Sete anos de tortura, dor e muito sofrimento para todos os ex-trabalhadores da Varig e suas famílias.

José Paulo de Resende

Completam-se hoje 7 anos de muita dor e sofrimento para todos os ex-trabalhadores da Varig. Já são quase 800 falecidos desde a intervenção no Fundo de Pensão Aerus Varig, com a liquidação dos planos de aposentadoria. No dia 13 de julho de 2012, o exmo. juiz Jamil Rosa de Jesus Oliveira deu ganho de causa aos ex-trabalhadores da VARIG e também da Transbrasil no processo de antecipação de tutela, cujo patrono é o escritório de advocacia Castagna Maia (falecido no início de 2012 ), agora comandado por sua filha a advogada Carolina Maia.

Esta vitória foi atropelada pela tal de AGU – Advocacia Geral da União (Senhor Luis Inácio Adams) que interpôs recursos e mais recursos para não cumprir esta tão importante decisão judicial. Ganhamos, mas até agora não levamos. O governo federal se recusa a fazer qualquer coisa para tirar deste terrível sofrimento todos os ex-trabalhadores da Varig e suas respectivas famílias.
Este processo também engloba os ex-trabalhadores da Transbrasil que também ficaram na mesma situação. A Justiça é feita, mas o governo federal, hoje tendo a frente o Partido dos Trabalhadores, se recusa através de tantos recursos a cumprir esta decisão judicial.
Hoje, haverá aqui no Rio de Janeiro (Cinelândia, a partir das 16 horas) uma manifestação de ex-trabalhadores da Varig e da Transbrasil, para lembrar a todos que estamos há 7 anos passando as maiores privações. É um verdadeiro crime de extermínio o que o governo federal está cometendo contra trabalhadores brasileiros.
Têm aposentados e pensionistas que só recebem migalhas dos seus benefícios. Há pessoas que pagaram para terem uma aposentadoria privada digna e tranqüila, mas hoje, após a intervenção dos Planos no Fundo de Pensão AERUS, recebe, somente 80 reais por mês. Ou até menos. Um verdadeiro extermínio lento e gradual que é imposto por um governo que se diz “dos trabalhadores” e que prega a tal “Justiça Social“.
Há dinheiro para ajudar outros povos e países, mas não há dinheiro para resolver tão grave problema. Nunca antes na história deste País (parodiando o senhor ex-presidente Lula) se maltratou tanto trabalhadores brasileiros.
Para terminar, encontramo-nos hoje nas mãos do exmo. presidente do Supremo, ministro Joaquim Barbosa. Ele pode nos tirar de tão difícil e terrível situação. Ele pode inviabilizar a decisão monocrática do desembargador Moreira Alves que nos tirou a antecipação de tutela.
Estamos lutando pelos nossos direitos. Não estamos pedindo esmolas e sim pedindo de volta o que pagamos religiosamente e que nos sejam restituídos os nossos benefícios completos.

Que o exmo. Ministro Joaquim Barbosa faça Justiça para todos nós, é o que eu e todos desejamos.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *