecimento de dificuldades no curso da execução da mesma obra”, indicam os procuradores.

PLANILHA – Uma planilha extraída pelos investigadores do sistema contábil da empreiteira apresenta registros de ‘numerosas transferências’ que foram feitas em favor da conta Circle Technical, no Corner Bank da Suíça, com referência ao codinome ‘vizinho’, sendo a maior parte delas vinculada à obra ‘Rodoanel’.

No entanto, segundo os procuradores, as transferências para a conta controlada por José Amara se trataram apenas de uma primeira camada de lavagem de ativos, ‘seguida por outras, em um movimento típico de distanciamento e de dissimulação voltado a dificultar seu rastreamento e a ação dos órgãos de controle’.

A Lava Jato aponta para a existência de uma ‘uma sofisticada rede de offshores no exterior’. “Uma grande gama de pagamentos, feitos pela Odebrecht à Circle em curto período e de modo fracionado, embora estivessem vinculados nos sistemas de contabilidade da empreiteira a ‘vizinho’, codinome de José Serra, e tivessem sido feitos por sua solicitação e em seu favor, tiveram de fato, como destinatário imediato, a pessoa de José Amaro Ramos. E neste diapasão, por envolverem valores de natureza espúria, relacionada a crimes de corrupção (notadamente a passiva, na modalidade solicitar) e de cartel, e por visarem a ocultá-la e a dissimulá-la, nada mais foram que atos de lavagem de ativos”.

OPERAÇÃO REVOADA – Paralelamente à denúncia, a força-tarefa deflagrou a Operação Revoada para aprofundar as investigações em relação a outros fatos relacionados a esse mesmo esquema de lavagem em benefício de Serra. Oito mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Parte das buscas é realizada em endereços ligados ao ex-governador. O empresário Ronaldo Cézar Coelho também é alvo da ofensiva. As ordens foram expedidas pela Justiça Federal que determinou ainda o bloqueio de R$ 40 milhões de uma conta na Suíça, informou a Procuradoria.

###
COM A PALAVRA, O SENADOR

A reportagem busca contato com José Serra. O espaço está aberto para manifestações.

COM A PALAVRA, A DEFESA DE RONALDO CÉZAR COELHO

O criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, que defende Ronaldo Cézar Coelho, disse que vai se manifestar depois que acessar os autos da Operação Revoada, desdobramento da Lava Jato.

23 thoughts on “Serra pediu que propina da Odebrecht de R$ 4,5 milhões fosse paga no exterior, aponta Lava Jato

  1. Estão criando toda uma narrativa para desmoralizar a operação lava jato.
    Tudo é muito presumível, o objetivo já foi inclusive divulgado pelo Gilmar Mendes a segunda turma assim que termine as férias de julho assume como presidente e vai LIVRAR LULA DAS CONDENAÇÕES anulando as sentenças de Curitiba.
    O Brasil precisa continuar exatamente como sempre foi uma Cleptocracia.
    Agora a imprensa defende tudo a censura , o inquérito absurdo do STF.
    Precisamos derrubar o governo para continuarmos com os mesmos.
    Tem um jornalista vagabundo chamado ARRUINALDO AZEDO, que todo dia berra que é necessário CENSURAR as redes sócias.
    Ah país vagabundo.

    • Meu Deus, até que emfim alguém com os olhos abertos, enxergando o andamento acelerado do plano Jucá, Gregório, você já imaginou quantos recursos estão sendo usados nessa campanha? Você já pensou no “liberou geral” que viria após a inocentação do Lula?

    • JUCÁ – Você tem que ver com seu advogado como é que a gente pode ajudar. […] Tem que ser política, advogado não encontra [inaudível]. Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra… Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria.

      […]

      MACHADO – Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel [Temer].

      JUCÁ – Só o Renan [Calheiros] que está contra essa porra. ‘Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha’. Gente, esquece o Eduardo Cunha, o Eduardo Cunha está morto, porra.

      MACHADO – É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional.

      JUCÁ – Com o Supremo, com tudo.

      MACHADO – Com tudo, aí parava tudo.

      JUCÁ – É. Delimitava onde está, pronto.

  2. Propina de 4,5 milhões? Menos de 1 milhão de dolares. Isso é esmola para corrupto. Nem Queiroz deve ter se submetido a esse vexame – as rachadinhas devem ter rendido muito mais.
    O Serra é uma pessoa bem preparada, experiente, e sempre se mostrou como uma pessoa íntegra (não muito simpático, mas reto). Se fosse um Bozo eu compreenderia porque o Bozo é mente curta – andar sobre duas pernas já é um grande feito para o seu computador cerebral. Mas o Serra!…

  3. Gregoria o problema esta nos desmandos cometidos pela lava jato.Não se pode em nome de se combater a corrupção cometer irregularidades,crimes porque se isso acontece quebra-se a credibilidade,veja o caso Banestado que inclui as organizações Globo,Ministro Barroso,Leman entre outros.

    • zenobio santos de souza
      No mundo do crime, muitas vezes, as leis feitas por criminosos os protegem.
      A justiça para entrar tem de “,meter o pé na porta” e mostrar o distintivo.
      Mesmo fazendo assim, Lula continua sendo um inocente! A corrupção está em cada um!
      Se mostrarem que o dinheiro recuperado, entregue pelos participantes do grupo criminoso e quadrilheiro, não existia e eles tiram empréstimos para fazer as delações, bom ai eu vou acreditar.
      Uma boa parcela da sociedade está doente, sem caráter, sem moral e sem conceitos. Hoje temos duas seitas: a do lullalau e a do santo-daime.
      Alguma delas tem gente cm noção?
      Fallavena

  4. Nada esta sendo criado, apenas constatado.
    E amplamente provado.
    Alguém lembra da tal fundação com o dinheiro da Petrobrás? isso, um projeto de poder.
    Era isso, um projeto de poder.

  5. Tenho batido na tecla da miséria e da pobreza há algum tempo, pelo menos de três anos para cá.

    Basta perambular pelas cidades, que se constata o número cada vez maior de pessoas carentes, dependendo da caridade alheia para uma refeição diária, pelo menos, e restos de pão.

    Notícia da Isto É de hoje aborda essa tragédia nacional:

    “O Brasil na miséria

    O ciclo de empobrecimento do País, que começou há cinco anos, se intensifica com a pandemia e torna as perspectivas de futuro cada vez mais sombrias. A tendência é de piora na distribuição de renda.

    A principal mazela brasileira, a desigualdade, vem se intensificando nos últimos cinco anos e tende a se tornar ainda mais cruel por causa da pandemia do coronavírus. Se a distribuição de renda no País já era sofrível, a expectativa é que piore daqui para frente.
    Os fatores imediatos que contribuem para a deterioração do quadro social são o aumento do desemprego e do número de desalentados, gente que desistiu de procurar uma nova ocupação, e a impossibilidade de atuação de milhões de trabalhadores informais, impedidos de exercer sua atividade.

    O isolamento social tornou impossível para muitas pessoas buscarem o pão de cada dia e criou um ambiente de incerteza que afeta principalmente a parte baixa da pirâmide e não deve se dissipar nos próximos meses.

    Os últimos dados do Banco Mundial, divulgados em abril, revelam que o número de brasileiros vivendo com menos de US$ 3,20 (R$ 17,00) por dia passou de 14,3 milhões para 19,2 milhões entre 2017 e 2018. Um estudo publicado pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostra que, entre 2012 e 2019, a renda da metade mais pobre da população caiu 18%, enquanto o 1% mais rico teve um aumento de quase 10% no seu poder de compra.

    https://istoe.com.br/o-brasil-na-miseria/

    Os pobres perderam 18% na sua “renda”, enquanto os ricos a tiveram aumentada em 10%!

    Depois reclamam que eu tenho sido um crítico veemente de nossos governantes, todos, sem exceção, incompetentes, corruptos, discricionários e fantoches do capitalismo!

  6. A operação Lavajato foi o mais importante e talvez único FATO positivo na luta contra a corrupção, comparável a Mani Puliti italiana contra a “cosa nostra” e divulgada e elogiada mundialmente. Mais importante do que a aplicação de punição aos criminosos detectados e a recuperação de valores, comparativamente modestos em relação à enorme soma de recursos surrupiados, foi escancarar a fraude ideológica imposta ao pais pelo PT. Passada a fase de impacto da operação, que facilitou sua eficácia, as quadrilhas perseguidas se reorganizaram e juntaram-se num plano só, os suspeitos já indiciados, os políticos e empresários com passado em débito, os membros do MP e Judiciário despeitados com o sucesso da Operação, o novo governo, precavendo-se contra uma hipotética candidatura do JUIZ, os jornalistas e blogueros a serviço do patrão de plantão e, finalmente, os militantes de um e outro lado, verdadeiros inocentes úteis.
    Esquematizada a campanha Plano Jucá. ela entra na imprensa e redes a todo vapor, a primeira etapa está sendo implementada rapidamente, a desmoralização da Lavajato e os argumentos, por pueris chegam a ser ridículos. por exemplo: o MP trabalhou em parceria com o FBI; Ora! faca o favor! Queriam investigar esquemas bilionários de lavagem de dinheiro internacional com o guarda da esquina? Desde quando cooperação policial internacional é ilegal? Se for assim a Interpol,deve ser extinta. Entendo que aqueles que vem aqui criticar alguma impropriedade processual ou investigatória nalgum caso, estão advogando regularmente em pró de corruptos condenados e contribuindo para a segunda fase do plano, a anulação das sentenças de Lula, que seria a chave para a terceira fase, a anulação geral das sentenças da Lavajato e a destinação dos fundos recuperados para a indenização dos inocentes libertados.
    Aí sim, os defensores da legalidade absoluta ficariam satisfeitos com a volta ao Brasil de sempre.
    Não pretendo voltar a tocar neste assunto, não vale desgastar minha pouca lucidez com uma situação tão absurda. Desculpem

  7. É uma pena que não tivessem chegado ao Serra e aos grão-senhores do tucanato há muito mais tempo. Isso teria contribuído muito para tornar a Lava-Jato mais respeitável e difícil de ser atacada pelas “zelites” encasteladas no Planalto Central.

  8. Prezado F.Moreno,

    Para os padrões brasileiros a Lava Jato se tornou um marco na história do Brasil, pelo fato de ter descoberto o sistema de propinas que imperava no país, julgando e condenado seus responsáveis, e se projetando internacionalmente em face do ineditismo dessa operação.

    Cedo ou tarde, a política nociva e nefasta iria elaborar meios de dissolvê-la ou de perder a sua eficiência e eficácia, haja vista que a corrupção faz parte do legislativo em todas os seus níveis.

    O que surpreende e negativamente, é a virada de mesa de Bolsonaro:
    antes um adepto e incentivador da Lava Jato, hoje é o responsável pelo corte de água!

    Abraço.
    Saúde e paz.
    Te cuida dessa gripezinha!

    • Amigo Bendl
      Bolsonaro nunca combateu a corrupção. Quem ajudou a elege-lo o fez pela presença que Moro teria no governo.
      Com o envolvimento a família, ele se viu forçado, para a sobrevivência do clã, a expurgar Moro.
      E tem um grupo da seita “santo-daime”, nova versão, que diz que Moro é traidor. Pessoas assim são doentes, possuídas, dementes ou desonestas. Elas podem escolher, mas o resultado está em uma das opções que ofereço. Não tem outra!
      Temos de encontrar alguém para assumir os compromissos, por escrito e com cláusula de renúncia, no caso de não cumprimento!
      Ou poderemos ser enganados, mais uma vez!
      Abraço e saúde.
      Fallavena

      • Sr Fallavena “assumir os compromissos por escrito e com cláusula de renúncia” é minha ideia fixa de sistema eleitoral ideal, mas quando penso na operacionalização disso, desanimo, pois com certeza teria que mexer na Cidadã, e aí a coisa complica.

      • Prezado amigo e conterrâneo, Fallavena,

        Enganados estamos sendo desde que fomos descobertos.

        Dia desses, revendo parte da história das colonizações, fiz uma pequena comparação com as nações que mais foram exploradas pelos seus colonizadores, e nenhuma chegou aos pés da nossa, sequer perto do quanto que nos roubaram!

        Mesmo a Índia, que ficou sob o jugo britânico por mais de 4 séculos, foi tão surrupiada como foi o Brasil, além dos gravíssimos problemas que tivemos com o extermínio de nossos indígenas pelos bandeirantes, somada à chaga da humanidade, a escravatura.

        Dito isso, na razão direta do que fizeram com esse território nossos colonizadores, depois a Coroa, mais tarde a República, o povo deveria ter aprendido a lidar com essa gentalha que nos governa e comanda há muito tempo.

        Mas, parece que está satisfeito com a vida que leva …

        Abração.
        Saúde e paz.
        Te cuida, meu!

  9. Não sei o que houve,o meu pitaco das 10hs não apareceu.

    Mas reafirmo,agora as 19:41.

    Serra,nunca foi depor em lugar nenhum,nunca houve uma queixa,diligência,nunca foi acusado de nada,ao contrário do Aécio Neves.
    Acho estranho agora,apareça algo entorno do rodoanel se o mentor foi o Maluf,e Paulo Preto.
    De mais a mais,Serra já está com idade avançada,salvo melhor juizo,(leis),
    não responderá a nada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *