Situação da “Tribuna da Internet” é instável, sujeita a chuvas e trovoadas

Resultado de imagem para problemas na internet

Ilustração reproduzida do Arquivo Google

Jorge Béja

Amigo Belem, a cada dia vou perdendo a vontade e o estímulo para escrever artigos, postar comentários…. Tudo por causa dessa confusão. Não é culpa do nosso querido amigo Carlos Newton. Comprei um computador Samsung moderníssimo e caríssimo. Não adiantou. Dinheiro jogado fora.
Tá aqui ao lado. Grande e parado. Na tela permanece fixo horas e horas, dias e dias, um artigo. Para conhecer os postados depois, é preciso apertar, juntas, as teclas Ctrl + F5. Apertar, manter apertada e depois soltar. Aí então aparecem os artigos postados depois. Às vezes aparecem 8 a 10 artigos. Comentários? Impossível.
Escrevi um comentário e não apareceu contado nem indicado como recente. Só horas depois, quando cliquei aquelas duas teclas juntas, é que vi o comentário postado. Assim não anima escrever. Tenho um artigo prontinho. Mostro e comprovo que todas essas medidas do governador Pezão são inconstitucionais. Hoje ele me mandou e-mail me avisando que 2a. feira vai se encontrar com a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo, para pedir o levantamento do arresto que o Tribunal de Justiça do Rio determinou na conta do Estado. Vai perder tempo. Ele pensa que isso se consegue assim.
CRISE NA SAÚDE – Tenho tudo isso pronto para escrever. Hoje pela manhã, troquei mensagem com o Arcebispo Emérito de Juiz de Fora. Ele é o presidente da OS Pró-Saúde, instituição que o médico Jorge Darze acusou de terrorista. E logo o dr. Darze, que nunca obrou por benemerência e se eterniza num sindicato de médicos do RJ.
Tenho muito coisa para escrever. Mas o desânimo é maior. A situação reclama imediata intervenção federal no Rio, conforme determina o artigo 36 da Constituição Federal. Mas o Temer é frouxo. Ele vai receber a direção da Samarco, quando deveria cassar a concessão. Ontem, na TV Band, o Ricardo Boechat tocou o pau no Temer. Tudo isso está na minha cabeça. E muito mais. Mas não tenho o menor ânimo para escrever. O CN também deve estar muito chateado com isso. Que pena.
###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG – Recebi, por acaso, cópia desse e-mail enviado por Jorge Béja a seu amigo João Amaury Belem. Imediatamente, enviei essas informações aos técnicos do servidor UOL, para que tenham conhecimento da gravidade de nossa situação. Apesar desses graves problemas técnicos, a audiência do blog continua alta, porque, ao que parece, nem todos os comentaristas e frequentadores estão sendo prejudicados. Esperamos que os técnicos do UOL resolvam esses problemas. Se não conseguirem, teremos de interromper a edição da Tribuna da Internet para retornar através de outro servidor. Pessoalmente, encaro essa situação com tranquilidade. Já tivemos tantos problemas antes que os atuais não nos preocupam “mais da conta”, como se diz em Minas Gerais. A Tribuna da Internet já se tornou um blog muito respeitado e replicado. É isso que interessa. (C.N)  

23 thoughts on “Situação da “Tribuna da Internet” é instável, sujeita a chuvas e trovoadas

  1. Carlos Newton, enfrento problema similar. Nada entendo de informática, mas apenas consigo ver o blog atualizado quando mando apagar todo o histórico de navegação do meu navegador. É como se o computador sempre desse preferência para buscar a página da TI salva no histórico, sem buscar atualizações na net.

      • Carlos Newton, concordo com a troca de servidor. Eu, por enquanto, não tenho tido problema de acesso – Uso o Chrome e ainda conto com o Mozila.
        É importante que estamos aqui todos os dias e em outros países, tendo um blog que é uma referência para quem quer ser bem informado sobre o que acontece no Brasil e no mundo. Carlos Newton, você só merece todos os parabéns do mundo. Abraços.

      • Carlos, se o problema fosse de servidor deveria afetar igualmente todos os leitores, o que não parece ser o caso. Eu não tenho tido nenhum problema em acessar a TI, nem no Windows nem no iOs, exceto em raros casos quando realmente não se consegue entrar – aí pode ser sobrecarga do servidor pela quantidade de acessos. Mas o problema de não atualizar os comentários na tela não é o mesmo.
        Se deixarmos o computador parado numa mesma notícia, como disse o Bèja, nem todos os navegadores estarão configurados para “refrescar” automaticamente a tela cada vez que ela for modificada. (O Internet Explorer, por exemplo, tem uma configuração em que ele sempre procura no histórico em vez de procurar novas versões da página). Mas é facilmente corrigível pelo leitor usando o control+F5, que, cá entre nós, não é tão complicado nem tão demorado assim.

  2. Meu computador registrou, hoje, 16 matérias.
    Parece que a “máquina da maçã” é infalível e resiste aos ataques.
    Nota: não tenho nenhum anti-virus para não comprometer a velocidade.

  3. Apenas uma correção, não quanto à questão da página da Tribuna. Não enfrento nenhum problema pelo computador. Há alguns dias não havia atualização da página quando acionada pelo Android, via celular. Mas passou.

    Mas isso é um problema que será resolvido, tenho certeza.

    O que me leva a escrever estas “mal traçadas” é algo de amplitude muito maior, muitíssimo mais grave.

    Recomendo a quem pensa que a Pró-Saúde é séria que cruze o nome dessa “instituição de assistência social sem fins lucrativos” – é assim que ela se apresenta – com a palavra “fraude” no Google.

    Como diz o presidente desta república, quem assim proceder espantar-se-á com a quantidade de notícias que abalam profundamente a fé de quem tem a Pró-Saúde como entidade séria.

    Para facilitar, selecionei algumas:

    http://www.oimpacto.com.br/pro-saude-e-condenada-por-fraude-trabalhista/

    http://www.esmaelmorais.com.br/2014/07/pro-saude-e-investigada-em-seis-estados-por-irregularidades/

    https://www.youtube.com/watch?v=0aNmn3WsZuU (do Fantástico)

    http://www.clebertoledo.com.br/n38022
    (com a matéria “TCU encontra irregularidades no contrato com Pró-Saúde e determina suspensão imediata de transferência de recursos federais à instituição”)

    http://www.vejadetudo.com.br/manciolima/mpt-revela-fraudes-no-pro-saude-1-5-mil-concursados-deixarao-de-ser-chamados

    http://contilnetnoticias.com.br/2015/07/29/sob-suspeita-de-fraudes-em-contratos-pro-saude-corta-ferias-de-empregados/

    http://www.patriciaeroles.com.br/vejam-porque-o-vlogueiro-francisco-de-oliveira%E2%80%8B-foi-processado-e-seu-video-retirado-do-ar-pelo-youtube-quando-ele-fez-denuncias-de-fraudes-do-pro-saude-empresa-que-ganhou-a-licitacao-para-ad/

    http://www.portaldelicitacao.com.br/site/noticias/tjmg-cassa-efeitos-que-garantiam-contrato-de-gestao-da-pro-saude/

    http://cenariotocantins.com.br/principal/%E2%80%9Cgestao-da-pro-saude-e-caso-de-policia%E2%80%9D-afirma-sargento-aragao/

    Isso é apenas uma mínima amostra. É torrencial a quantidade de sites que abordam as fraudes dessa “entidade” presidida por Dom Eurico dos Santos Veloso.

  4. “A Tribuna da Internet já se tornou um blog muito respeitado e replicado. É isso que interessa.”
    É esta frase finalizante do Newton que importa. Todos estamos procurando alternativas, cavando saídas e buscando entradas, tudo avidamente, para poder acessar o conjunto da sabedoria exposta e comentada na página. Continuemos, pois! Vale a pena.

  5. Tribuna da Internet continuará sendo um foro de informações confiáveis, com seu respeitável diretor jornalista Carlos Newton, sua excelente equipe de comentaristas. O blog veio para ficar e nós agradecemos, mais uma vez ao Carlos Newton, jornalista competente e perseverante.

  6. Também eu fiquei muitos dias sem acessar o site, até que cliquei no google e abriu com notícias do dia. Aí conheci algumas artimanhas dos comentaristas e tenho conseguido atualizar. Mas, ainda hoje, sempre repete o dia anterior. Tenho feito a atualização clicando na direita do mouse e clicando “recarregar”. Está dando certo. E “vamo nóis” porque os outros estão curtindo o amargor da derrota… e tentando esculhambar a república.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *